Everything Else

Denmark – parte 1

15.03.2013

Olá, pessoal! Como eu já apareci aqui no blog algumas vezes, irei dispensar as apresentações, pois não gosto de ficar falando sobre mim.

Há um tempinho, a Mel me pediu para escrever sobre a viagem que eu fiz para a Dinamarca em julho do ano passado e agora finalmente eu estou atendendo ao pedido (desculpa pela demora!)

Chegar à Dinamarca demora, é quase um dia inteiro dentro de um avião, com direito a uma paradinha no aeroporto de Londres, mas super compensa quando a gente chega lá, pois a terra de H. C. Andersen muitas vezes parece mesmo um conto de fadas.

Olha a Dinamarca!

Eu passei vinte dias no reino da Dinamarca, na casa de uma prima que morava lá. Isso foi muito bom, porque além de não gastar dinheiro com hotel, pude presenciar o cotidiano das pessoas que vivem lá, não permaneci somente no roteiro turístico, que é sempre meio enganoso…

Vista da janela da sala da minha prima

Moço que foi vedar as portas e as janelas para a minha prima não morrer congelada no inverno

Pracinha em frente ao prédio da minha prima e o meu topete lateral

Eu fiquei em Frederiksberg, pertinho de Copenhague [København], e passeei pelas três principais ilhas que formam a Dinamarca: Jutlândia [Jylland], que na verdade é uma península e cuja principal cidade é Arhus; Zêlandia [Sjælland], onde fica Copenhague, a capital dinamarquesa; e Fiônia [Fyn], onde fica Odense, a cidade de H. C. Andersen. Eu fui de uma ilha para a outra de trem, mas o transporte também pode ser feito de carro, barco ou ônibus de longa distância.

Estabelecimentos da estação de trem fechados…

Um trem!

As bicicletas também andam de trem

O transporte público funciona muito bem, tanto que assim que cheguei, não peguei um táxi até a casa da minha prima, mas o metrô, que passa em no máximo de cinco em cinco minutos e não tem maquinista, a gente pode sentar no primeiro banco e ficar olhando os trilhos, é muito divertido, mas tem que disputar esse lugar com algumas criancinhas dinamarquesas.

Tempo de espera para o próximo carro do metrô

Os ônibus também estão sempre no horário que consta nas tabelinhas presentes nos pontos, até no lugar mais ermo (sei disso por experiência própria, um dia eu saí pelo outro lado de um parque enorme e lindo cheio de bambis e fui parar em uma ruazinha com várias casinhas bucólicas mas que parecia inabitada. Achei um ponto de ônibus vazio e olhei o horário do próximo na tabela: 21h20min. Pensei com os meus botões “Rá! Até parece, domingo, no meio do nada, não passa vivalma aqui, não vai  passar ônibus nenhum também.” E não é que assim que o relógio mudou de 19min para 20min o ônibus para na minha frente?! Surreal).

Um ônibus!

Enfim, para aproveitar o transporte público é muito fácil, a gente compra um bilhete em qualquer estação de metrô ou com o motorista do ônibus e ele pode ser utilizado até dez vezes tanto em um quanto em outro, você só tem que tomar cuidado e escolher um bilhete que cubra as áreas que pretende desbravar.

No metrô não tem ninguém controlando a entrada, você mesmo coloca o bilhete numa maquininha e ela marca o dia e a hora que você entrou. No ônibus, pelo menos o motorista está te olhando enquanto você marca o seu bilhete. Se não me engano, a marcação tem validade de duas horas. De vez em quando, no metrô, uns fiscais brotam do nada pedindo para olhar os bilhetes, se você não tiver um ou não tiver marcado o seu, tem que pagar uma multa.

