INSPIRAÇÃO

entre páginas e lugares

Era primavera e tirei o dia de folga. Eu gosto do meu trabalho, faço o que gosto, mas às vezes é legal se desligar um pouco da rotina e fazer algo diferente. Acordei pensando no que poderia fazer para tornar minha folga uma boa lembrança. Fiquei alguns minutos fazendo uma lista mental de possibilidades e decidi que caminhar pelo centro visitando sebos era uma boa ideia (se eu tivesse sorte, com certeza encontraria alguns livros da minha lista por um bom preço).

Levantei. Fiz carinho na cabeça do meu cachorro e ele lambeu minha mão. Lavei o rosto, escovei os dentes, troquei de roupa (coloquei um vestidinho azul marinho, sapatilhas e lembrei de colocar um suéter na bolsa), fiz um coque e voilà. Peguei uma maçã, dei um beijo e um “até mais tarde” pra minha mãe e pro meu irmão (meu pai tinha acordado mais cedo pra ir trabalhar). Um cafuné no melhor cachorro do mundo e fui pro centro.

Eu achava que já conhecia todos os sebos daquela rua, mas percebi que havia um que em nunca tinha entrado. Achei estranho, porque ele não tinha uma aparência de novo. Pelo contrário, parecia ser muito mais antigo do que todos os outros que eu já tinha visitado. Ele era comprido e estreito e estava cheio de livros (muito cheio – parecia um paraíso). Não tinha funcionários, apenas um senhor simpático que devia ter uns 70 anos e usava uma boina. Enquanto estava me perdendo entre as estantes, um pequeno livro chamou a minha atenção. Nele estava escrito “Fairy Tales”. Tirei ele da estante e folheei. Parei em um conto que se passava em Wrexham. Sentei no chão com as pernas cruzadas e li. Não sei quanto tempo fiquei ali, mas decidi que não poderia sair de lá sem aquele livro. Fiquei torcendo pra que ele não fosse muito caro e fiquei feliz quando vi que custava apenas R$5,00. Fui até o senhor simpático e na hora em que paguei ele disse “esse livro é especial e fico feliz que tenha escolhido você”. Achei o comentário estranho, mas sorri mesmo assim. Agradeci, me despedi e saí.

Estava ansiosa pra voltar pra casa e ler os outros contos. Virei à direita ainda olhando para o livro. Dei uns 10 passos e quando olhei pra frente tomei um susto. A rua estava completamente diferente. Os prédios não eram mais prédios e sim casas antigas. Percebi que estava mais frio, mas isso na minha cidade é normal. Coloquei o suéter e guardei o livro na bolsa. Continuei olhando ao meu redor, tentando descobrir onde estava, e foi aí que vi uma pessoa que chamou a minha atenção (estava se vestindo com roupas que pareciam de outro século). Apressei o passo e fui falar com ela. Para minha surpresa, a moça não falava português e sim inglês. Perguntei se ela poderia me dizer onde estávamos e não acreditei quando ela disse “em Wrexham”. Fiquei confusa, pois nunca tinha sequer ouvido falar dessa cidade antes de ler o conto do livro.

Continuei andando, tentando descobrir como voltar pra casa. Quanto mais andava, ao invés de ficar desesperada por não estar achando o caminho, eu ficava fascinada pelo lugar. Lembrei que estava com a câmera em mãos e decidi que essa era uma oportunidade única. Se eu não tirasse fotos, como iria provar que estive ali? Além disso, aquele lugar era lindo demais pra não ser  fotografado. Horas se passaram e quando começou a anoitecer lembrei que deveria voltar pra casa. Tirei mais algumas fotos enquanto voltava pra rua principal – a rua onde estava o sebo – pois ela tinha uma iluminação antiga linda.

Quando entrei no sebo, dei um sorriso e falei pro senhor simpático tudo o que tinha acontecido. Contei que de alguma forma eu tinha ido parar na mesma cidade do conto do livro. Falei sobre tudo o que tinha visto, sobre as pessoas, casas, luzes… tudo. Ele me ouviu paciente com um sorriso. Quando terminei de contar a minha aventura, ele colocou a mão no meu ombro e disse “essa é a mágica dos livros. Eles nos levam para qualquer lugar”.

