IMG_6016 copy
Books

Filhos do Fim do Mundo (Fábio M. Barreto)

5.07.2013

IMG_6016 copy

Fugindo do padrão “narrativas pós-apocalípticas”, Filhos do Fim do Mundo retrata o começo de uma crise global.

Tudo começa quando, por uma razão desconhecida, todas as crianças com menos de um ano de idade morrem repentinamente – e, logo se descobre, a morte alcança não apenas humanos, mas plantas e animais também. A partir daí, cada personagem procura uma maneira de não se deixar vencer por essa estranha tragédia que afeta toda a humanidade – mesmo aqueles cujos filhos sobrevivem (por causa da idade) descobrem que não há como ficar ileso.

IMG_6054

Da mesma forma que aconteceu com O Espadachim de Carvão, eu já acompanhava o autor em outras mídias (no twitter, no Rapaduracast e no Brainstorm9), e isso ajudou a aumentar as expectativas em relação ao livro – e já adianto que Filhos é tão bom quanto eu imaginava.

IMG_6034

Apocalipse pessoal

A narrativa, feita em terceira pessoa, mistura descrição e ação na medida certa, dando ao leitor uma boa ideia de como cada personagem reage à tragédia global. Em um momento, você acompanha a aflição do Repórter, desesperado para encontrar explicações para a morte das crianças e, principalmente, para descobrir se existe salvação para seu Filho, ainda no ventre da Esposa – um diferencial interessante é que os personagens são referidos por sua ocupação (Repórter, Governador, Coronel), vínculo (Pai, Esposa) ou outro tipo de característica (Engravatado), nunca por um nome próprio. Esse recurso (conforme o próprio autor comentou em um podcast) ajuda a tornar a obra mais “universal”, sem se limitar a uma época ou país (sabemos que a história se passa na Terra, mas nenhuma nação específica é mencionada).

Os personagens desempenham papéis extremamente distintos, orientados por sua história e por seu caráter. São complexos, ricos, e não cabem em definições simplistas de “bom” e “mau”.

IMG_6045

Enquanto lia, pude entender, de alguma maneira, como cada um se sentia em relação à tragédia, e acredito que vocês vão entender também. Meus personagens favoritos, aliás, são o Repórter (me identifiquei especialmente por causa da profissão) e o Padre (que admiro por conta da fé e do empenho em ajudar os outros, à sua maneira), mas gostei de praticamente todos – é claro que, como na vida real, sempre tem alguém com quem você não tem muita afinidade.

Filhos do Fim do Mundo traz ação, conflitos psicológicos e relações humanas, e faz você se perguntar sobre como lidaria com uma tragédia ao mesmo tempo global e particular.

O fato de ter sido escrito em português (ou seja, sem o “passo extra” da tradução) aumenta a proximidade entre o autor e seus leitores. Confesso que fiquei um pouco perdido em alguns trechos (quando o desespero começa a tomar conta das pessoas e muitas coisas acontecem ao mesmo tempo) e que encontrei alguns errinhos que acabaram passando pela revisão, mas, fora isso, não tenho do que reclamar. A diagramação é muito boa, o projeto gráfico combina com a obra (a bela capa reflete o caos em que a humanidade mergulha na história) e os capítulos são longos, mas divididos em focos relativamente curtos de ação e tempo (o que é bom para quem tem aflição de interromper a leitura “de repente”).

IMG_6022 copy

Aperitivos

“O resquício da forte tempestade ainda podia ser visto pelas janelas da delegacia quando o telefone tocou. As gotas caíam vagarosamente; a árvore de Natal iluminava o ambiente; quase ninguém de plantão. Ventava muito.

Os olhos da Plantonista de Emergência estavam paralisados. Arregalados. Aterrorizados. Resultado da mescla da preparação na Academia com a resposta aos gritos arrasadores do outro lado da linha. O identificador de chamadas mostrava a origem da ligação: o hospital local. Ela tentava falar, mas não conseguia. Simplesmente ficou muda e imóvel.”

(p. 13)

“– Alguma notícia dele? – perguntou o burocrata, consultando seu relógio de ouro.
– Ainda não. Tenho certeza de que entrará em contato assim que tiver novidades – argumentou o Diretor, considerando as diferenças de fuso horário e também o tempo de viagem. – E ainda faltam algumas horas para ele chegar.
– Já chegou – interveio o Engravatado. – O avião pousou há vinte minutos.
– Já? Mas ele deveria viajar por pelo menos… – dizia o Diretor quando foi interrompido.
– Emprestamos um de nossos transportes para ele. E também enviamos um especialista para ajudá-lo, logo, temos informações constantes sobre o andamento da missão – declarou em tom professoral, fazendo tudo para não parecer impositivo ou controlador, embora o fosse. – Eles chegarão ao primeiro destino em trinta minutos.”