Outra forma de se locomover por lá é de bicicleta, tem ciclovias muito bem sinalizadas em todos os lugares e pontos para pegar bicicletas emprestadas (que, de acordo com a minha experiência, estão quase sempre vazios, se você achar uma bicicleta estacionada é quase certo que será uma quebrada). Há lojas que também alugam as bicicletas, mas não sei o preço, pois no dia que tive coragem de enfrentar os dinamarqueses ciclistas alucinados (eles voam com as bicicletas!), usei a da minha prima. O meu primo teve sorte e achou uma bicicleta em um dos pontos, é só colocar uma moedinha de 10 kroner (coroa dinamarquesa) e pegar a bicicleta. Quando você retornar a bicicleta em qualquer um dos pontos, a sua moedinha será devolvida J

Claro, há um código de conduta para os ciclistas, é preciso indicar quando se pretende dobrar à direita ou à esquerda, se vai parar, etc. E os dinamarqueses não se importam de dar bronca quando alguém faz alguma coisa errada!

Eu estava morrendo de medo de ser atropelada por algum dinamarquês

Então, fiquei com medo de fazer um texto muito grande e ninguém ter ânimo para ler tudo, então irei dividi-lo. Nesta primeira parte falei sobre a chegada, dei uma pequena e capenga introdução sobre o reino da Dinamarca, mostrei mais ou menos o lugar onde fiquei e expliquei um pouco sobre os meios de transporte.

Não vou prometer como vai ser a próxima parte porque quero poder mudar de ideia, mas acho que vou falar sobre passeios interessantes… mas não sei! Se eu não falar sobre isso, não briguem comigo.

Até o próximo post!

p.s.: As minhas fotos não são tão boas/bonitas/interessantes/o máximo/etc quanto as da Mel porque eu não sou fotógrafa/talentosa/a Mel/o máximo.

Por

Luiza

  1. Adorei o post, Lu (:
    Acho maravilhoso ler sobre lugares diferentes!

    Bisous,
    Gigi.

  2. Gabi says:

    Amei o post, adorei a Dinamarca, é linda huuu *.* Xero.

  3. Marijleite says:

    Que legal seu post, amei conhecer um pouquinho da Dinamarca e vou ficar esperando ansiosamente pelo próximos post!
    http://www.petalasdeliberdade.blogspot.com.br

  4. Olá Luiza ^^

    Amei todo o conteúdo do post!
    texto muito bem escrito e explicado :) adorei as fotos!

    beijos

  5. Paty says:

    Nossa, que amor esse lugar hein. Era bom que aqui no Brasil fosse assim!
    O texto não ficou grande e gostei porque você trouxe várias informações interessantes do lugar.
    E outra, suas fotos estão ótimas, ótimo enquadramento, sabe tirar foto sim, nem venha!!
    Beijo!

  6. Heloisa says:

    Adorei ler isso aqui, porque estou planejando para a Dinamarca no ano que vem.

    Beijos!

    Helô
    http://tomboyvsgirlie.blogspot.com.br/

  7. Del says:

    Luiza, que post legal! Gostei bastante do seu jeito de escrever (ei, você tem blog?) e fiquei querendo ler mais sobre a sua viagem.

    Um colega meu que esteve recentemente na Europa comentou que ficou bobo com esse negócio do horário dos ônibus. Ele disse que o ônibus sempre aparecia no horário que marcava no ponto.

    Você me deixou com vontade de viajar para a Dinamarca, sério ;).

    Beijo

  8. Dayanna says:

    Simplesmente encantada com os post, o lugar, parecia que era eu quem tinha viajado para lá, ansiosa pela parte 2 <3

  9. Ursula Coelho says:

    Excelente texto…agora tive que adicionar mais um lugar na minha lista (já enorme) de lugares a conhecer: Dinamarca!!!

  10. Verônica says:

    Nossa adorei o post.
    Eu pelo menos nunca tinha lido nada em blogs sobre a Dinamarca. E mesmo quando se lê em sites de viagem nunca é a mesma coisa de quem viveu a experiência de estar lá.
    Ficarei aguardando os próximos.

    :D

  11. Keith Pappen says:

    Genteeee! Que lugar lindo e interessante. No momento estou desejando viajar pra Dinamarca haha. Deve ser ótimo lá. Nunca viajei pra fora do país, mas tenho bastante vontade. Adorei o seu post, ficou bem explicadinho. Beijão <3

    http://www.detalhesamor.blogspot.com

  12. karlinha says:

    Nossa, eu amei o post e adorei as fotinhas flor! Que legal a Dinamarca!