Posts relacionados

72 Comentários + Comentários pelo Facebook
Post Anterior
setembro 21, 2012
Próximo post
setembro 21, 2012
  • marilia

    Fiquei pensando quais sebos poderiam entrar na sua descrição aqui do centro da cidade. :) Me conta para eu correr lá também :)

  • Fernanda

    Mel, que lindo!!!! *-*
    Estava esperando mesmo esse final e é por isso que eu amo livros <3

    Beijos

    http://horadochocolatequente.blogspot.com.br/

  • Leidi

    Que lindo Mel, adorei o texto. Me imaginei na sua história…

  • Rafaella Cavalcanti

    Que lindo Mel! :’) Muito fofo o jeito como você escreve, me faz querer ler um livro inteiro seu! (Aliás, ja pensou em escreveu um?) Ah, e qual o autor/editora desse livro Fairy Tales? Beijos e continue escrevendo!

    • Melina

      Obrigada, chuchu :)
      Hum…na verdade eu já pensei sim, mas por enquanto só tenho planos. Quem sabe um dia (: algumas pessoas já me falaram isso e cada vez que eu escuto/leio um incentivo assim a minha vontade cresce um pouquinho :P
      O livro é da editora Penguin Popular Classics :*

  • khiu

    Maravilhoso o seu texto!!
    Só a verdade sobre os livros.

  • Déborah

    essa é a mágica dos livros. Eles nos levam para qualquer lugar”. amei essa frase.

  • Rafa Ribeiro

    Que linda história, Mel *.*

    AMEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEI ♥

  • Bianca

    Oi Mel :)
    Não sei exatamente quando nem como eu descobri o seu blog. Só sei que desde então acompanho diariamente cada palavrinha que você compartilha aqui com todos nós!
    Adorei esse texto, assim como o outro. Realmente, quando leio me transporto de tal maneira para dentro da história, que quando “acordo” me dou conta que já se passaram horas e horas!
    Parabéns pelo blog ;)
    Beijos

  • Beatriz

    amei o texto!!! <3

  • Tom

    Bela estória, indiquei a minha especial Sue ♥

  • Viviane

    Que lindo <3 Você escreve muito bem!
    Super apoio a ideia de você escrever um livro :D

  • Juci

    Que conto lindo, Mel! Adorei a frase “essa é a mágica dos livros. Eles nos levam para qualquer lugar”, pois é mais ou menos o que eu digo quando me perguntam porque eu gosto tanto de ler, posso ir a qualquer lugar do mundo (ou do universo) sem sair da minha casa :D

  • Bruna Gabriely

    Amei Mel, ficou lindo seu texto.

  • Juci

    Ah, só uma coisa: acho que alí em “mas às vezes que é legal se desligar um pouco da rotina e fazer algo diferente.” acho que você quis dizer “mas há vezes em que” ou “às vezes é legal…”. Deve ter passado desapercebido quando você escreveu :)

    • Melina

      Obrigada, chuchuzinho :) Já arrumei ;)

  • Juci

    Só mais uma coisa (prometo que é a última, haha): depois de ler o conto eu fiquei com vontade de ler esse livro :D

  • beatriz

    “Essa é a mágica dos livros. Eles nos levam para qualquer lugar”. Pura verdade.

  • Beth Retro

    i love penguin books!
    lovely post dear <3

    xxx

    • Melina

      <3
      Thanks, sweetie!
      xxx

  • Jéssica Damasceno

    Que gracinha Mel!
    Tbm me deu vontade de ler um livro seu… =D

  • Andressa

    Que texto mágico, gostaria que essa história acontecesse comigo ^^

  • tat

    Oi mel,
    Fiquei fascinada com seu texto
    como sempre ele foi meigo e encantador me fez sonhar acordada e acreditar que nossas imaginação nos leva a lugares lindos, e que com eles nascem os senhos mais doces…
    Continue escrevendo Mel, seus contos sao maravilhosos a cada dia mais fico sua fã.

  • Juliana Couto

    Boa tarde Mel,
    Eu fiquei fascinada pelo seu conto, não só por esse, mas pelo(s) outro(s) que você já escreveu. É incrível a sua capacidade de nos transportar para dentro da história, como consegue? *-*
    Super apoio a ideia de você escrever um livro, eu correria para a livraria para comprar no mesmo dia do lançamento! (Até porque sou sua “fã” em todos os aspectos) Haha.
    Continue escrevendo, faça esse favor para seus leitores. ♥

    • Melina

      Fiquei tão feliz ♥
      Obrigada, chuchu! *-*

  • Ana

    Texto lindo e doce, assim como você Mel!
    É verdade, ler é realmente mágico!

