Books

Time Warrior (Steve Chandler)

30.12.2013

Eu já li um monte de livros sobre gerenciamento do tempo, todos excelentes, mas nenhum que realmente facilitasse as coisas na hora de vencer a procrastinação, aquela vontade chata de deixar tudo para depois. Mesmo com várias técnicas (como priorizar, listar, dividir e delegar tarefas), precisei de uma força de vontade sobre-humana para acabar com algumas pendências nos últimos anos.

Chandler fez tudo isso virar coisa do passado.

A armadilha da inspiração

De que adianta fazer listas de tarefas super organizadas e, ao longo do dia, não fazer nada que você planejou? E de que adianta delegar tarefas, se a outra pessoa não as fizer? E por que é tão difícil simplesmente ir lá e fazer o que tem que ser feito, sem depender de cobranças e prazos impostos?

Na visão de Chandler, o grande problema é que as pessoas, em geral, esperam ter vontade de fazer as coisas. Se essa vontade não chega, a tarefa fica lá, “assombrando”, até que você não tenha mais escolha a não ser colocar a mão na massa – a menos que não se importe em reprovar de ano, perder o emprego etc., claro…

O autor propõe uma solução bastante simples para isso: apenas escolha uma tarefa e comece a fazê-la. De início, ela pode parecer chata, enfadonha; mas, depois de um tempo, há grandes chances de você entrar em um “fluxo” de concentração e, quando se der conta, já fez o que deveria ter feito.

Guerra interna

Nossa mente pode fazer com que um problema pareça muito maior do que é de fato, e isso nos leva a fugir dele. Não é à toa que a preguiça e a procrastinação pareçam tão… tentadoras.

Em seu livro, Chandler dá “armas” para enfrentá-las: a prática de iniciar uma tarefa mesmo sem ter vontade (com grandes chances de se sentir inspirado depois de poucos minutos), o fortalecimento da auto-confiança, o reconhecimento de que toda tarefa, por mais chata que seja, traz um crescimento interno…

A meu ver, métodos de gerenciar o tempo são instrumentos fantásticos, mas não ajudam muito se sua atitude interna faz com que você não queira agir. Por isso, sinto como se o livro de Chandler tivesse me dado uma espada para cortar a preguiça e espantar a procrastinação – uma imagem que pode soar meio tosca para alguns, mas que para mim faz muito sentido.

E-book

Esse foi o primeiro livro que li no Kindle Paperwhite (que vamos resenhar em breve, aliás). Como você escolhe a diagramação no dispositivo, não tenho como julgar o livro original nesse ponto – mas, pelo que vi no aplicativo do Kindle no computador e no iPad, a diagramação é boa.

É muito bem escrito, fácil de ler, e dividido em capítulos extremamente curtos. Além disso, não faltam citações inspiradoras (cada um dos 101 capítulos começa com uma) sobre diversos temas – ansiedade, medo, amizade, sucesso, auto-confiança etc.

Chandler tem vários livros lançados no Brasil, mas infelizmente Time Warrior não é um deles.

Para quem quiser ler (e não se deixar levar pelo preconceito contra livros de “auto-ajuda”), é possível encomendar o livro na Amazon ou comprar sua versão digital, que pode ser lida tanto em um Kindle quanto em um computador ou um tablet – basta instalar o app Kindle. Também tem em pdf (embora não seja tão confortável de ler quanto um e-book propriamente dito)

ISBN 1600250386 Editora (???) Nota 5/5 Páginas 238

Aperitivos (traduzidos):

“Van Gogh disse: ‘Se você escutar uma voz interna dizendo ‘eu não sou um pintor’, então, por favor, pinte… e essa voz será silenciada””.
(Posição 2042)* – ao invés de “páginas”, é assim que se indica um trecho de e-book, já que o tamanho da fonte e o espaçamento pode ser alterado e não há “páginas” estáticas

“Um guerreiro não precisa ‘saber’ o que fazer. Um guerreiro não precisa saber ‘como fazer’. Um guerreiro simplesmente escolhe fazê-lo.”
(Posição 2008)

“O segredo é agir. É muito mais simples do que parece, mas nós complicamos isso.”
(Posição 1854)

“As coisas só são chatas/entediantes quando você as enxerga através do prisma da preocupação e do ressentimento.”
(Posição 1724)

Quem quiser me acompanhar em outras redes: Twitter ✎ Facebook ✎ Instagram ✎ Tumblr

Quem quiser acompanhar o A Series of SerendipityTwitter ❤ Fanpage ❤ Instagram ❤ Youtube

Por

Equipe Serendipity

  1. Jhon Araújo says:

    Parabéns pela postagem, Guilherme!

    Não sei se você já postou, mas poderia falar um pouco mais sobre o Kindle? Iria me ajudar muito, estou indeciso entre o Kindle e o Kobo.

    Abraços!

  2. Sylvia says:

    Interessante dica!!! Organizar as tarefas para que sejamos mais produtivos.
    Vale para todos nós.
    :)

    Gostei dos aperitivos. :D

  3. Adriana Maria says:

    Hey Gui!
    Dicas muito bem vindas nessa época do ano na qual viramos os loucos das listas so para nos frustrarmos no fim do próximo ano ao conferi-las e ver que nosso envolvimento com nossas metas foi tão pifio…Gostei bastante e vou tentar segui-las rsrs
    Ah, coincidencia ou não estava ontem indicando um livro para a Mel que li no meu Kindle(acho que é da geração anterior ao seu) e estou totalmente amando ele, melhor compra do ano. O único ponto ruim é realmente a falta de teclado o que torna a inclusão de uma nota nele realmente cansativo…Aguardo sua resenha. Bjs e se cuida =)

  4. O livro realmente parece ser ótimo! Eu também sinto falta de um livro sobre gerenciamento de tempo que seja prático, os outros me dão preguiça só de ler, haha!
    Pena ele não ser em português :(

    Sobre o Kindle, estou ansiosa para o post, pretendo comprar um e gostaria de saber mais sobre ele, e se realmente compensa, se puder no post, explique como ele funciona e se é possível ler também livros baixados da internet e de outros sites de compra?

    Adoro os aperitivos das suas resenhas! :)

    • Gui says:

      Que bom que gostou, Cami!
      Muitos livros de gerenciamento do tempo são meio “técnicos” demais e acabam ficando chatos. Esse aí é bem tranquilo de ler

      Já vou adiantando que o Kindle só lê livros comprados/baixados na Amazon. Pra ler em outros formatos, só no Kobo ou similares
      Por outro lado, os livros que estão disponíveis na Amazon só podem ser lidos no Kindle (ou no app Kindle, que você pode instalar no computador ou em dispositivos móveis)


Deixe seu comentário