    Pode parecer engraçado mas quando penso em Dinamarca penso no filme ” Um príncipe em minha vida”.Você já viu? Bjos

  13. Lu, precisa dizer que estava ansiosa pelo post e que adorei?!!! acho que não, né? Muito legal e me deu uma vontade imensa de conhecer a Dinamarca…está devidamente incluído no roteiro pra quando tiver oportunidade de viajar!

    Amei as fotos, lindas e muito bem tiradas e fiquei muitíssimo feliz com você como colaboradora do blog, sei que vai postar coisas interessantes e muito fofas por aqui!Não vejo a hora para o próximo post!

    Mil beijinhos no coração e seja bem-vinda!!!!!!!!

  14. Thaís says:

    Gostei muito do conteúdo do post, Luiza!

  15. Thalita says:

    Ai meu gsus, eu amo tanto mas tanto viagens! Vou ser comissária de bordo, então né… Hahaha! Enfim, amei, sou louca pra conhecer a Europa, inclusive a Dinamarca. To doida pra ler mais sobre a sua viagem! Seria muito legal se você falasse das diferenças culturais e como os dinamarqueses são, como as coisas funcionam lá… sou super curiosa! Parbéns pelo post e beijo!

  16. Luísa says:

    Nunca pensei em visitar a Dinamarca, mas com esse post mudei de ideia! Deve ser o máximo :)
    Adorei bjs

  17. Lívia A.M. says:

    A Dinamarca é realmente um sonho… tenho uma amida que mora lá… ela fez um ano de intercambio aqui no Brasil e ela estudou comigo então ficamos muito amiga… sou doida pra conhecer o país!!!

  18. Luiza Neves says:

    adorei o post, lu! também morreria de medo de andar de bicicleta junto com os carros, ainda mais estabanada do jeito que eu sou, hahaha! não demore mto pro proximo post, fiquei ainda mais curiosa! =)

    beijos!

  19. Ana Bárbara Muniz says:

    Nunca pensei na Dinamarca. Gostei muito do seu post, e as fotos ficaram lindas. Pode ter certeza! Fiquei com vontade de conhecer…

    Beijo!

  20. Joy says:

    Lu eu me apaixonei pela Dinamarca no instante em que você cita as bicicletas <33 as fotos são lindas!! fez um belo e gostoso post!

  21. Niih says:

    Adoreeeeeeeeeeeeeeeeeeeei o post, guria! Fiquei com vontade de conhecer a Dinamarca OAHWHOAWOHAW

    E suas fotos são ótimas, boba :P

  22. Priscila says:

    Faz tempo que tenho vontade de conhecer a Escandinávia e meu sonho é morar um ano em Copenhague *-*

    Adorei o post mesmo, você escreve muito bem e abordou um ponto muito interessante que é o sistema de transporte.

    Ansiosa pelo próximo!

  23. Natália says:

    essa organização no transporte público existe em outras cidades europeias também. morei em genebra e quando voltei pra brasília foi bem chocante.
    adoro falar de viagens, gostei de ler suas experiências. obrigada! =)

  24. Ingrid Nayara says:

    Amei o post! <3 Fiquei imaginando como deve ser os dinamarqueses pedalando desesperados e brigando com quem faz algo de errado kkkkk!

  25. Duda says:

    Adorei conhecer um pouco mais da Dinamarca, quando eu era pequena meu sonho era ir pra lá por causa da Barbie Dinamarca. haha

  26. Lala says:

    Amei o post!!
    Bem vinda, Lu!!
    Beijão, Lala.

  27. Lívia says:

    Ahh, amei seu jeito de escrever, sabia? Bem leve, alegre e espontâneo! E que viagem, hem? haha

    Beijo ;*

  28. Luiza Viana says:

    Adorei o post, Lu! Não só pelo fato de você ter o mesmo nome que o meu (com Z!), mas porque ficou realmente legal. Espero que não demore muito para fazer a continuação, hahaha! E quanto as fotos, estão ótimas! Abraços.