    Beijo.

  • Debora Chrissanto

    Lindo! Adorei, é bem assim que eu me sinto lendo um livro. Um livro que eu acho que você irá gostar bastante é Comer Rezar Amar, comprei ele num sebo aqui de Vancouver e to adorando e ta sendo uma boa pratica pro meu inglês. Esse livro do seu conto bem podia existir né? Fiquei imaginando o quão mágico seria, mais do que os livros normais. :-)
    x.o.x.o

    • Melina

      Esse livro está na minha listinha de livros para ler :)
      xoxo

  • Juliana Couto

    Mel, você já leu “A História sem Fim”, de Michael Ende? É a história de um personagem que lê um livro e entra (literalmente) na história, igual ao seu conto, ele é muito interessante (até a metade do livro, pelo menos), mas eu não consegui terminar de ler o livro, – porque a história estava “sem fim” para mim, devia ser essa a intenção do escritor – ao contrário de suas histórias.
    Já disse que amo seus contos? *-*

    • Melina

      Nunca li esse livro! É o mesmo do filme? :)
      Vou procurar ♥
      Obrigada, chuchu *-*

  • Camilla

    Com esse texto Mel, você conseguiu explicar para as pessoas que não gostam de ler, a magia que acontece quando abrimos um livro. Agora quando alguém me perguntar qual é a graça de um livro (o que infelizmente acontece frequentemente) eu vou lembrar dessa história. Simplesmente, amei.

  • Vickawaii

    Heeey, foi você que escreveu esse texto? *-* Está muito bom! Tal qual a personagem com o livro, eu também passei por um monte de casas antigas e pessoas com vestes diferentes agora. É um pequeno conto, mas você conseguiu fazer com que eu acompanhasse a personagem, parabéns (:

    Beijos, Vickawaii
    http://finding-neverland.zip.net

    • Melina

      Fui eu sim :D
      Nossa, fiquei tão feliz :)
      Obrigada <3

  • Mylena Vilela

    Que texto fofo, você que escreveu Mel?

    • Melina

      Sim :) Obrigada *-*

  • Ana

    Oi, Mel, o meu nome é Ana e esta é a primeira vez que aqui comento. Descobri o blog à alguns meses e apaixonei-me por completo por este cantinho. Vê-se que tudo o que colocas aqui é feito com muito amor e carinho, e que és bastante dedicada para com os teus leitores. :)
    Li o último conto que publicaste aqui e gostei bastante, mas fiquei deslumbrada com a escrita deste texto. É uma escrita doce e encantadora, que nos transporta para os locais e momentos descritos. Simplesmente fantástico! :) Adorei especialmente a última frase: “Essa é a mágica dos livros. Eles nos levam para qualquer lugar”. É para mim uma grande verdade.

    Um beijo grande vindo de Portugal e continuação do excelente trabalho no “A series of serendipity”!

    P.S: Depois de ver a categoria do “Mr. Postman” de uma ponta a outra, fiquei com uma grande vontade de enviar uma carta. Seria muito estranho, visto que sou uma “nova” leitora aqui do blog? ;P

    • Melina

      Oi, Ana :)

      Muito obrigada pelo comentário lindo que deixou aqui no blog. Me fez sorrir :)
      Hum… não seria nada estranho e eu amaria receber uma cartinha sua :)
      :* e obrigada pelo carinho

  • Drynha Sousa

    Sem palavras.. Simplesmente amei!! (:

  • Ane

    Adorei, você consegui nos levar pelas ruas em que passava e apreciar cada lugar. Fiquei com vontade de ler este livro. Parabéns pelo texto.

  • Denise Beliato

    Mel vc devia reunir seus contos e mandar para alguma editora, a maioria das editoras aceitam arquivos em pdf e o seu seria um otimo livro de contos que muitos comprariam e pelo que sei um livro começa pela a divulgação do seu trabalho e isso vc já esta fazendo e qualquer editora poderá ver que será um sucesso pela quantidade de leitoras que te apreciam.
    Eu super que apoio um livro da Mel \O/

  • Zezinha Souza

    Encantador e cheio de sensibilidade, amei, pin, uma verdadeira lindeza!❤

    Você é tão linda, autêntica e tem valores tão incríveis que não tem como não refletir nas suas fotos, nos seus textos, em tudo que você faz….você sempre encanta! ❤

    Amo você!

