Books

Make a World (Ed Emberley)

7.07.2014

Muita gente vê e admira trabalhos de grandes ilustradores e fica intimidada com a ideia de desenhar – e esquece que nem o mais habilidoso deles nasceu sabendo.

“Nossa, só sei fazer boneco-palito, e olhe lá!”; “não levo jeito pra isso”; “não tenho talento”… Claro que algumas pessoas aprendem com mais facilidade, mas isso não quer dizer que desenhar seja um dom divino, que apenas algumas almas seletas têm!

Qualquer pessoa capaz de pegar um lápis ou uma caneta e riscar uma folha de papel pode aprender a desenhar. Exige dedicação, prática e tudo o mais, mas é possível – e é essa a proposta do ilustrador Ed Emberley, que criou um método fantástico para ensinar a desenhar.

Em Make a World, ele ensina como desenhar todo tipo de coisa, desde ursos e raposas a trens e barcos, usando formas simples (círculos, retângulos, retas etc.). Cada desenho é mostrado passo a passo, um elemento de cada vez.

Eu adorei a proposta do livro (foi como me senti ao ler Revolução na Cozinha, que segue a ideia de que qualquer pessoa pode aprender a cozinhar) e a maneira como ela é colocada ao longo das páginas. A diagramação é simples, funcional e bonita, da mesma forma que os desenhos de Emberley.

Tanto quem nunca desenhou pra valer como quem tem experiência na área pode aproveitar a inspiração, exercitar a criatividade e expandir seus horizontes no mundo da ilustração.

Com um pouco de prática, você logo pega o jeito, e percebe os elementos mais básicos de objetos, pessoas e animais. Nessa hora, já começa a pensar em variações, cenários, composições (o próprio autor sugere várias dessas no final do livro) e se motiva a buscar outras técnicas.

Recomendado pra todos que querem, de alguma forma, colocar suas ideias no papel sob a forma de desenhos!

Youtube  Instagram ❤ Twitter ❤ Facebook ❤ Bloglovin’ ❤ Pinterest ❤ Tumblr ❤ Goodreads  Flickr

Por

Equipe Serendipity

  1. Fernanda Mota says:

    Nossa, Melanie! Que magnífico! Fiquei até entusiasmada e pensando que ainda há esperança no meu caso :D

  2. Thayanne says:

    Adorei o que você disse, porque realmente, podemos aprender tudo que quisermos, basta nos dedicar. Bem criativo o livro, gostei (: .

    http://thaypinheiro.wordpress.com

  3. Nossa! Adorei! Estou buscando algumas técnicas de desenho e esse livro me parece ser perfeito! Obrigada pela indicação!

  4. Oi Gui,

    Primeiro, quero parabenizar o diagramador desse livro e também o ilustrador. Que obra incrível! As cores, a tipografia escolhida… Tudo se encaixou de uma forma muito bonita :)
    Segundo, eu amei como você deixou claro que todos podemos desenhar, basta querermos.
    Eu amo desenhos e admiro muito quem dedica um tempo fazendo-os, mas eu prefiro colagens ❤️ Sou apaixonada por cadernos de anotações onde as pessoas colam fotos, escrevem seus desejos, etc.
    Eu adoraria aprender a desenhar alguma dia, então vou deixar o link do post salvo :)
    Posso dar uma sugestão? Se você tem outros livros sobre técnicas de desenho, faça um post com todos eles e conte-nos qual o seu favorito.

    Beijos,
    Malu

  5. Gente, parabéns pelo post. Gostei demais da resenha !! Concordo com tudo que foi escrito, e acho muito chato quando as pessoas falam em “ele tem o dom para desenhar”. Desmerece todo o trabalho árduo do artista, que dedicou muito do seu tempo para aprender, estudar, pesquisar referências, encontrar o traço próprio e treinar muuuuuito. :D Já estou louca para comprar esse livro, e gostaria muito de indicações de onde vocês o compraram. Ah, Mel, parabéns pelo seu blog, ele é MUITO lindo e você é uma fofa !! E o nome então, serendipity, é demais !! Aprendi o conceito em um filme que assisti há muito tempo atrás (escrito nas estrelas) e depois de muito tempo no curso de design que fiz !! O professor trouxe um livro que tinha um capítulo só falando de serendipidade. ❤️ Abraços !!

  6. Gui, adoro suas resenhas! Você sempre aparece com um livro diferente e acaba aumentando minha wishlist, que como bookaholic já é enorme e aí eu fico meio em pânico. Mas achei super a ideia desse livro, é tão fofinho! Super coloridinho, não tem como não querer, né?

    Beijos!!
    http://devoradoradelivros.com

  7. Cristiene Freitas says:

    Oiie pessoal! Primeiramente, quero dizer que adorei a ideia do livro e principalmente a capa! E parabéns pela resenha Gui, que faz todo mundo querer comprar! hehe Segundo: Meus parabéns pelo blog, muitas felicidades e sucesso com ele, para a Mel e todos os colaboradores. E terceiro: Mel, encontrei o livro “102 free things to do” do Alex na livraria cultura! Espero que goste! :3

  8. Ceci says:

    Guilherme, adoro livros desse tipo e comprei alguns pelo Kindle, mas confesso que esse tipo de livro é melhor ter em papel pra poder apreciar mais.

  9. Ronaldo Fonseca says:

    Eu falava que só sei desenhar o sol com uma bola e palitinhos e nada mais kkk
    Gostei da resenha, ha esperança pra mim. Eu gosto tanto de ilustrações, e eu pensava como eu não tinha nascido com o dono pra desenhar, então não teria mais jeito pra mim.

    http://demangacomprida.blogspot.com.br/

  10. Que ideia legal a desse livro! Deve ser uma experiência parecida com a do “desenhando com o lado direito do cérebro”, só que com uma linguagem mais simples, aparentemente. Vou colocar na minha wishlist e ver se consigo comprar logo :)

  11. Larissa says:

    Gui adorei a resenha e proposta do livro, parece ser muito bacana mesmo. Por onde você comprou?
    Beijos, ótimo post.

  12. Aline Costa says:

    Livro muito fofinho, amei a resenha e já quero comprar. Gui faz mais posts com dicas pra quem quer começar a desenhar e não sabe nada, nadinha, tipo eu rsrs?

  13. Tati says:

    Tô precisando de um livro desses para ajudar no meu sketch, tem dias que a inspiração não vem.

  14. Jessica M says:

    Eu desenhava muito bem (mas tinha um pouco de dificuldade com criação de personagem).
    Agora perdi bastante a prática, e preciso recomeçar a tentar alguns traços, pra não perder a habilidade de vez!
    Adorei a dica, Gui!
    Beijos

  15. Eu desenhava quando era menor, agora não desenho mais, e o pior, não sei por que parei :( bateu até uma saudade, vou ver se volto com esse hobbie


Deixe seu comentário