  29. Luiza Brando says:

    ai, gente! vocês todas são muito fofas haha
    adorei todos os comentários, estava morrendo de medo da recepção que teria :)
    agora já estou mais confiante para escrever as próximas partes (já sei que só mais uma parte não será o bastante para falar sobre tudo o mais que vivi por lá, espero que a mel não se importe de publicar o post danmark – parte 1000 e que vocês não enjoem de ler sobre meus passeios)
    para quem perguntou, eu não tenho blog, já tentei ter, mas eu ficava muito estressada achando que todo mundo ia ficar me criticando e fazendo comentários malvados.

  30. Rana Mendes says:

    Fiquei encantada pela Dinamarca, deu muita vontade conhecer.
    Que lugar mais lindo.

  31. Rana Mendes says:

    Fiquei encantada pela Dinamarca, deu muita vontade conhecer.
    Que lugar mais lindo. Eu adoro esses lugares onde as pessoas se locomovem com bicicletas (pena que eu não sei andar), e eu super adoro andar de metrô, meu sonho é andar de metrô na Europa

  32. Fernanda says:

    Suas fotos ficaram ótimas, não seja dura consigo mesma :) Adorei conhecer mais sobre a Dinamarca :3 Bjs

  33. Fernanda says:

    Amei conhecer sobre a Dinamarca! Sempre tive vontade de conhecer um pouco sobre o país, porém nunca pesquisei nada. Adorei o post, e o modo de como você escreve, é bem descontraído *-*

  34. Gabe says:

    AMEI! Sou louca pra ir pra Dinamarca *—*

  35. Kelly Barros says:

    Oi Lu, você prendeu muito a minha atenção, gostei muito de ler o seu post. Espero que você faça mais em breve. E as fotos estavam boas, coloridas, gostei de verdade. E o mais importante, retratavam o que você viu enquanto estava lá. Devem ter sido 20 dias maravilhosos :D

  36. Ludy Santana says:

    Mel / Lu / leitoras,
    Eu mal posso esperar pelo próximo post! Sou apaixonada com a Dinamarca há uns 3 anos, tenho MUUUITA vontade de visitar por mais tempo (ou mudar pra lá, rs).
    Ano passado fiz uma viagem com a minha família pra Europa e conseguir arrastá-los pra Copenhagen por 3 dias, e só me apaixonei ainda mais!
    Nesses dias fiz só o roteiro turísitico mesmo, mas tenho muita vontade de entender o modo de vida deles e visitar o interior do país.
    Lu, você foi a Skagen, ou a alguma outra cidadezinha pequena? Se tiver ido, conta pra gente, por favor! <3

    Ok, o comentário já tá ficando enorme. Enfim, amei o post e quero mais assim que possível! haha <3 <3

    Beijinhos!

  37. Gostei muito do post =D A Dinamarca já era ao meu ver um país bem interessante (e que eu um dia ainda quero visitar) e fiquei mais interessada ainda agora =D Aguardando pelos próximos posts ^^’ Beijos

  38. Bárbara Oliveira says:

    Que lindo!
    Um dia irei conhecer esses lugares que quase ninguem quer ir. As pessoas pensam em Europa, a primeira coisa que vem na cabeça é Londres, Paris, Madrid, enfim… Mas tem tantos lugares lindos pelo mundo (nao desmerecendo esses supracitados)quero ir a todos que eu sonho em ir!!
    Bjinhos
    Babi

  39. Adorei o jeito de vc escrever!! Me prendeu totalmente!! Quero mais relatos…rs

  40. Adorei o post, a Dinamarca parece ser linda e um lugar ótimo para viver, gosto desses posts porque parece que estou visitando o lugar, ansiosa para as próximas partes :)
    E adorei suas fotos.
    Beijos

  41. Bruna Gava says:

    eu achei suas fotos muito lindas, Luiza :D


Deixe seu comentário