  • Luiza Brando

    adorei seu conto! nossa, agora que estou traduzindo contos no estágio, só consigo ler pensando nas estratégias de tradução que eu usaria!

  • Melissa B. S. Brandão

    Muito lindo o seu conto. Mágico.
    Eu, andando em Porto Alegre (cidade espetacular), encontrei um sebo onde além de livros, havia tudo o que você pode imaginar. E não é que encontrei um livro de um escritor gaúcho que eu adoro (ÉRICO VERÍSSIMO)? Chama-se Música ao Longe e estou adorando.
    Sebos são mágicos. Um dia escrevi um conto baseado em um sebo em Paris. Não lembro do título agora, mas tem a ver com morangos! rs
    beijos.

  • Nizer

    Mel,que texto lindíssimo!!!
    Me encantou demais!
    Com certeza eu compraria um livro escrito por você!
    Você é tão talentosa,Mel
    Cada dia me encanto mais … ♥
    Aliás,eu não gostaria que a história tivesse terminado,fiquei com tanta vontade que tivesse uma continuação…
    Beijos

  • Joyce

    Melzinha, desde que leio os post aqui do blog, eu sinto que venho mudando. Mas pra muito melhor! Só queria saber de TV e filmes.. mas a cada vez que venho aqui, vejo uma resenha, e de como você fica maravilhada quando ganha/termina de ler/../ um livro, minha vontade de entrar para esses lugares incríveis sem sair do lugar aumenta mais e mais! Estou ficando fascinada, e minha listinha está crescendo *-* Obrigada ♥

    • Melina

      Nossa, fiquei feliz em saber disso :)

  • Lívia

    Nossaaa, lindo texto, Mel! Me identifiquei bastante com ele, comigo acontece EXATAMENTE do mesmo jeito!! haha
    Parece que eu entro no mundo do livro, um sonho, e as pessoas da vida real soam somente como murmurios baixinhos lá longe hehe. Fico numa bolha quando leio. =DD
    Aí quando acaba a história eu me pergunto: o que vou fazer da minha vida? Minha história acabou!! kkk
    Seu texto me deu saudade de ler mais livros *-*

  • Ingrid

    Amei seu texto Mel, principalmente o final, parabéns! E seu texto me fez sentir uma saudadezinha da cidade, onde eu morava, Brasília, que era cheia de sebos de rua, dentro de Kombis, ai ai … *-*

  • Ingrid

    Ah Mel, só mais um comentário. Você conhece a Sophie Dahl? Ela tinha um programa na fox life que misturava culinária com literatura mas pararam de passar #todoschora. Ela já escreveu livros de receita, e romances também, e eu acho ela tão parecida com você, não fisicamente, mas na beleza interior… Enfim, fica a dica, espero que goste!

    • Melina

      Fiquei curiosa pra saber sobre ela :) Vou procurar! Obrigada pela dica e pelo comentário fofo, chuchu :*

  • Silvia

    Parabéns Mel!! Lindíssimo…. Uma vez escrevi um conto pra faculdade… Ficou muito bacana… Pena que não me devolveram….
    Mas continue escrevendo… Vc tem esse dom.. Use-o!!
    Bjs

  • Mariana

    Liiindo, amo contos e escrevê-los dá uma sensação tão boa . .

  • Polly

    Que bom que assim como eu vc é uma apaixonada por livros, isso me encanta e me alegra muito, pois livros podem ser nossos melhores amigos e nos permitem viagens incriveis. Vc escreve muito bem Mel e se um dia vc publicar um livro tenha certeza que irei compra-lo.