(p. 62 e 63)

IMG_6023

ISBN: 978-85-7734-312-6 Editora: Fantasy Casa da Palavra Páginas: 288 Nota: 4/5

p.s.: finalmente criei um perfil no Skoob! Quem quiser me adicionar/seguir, é só clicar aqui

melinasouza01 copy

Essa é a primeira ~resenha dupla~ do A Series of Serendipity. A partir de agora, alguns livros serão resenhados por mim e pelo Gui, mas para o post não ficar muito cansativo decidimos fazer da seguinte forma: o Gui fará a resenha escrita e ilustrada com fotos e eu farei a resenha em vídeo. Espero que vocês tenham gostado da novidade! Ah, não se preocupem que só algumas resenhas serão assim, tá? As “resenhas padrão” continuarão existindo por aqui ;)

E aí, quem já leu? O que achou?

Quem quiser me acompanhar nas redes sociais literárias: Skoob e Goodreads! (o Gui também criou um perfil no Skoob então quem quiser acompanhar ele clica aqui).

xoxo

Quem quiser acompanhar o A Series of Serendipity é só seguir: Twitter ❤ Fanpage ❤ Instagram ❤ Youtube

Por

Gui

  1. Andressa Araújo says:

    É a segunda resenha que leio, só hoje, desse livro e a curiosidade está me matando. =( haha. Preciso ler!
    Ps. Adorei a resenha dupla de vocês. Ótimo texto e ótimo vídeo.
    Beijos.

  2. Sybylla says:

    Eu tive a mesma sensação de ficar perdida em algumas partes, pois como os personagens não têm nome, você meio que perde a noção de onde está.

    Mas achei muito legal a iniciativa. Resenhei o livro no meu blog também, pois ficção científica nacional de qualidade não é algo tão fácil de achar. Fiquei com medo que fosse mais do mesmo, mas o livro foi uma grata surpresa pelo modo como o autor conduziu o enredo.

    Recomendado. :D

  3. Clara Gonçalves says:

    Ficou demais, amei :D Parabéns, suas fofuras! Vou ler imediatamente!!!

  4. Rebeca Cruz says:

    Ainda não li, quero compra-lo, é um livro interessante pelo que vi em comentários sobre o mesmo nesse e em outros sites/blogs. Beijo

  5. Carolina says:

    Das vezes que ouvi ou li a respeito desse livro os comentários foram positivos. Fico me perguntando se sou a única que não gostou.
    A proposta achei bem interessante, apesar de não ser muito inovadora, com a expectativa do fim do mundo em 21/12/12. Até a questão da localização dos personagens e dos nomes não serem revelados gostei, mas achei um enredo muito Hollywoodiano, com um final previsível demais.

  6. Não li mas me animei pra ler depois da resenha que ficou muito legal…também adorei o vídeo e espero que tenham mais resenhas duplas por aqui.

    E sobre as fotos: ficaram ótimas e a participação do Spock está demais, adorei! ♥

    Beijinhos e mais uma vez Parabéns por mais essa resenha impecável!

  7. Suzie says:

    Curti muito esse estilo de resenha, mostra diferentes opiniões a respeito do mesmo livro, mesmo que elas tenham sido muito iguais deu pra notar perspectivas e alguns pontos diferentes entre os dois. E eu não consigo medir o grau de fofura de vocês. <3 Mt amores. Adorei, e agora quero ler o livro! fiquei muito curiosa!

  8. Niih says:

    Antes de mais nada: curti DEMAIS a ideia que vocês tiveram, meninos! É um belo de um diferencial. Super apoio mais resenhas duplas :D

    Gui: quero escrever como você OHWHOWAHOW

    Mais um livro que vai para a minha lista de “vou ler” no skoob, recomendado por vocês :3

    Antes de vocês comentarem sobre o tamanho dos capítulos, eu levei um baita susto com a terceira foto. “Caraca, velho, olha o tanto de páginas que antecederam o capítulo dois! Será que eu tô vendo certo?! o_o” OHWOHWW Mesmo não achando que capítulos longos sejam “ruins” (sim, eu pauso a leitura), fiquei assustada.

