janeiro 2013

Posts no mês janeiro 2013

31. Jan. 2013

a partida

Arquivado em: Aleatoriedades

Hey! Venho cá perturbar vocês com mais um poema meu. Me digam o que acharam depois, por favor :) Prometo que o próximo vai ser mais pra cima haha deve ser porque hoje é meu aniversário e to ficando velho, enfim, parabéns pra mim :D

beijos a todos e boa semana!

A Partida

dois corpos deitados na cama

são corpos, meros corpos, matéria prima

imersos em bacia de tempo fugidio

carne fértil e infértil

de sangue, lágrimas, músculos, rugas

dois corpos que se

estendem, desentendem

distendem, entendem

o corpo masculino vive o jogador de futebol

a glória pátria aguerrida, solfejada em gritos e vibrações

que abafam sua derrota extracampo, aquela palpável

sem apitos e gritos pelo seu nome

a vida seca, dura, onde o pé no chão alcança o frio mármore, apenas

ou naquele filme

onde nunca o galante mocinho perde seu chapéu

e tem a coragem como seu mais precioso bem em invólucro

em seu peito palpitante

e sempre prestes a agarrar a mocinha mais bonita

frágil e indefesa, como deve ser

não há barrigas salientes nem calvície precoce nem frieira no pé

muito menos chulé

ouro não falta, tudo é possível no jardim do outro

e na tela que não esta cá

o bom homem estica-se na poltrona e regozija-se

o corpo feminino nada disso entende, prefere observar

as plantas, a joaninha de óculos e perneta, oscilando pra cá e pra lá

no jardim japonês da casa

sonha com dias melhores, com amores proibidos

e com uma certa história de dois amantes embriagados de veneno

olha para o horizonte pela janela e busca uma visão

mais tenra, menos acinzentada

menos correntes mais asas

e os dois corpos vão

meio sem saber o porquê nem como nem onde nem quando

é gol, o chapéu se manteve intacto, a joaninha quase foi devorada por um percevejo faminto,

mas ela escapou

coitada coitado

a cortina se mexeu

(brisa brisa, que brios novos te trazem?)

o retrato das bodas pregado na parede também. o retrato balançou.

enquanto isso um ponto preto qualquer corta a parede branca descascada da casa como quem nada quer e daí?

e realmente, talvez ele nada queira

ao mesmo tempo que abre uma cerveja

o homem assiste tevê

enquanto ela faz a mala.

30. Jan. 2013

look at me: free as a bird

Arquivado em: Look at me

Estava com saudade de atualizar com mais frequência a categoria de looks aqui do blog e coloquei como uma das minhas metas, postar pelo menos um por semana. Esse shorts amarelinho com estampa de gaivotas muito amor é da Richards. A básica preta é da Renner e a sapatilha listrada superfofa faz parte da nova linha Footwear da Kipling (mais detalhes aqui). A pulseira é presente da leitora Nathália Cavalhieri (obrigada, chuchu) o anel da Accessorize e os colares foram feitos por mim. Ah, o esmalte é o Caipiroska Curaçao da Risqué!

E aí, gostaram do look? Quem quiser me ajudar a divulgar, é só dar um hype no Lookbook!

Obrigada por tudo, pessoal!

xoxo

29. Jan. 2013

aviso importante sobre o concurso cultural a mochila dos meus sonhos

Arquivado em: Concursos
Tags:

Pessoal, após ler os comentários sobre a resposta ganhadora do Concurso Cultural, resolvi me pronunciar sobre dois aspectos:

1. A ganhadora foi desclassificada por adaptar um texto de Caio Fernando Abreu  da Karine Rosa sem citá-la em momento algum na sua resposta.

Aqui está o texto original:

“Essa roupa não lhe serve mais. Você cresceu. Engordou. Ela saiu de moda. Ela diz como se eu não soubesse. A gente, normalmente, sabe quando uma coisa não serve mais. Finge que não, disfarça. Coloca aquela blusa velha, pequena, que mostra a barriga. É que ela costumava ficar tão bonita. Não ficava? As pessoas costumavam elogiar tanto. Talvez ela ainda sirva. A gente sabe. É que, mesmo com toda aquela ladainha de não poder se apegar a bens materiais. É que mesmo com toda aquela ladainha…é tão difícil.

Deixa aí. Vai, não custa nada ficar dentro do guarda-roupa, no seu canto, certo? Não tem problema guardar uma coisinha ou outra. Deixa dentro do armário, no fundo da gaveta. Talvez eu não use agora, mas depois…quem sabe. Talvez eu emagreça. Talvez na próxima estação isso volte a ser fashion. Deixa aí. Essa blusa da hello kitty que ganhei com doze anos, esse sapato com a sola desgastada. Ele ta velho, mas deixa eu te contar um segredo? É o meu favorito. Não uso, não tiro do lugar, não saio por aí desfilando e mostrando como ele ainda é útil. É útil, mas…não cabe. É que…eu gostava tanto. Tudo bem, deixa aí. Pode fazer falta.

A gente finge que arruma o guarda-roupa, arruma o quarto, arruma a bagunça. Tira aquele tanto de coisa que não serve, porque ocupar espaço com coisas velhas não dá. As coisas novas querem entrar, tanta coisa bonita nas lojas por aí. Mas a gente nunca tira tudo. Sempre as esconde aqui, esconde ali, finge para si mesmo que ainda serve. A gente sabe. Que tá curta, pequeno, apertado. É que a gente queria tanto. Tanto.

Acredito que arrumar a bagunça da vida é como arrumar a bagunça do quarto. Tirar tudo, rever roupas e sapatos, experimentar e ver o que ainda serve, jogar fora algumas coisas, outras separar para doação. Isso pode servir melhor para outra pessoa. Hora de deixar ir. Alguém precisa mais do que você. Se livrar. Deixar pra trás. Algumas coisas não servem mais. Você sabe. Chega. Porque guardar roupa velha dentro da gaveta é como ocupar o coração com alguém que não lhe serve. Perda de espaço, tempo, paciência e sentimento. Tem tanta gente interessante por aí querendo entrar. Deixa. Deixa entrar: na vida, no coração, na cabeça.”

2. Algumas pessoas reclamaram, pois entenderam que era para escrever uma frase e se sentiram injustiçadas. Após ler um comentário percebi que essa confusão foi gerada porque, embora eu tenha falado que era RESPOSTA GANHADORA no corpo do post, no final escrevi “o resultado será publicado junto com a FRASE ganhadora aqui no blog no dia 29/01/2013.”. Embora não tenhamos julgado as resposta pelo tamanho (e pouquíssimas pessoas mandaram apenas uma frase), quero pedir desculpas pelo mal entendido e avisar que estarei mais atenta a partir de agora.

Por causa dessa confusão, iremos reavaliar as respostas e publicarei o novo resultado no sábado dia 02 de fevereiro de 2013.

Ficamos muito tristes e chateadas com a situação. Nunca imaginei que isso pudesse acontecer em um concurso aqui do A Series Of Serendipity. Ainda que possa não ter sido proposital, foi algo muito chato.

Peço desculpas e agradeço pela compreensão!

xoxo