    P.S Vc já leu algum livro do Nicholas Sparkcs vale muito a pena <3

  • Susana

    Acho que os textos dos seu blog são os únicos que tenho paciência para ler! Sério, o de outros blogs eu já pulo posts, mas os seus são tão ~mágicos~ <3

    off: Mel, desculpe a pergunta, mas onde você comprou o "baleiro"?
    http://www.flickr.com/photos/melinwonderland/6942110217/in/set-72157628723321635/

    • Melina

      Fico feliz que goste dos textos do meu blog :)

      O baleiro foi comprado nos EUA, chuchu :*

  • Juliana Couto

    Que emoção, a Mel me respondeu! *-*
    Kkkk, então Mel, eu nunca assisti ao filme, mas eu vi um resumo na internet, e a história é parecida, se não a mesma, rs.
    Que bom que ficou feliz (eu que estou aqui dando pulinhos por você ter me respondido! *-*).
    Beijinhos. ;*

  • Camila Gerarde

    Que texto lindo Mel, imaginei você no sebo, o senhor, as casas antigas e a moça vestida com roupas de outro século, maravilhoso…

    Mel eu fiz um comentário no post de aplicativos de fotografia, que você não aprovou, então estou te avisando, porque você pode não ter visto :)

    • Melina

      Estou com vários pendentes naquele post :x já já resolvo isso ;)

      • Camila Gerarde

        :) Tudo bem, eu achei, que você não tinha visto…

  • Luíza

    Perfeito MeL, só tenho uma frase por este post: Segue carreira, Melina!

  • Nathalie

    Mel, acho que seus textos são os únicos que realmente me deixam arrepiada. Mais uma vez, parabéns! Inspirador!!! (:

  • Andresa Trentini

    Que lindo Mel! Adorei! =)

  • Giovana Pausa Dramátiva

    Boa noite!
    Primeiramente, seu estilo de escrita, assim como tudo que faz, é muito doce e agradável.

    Acompanho há algum tempo o seu blog e reparei que gosta muito da idéia de fotografar em situações envolvendo cenários antigos.
    Exitem grupos revivalistas que recriam figurinos históricos e fazem eventos gratuitos!
    Sou de um grupo retrorevivalista steampunk(airshiprosanegra.wordpress.com) de São Paulo e participo de diversos eventos do gênero(como o http://www.facebook.com/picnicvitoriano ).Inclusive, conheço um grupo curitibano que faz picnics vitorianos anuais:
    http://www.facebook.com/picnicvitorianocwb
    Fica como oportunidade para saciar em parte essa vontade de registrar esse tipo de coisa!

    Eu sei que é muita informação, mas deixo aqui a idéia.

    Beijos e que a vida seja gentil com você (:

  • Luciana

    Gostei muito do texto.Encantador!Parabéns Mel!bjs

  • Maeli

    Nossa, que texto lindo, perfeito Mel *-*

  • Duda

    Mel e suas aulas de desenho ?
    Estou com saudades ! E o Spock, também !
    xoxo

  • Carolli Márol

    Nossa,que lindo Mel,não sabia que além de fotografar bem que vc tbm escrevia bem,poste mais histórias assim,amei *.*

  • Amanda

    Achei o texto incrível, principalmente o final. Apoio a ideia de você escrever um livro.

Deixe seu comentário

Instagram

  • acabei de liberar um vídeo novo no canal serendipity 🖤 espero que vocês gostem ☺️ #bookshelf #bookhaul
  • acabei de liberar o vlog da semana no canal mel in wonderland 🖤✨ estou esperando vocês por lá ☺️
  • os garotos do @estudiograma vieram colocar minha cabeceira hoje 🖤 (arrasta pra foto do lado pra conhecer eles!) ✌🏻 desde criança sempre achei lindo camas com cabeceiras, mas essa é a primeira vez que tenho uma. ah, um recado muito importante: eles que fizeram a minha escrivaninha maravilhosa e nesse exato momento estão com uma disponível para pronta-entrega então caso alguém aí tenha interesse é só falar com eles pelo @estudiograma ou pelo site 😉 ah, a preferência é pra quem for de Curitiba ou redondezas. (mais um móvel testado e aprovado pelo @spock_inwonderland 🖖🏻👽)
  • acabei de liberar um post novo no blog compartilhando uma serendipidade que aconteceu comigo hoje e que tem a ver com esse livro da encantadora @doddleoddle 🖤✨ #dodieclark #dodieclarkbook #secretforthemad #secretforthemadbook
  • uma cena do vlog que postei semana passada no canal mel in wonderland 🖤 quem aí também ama chihiro? 😍 #chihiro #totoro #ghibli
  • acabei de liberar no canal um vídeo apresentando minha nova estante desenvolvida pelas garotas incríveis do @varandaarquitetura 🖤 tô esperando vocês por lá 😍 #bookshelf

instagram