    Enfim, irmãos Souza, vocês estão de parabéns :33

  9. Gostei de ambas as resenhas e acho q fica um post bem interessante, com duas opiniões diferentes e/ou iguais… não sei explicar haha. E acho q vc está se acostumando sim com a ideia de gravar Mel, ou vc está mt feliz nesse dia, pq te senti mais alegre, além de estar linda com esse novo corte de cabelo, q realça mais sua beleza! Parabéns Mel e Gui, hehe :) quero mais resenhas dos dois, beijos :)

  10. Oi Mel, adoro seu blog
    você já leu Harry Potter? Gosta da saga

  11. Oi vocês dois!

    Adorei a resenha (tanto a escrita, com as fotos, quanto a em vídeo). Sou fã do livro, e também acompanhava o Barreto pelas redes sociais e fiquei ansiosa com o lançamento do trabalho literário dele. Achei a história original, bem escrita e surpreendente. Vai dizer, o final é bem pensado!!! :D

    Eu não gostei do Blogueiro por causa do alarmismo dele. Mas convenhamos: a internet fez isso com as pessoas, e o Blogueiro representa essa voz que todo mundo tem.

    Beijão pra vocês, adorei a resenha <3

    Raquel Moritz
    http://www.pipocamusical.com.br

  12. Gui says:

    Thi, que bom que você gostou! Fico feliz! :D

  13. Eu tenho um pé atrás com esse livro, eu li uma resenha tão negativa dele que fiquei com medo de comprá-lo, entretanto, depois dessa resenha eu vou pensar duas vezes no assunto. Acho que o ponto alto do livro é o autor tratar o início de uma crise mundial ao invés do mundo após essa crise, porque assim podemos acompanhar a forma como os personagens reagem, como eles lidam com a situação, enfim, parabéns aos dois, resenhas maravilhosas!
    Beijos

    • Gui says:

      Obrigado, Larissa! Acho que sempre é bom a gente ler pelo menos duas resenhas com opiniões distintas (uma boa e uma ruim, se houver) e dar uma lida nas primeiras páginas do livro, sem compromisso, para tirar suas conclusões com mais precisão ;D Se ler, não se esqueça de contar pra gente o que achou!

  14. Eu adorei as duas visões, você Gui fala igual ao meu irmão, o “outro” Gui, acho que você conseguiu enfatizar bastante da tua perspectiva e teve toda a facilidade para passar ela para nós. E tu mel, também soube dar um gostinho a mais para que saíssemos correndo até uma livraria pra comprar esse livro sem dizer muito, adorei também a ideia do post de resenha dupla, muito legal.

  15. Tava ansiosa por essa resenha <3

    Também acompanho Barretão um bom tempo e admiro muito seu trabalho, ontem tive o prazer de conhecê-lo pessoalmente e ele é muito fofo e atencioso. :D Eu amei o livro. A universalidade e a falta de nomes dos personagens foi o que mais me conquistou. :D

    Espero que a resenha de O Código Élfico também seja dupla e venha logo!

  16. Lala says:

    Adorei as resenhas <3
    Parece ser um livro bem interessante e me interessei por ler. Enquanto lia me lembrei do livro Starters que tem praticamente a mesma base desse livro só que o contrário, a doença que se espalha pelo mundo só é pega por adultos a partir de 21 anos que não tomaram a vacina (praticamente todos), aliás eu super recomendo o livro e ele está sendo meu livro favorito até agora ^^
    Adorei a ideia da resenha dupla ^^
    Beijos, Lala.

  17. Fernanda Herrera Camargo says:

    Oi Mels e Gui haha adorei a ideia da resenha em dupla, curti bastante :) Eu queria recomendar pra vcs dois os livros da saga A Maldição do Tigre, a história é muito interessante. Pensei que não ia gostar mas é uma mistura de aventura e romance, acho que mais a Mels vai gostar haha
    Mas eu super recomendo, são cinco livros e o quinto está pra ser lançado ainda, acho que vcs adorariam a saga e seria muito legal ter a resenha de vcs principalmente desses livros !
    Beijos seus lindos :*

  18. Marijleite says:

    Tô com medo de ler esse livro porque: sou medrosa mesmo, não me parece um livro alegrinho. Mas tenho vontade de ler por ouvir/ver críticas e comentários favoráveis sobre esse livro.
    Gostei da resenha do Gui (te adicionei no Skoob); o vídeo da Mel eu ainda não vi, mas verei também.
    http://www.petalasdeliberdade.blogspot.com.br

  19. Maripê says:

    A ideia de ~resenha dupla~ é muito legal! Adorei o texto e o video, curti bastante o ponto de vista de cada um. Agora vou ter que ler né? Certeza! ;)

  20. Hernan Hermes says:

    Ganhei este livro há pouco tempo e acabei de ler ainda pouco… e, confesso que o final é muito bom, mas me deixou um pouco frustrado, pois esperava que acontecesse algo diferente (que por motivos de NO SPOILERS a alguem que possivelmente possa ver a publicação antes de ler o livro não falarei). Enfim, o livro é EXCELENTE, mas o final me deixou um pouco decepcionado, portanto, nota 8,5 de um total de 10. Beijos a todos. o/ ;D


Deixe seu comentário