Books

Wild Cards (Vários Autores)

11.08.2014

IMG_7408

Como aconteceu com muitos de vocês, a primeira coisa que me chamou a atenção em Wild Cards foi o nome do George R. R. Martin estampado bem grande na capa – logo embaixo de “editado por”, em letras discretas.

Na época eu estava terminando de ler o quinto livro de As Crônicas de Gelo e Fogo, ansioso pelo sexto, ou simplesmente por mais livros de romance do Martin. Wild Cards não é nem uma coisa, nem outra, por isso deixei a leitura pra outro momento.

O momento chegou, e a espera valeu!

IMG_7390

A premissa de Wild Cards é simples: no final da II Guerra Mundial, um vírus alienígena se espalhou pela Terra, matando um monte de gente, deformando outro monte, e dando super-poderes a algumas poucas pessoas, e tudo isso mudou o curso da história.

Cada capítulo é escrito por um autor diferente (Martin está no meio), e isso é ao mesmo tempo um ponto forte e um ponto fraco do livro: você acaba conhecendo diversos estilos, todos ancorados num enredo central; mas alguns são muito confusos, e a troca de autores pode deixar o leitor ainda mais perdido.

IMG_7398

O primeiro capítulo é, de longe, o mais chato. Tem dezenas de personagens e pontos de vista, dá detalhes que não vão ser importantes para o resto da história, e troca de foco a cada poucos parágrafos. Um suplício (quem ler vai ver que não é exagero meu), mas pelo qual vale a pena passar, porque os capítulos seguintes são bem melhores.

IMG_7401

Em algumas vezes – não vou entrar em detalhes -, o excesso de informação irrelevante volta… Talvez até sejam dados importantes para o resto da série, mas não acho que seja o caso. Consegui acompanhar o enredo sem me prender a eles, de qualquer forma.

Há diversos personagens carismáticos, como os Quatro Ases (“Ás” é como chamam as pessoas que ganharam poderes úteis com o vírus), o Dr. Tachyon e o Croyd, e você fica feliz quando eles aparecem em outros capítulos.

IMG_7389

Gostei muito do livro como um todo, da premissa e do andamento da história, mesmo que um ou outro capítulo tenha ficado meio arrastado. A diagramação deixa a leitura confortável, ainda que o livro seja grande e nem sempre fácil de manusear. Por sinal, gostei tanto da capa que fiz um desenho inspirado nela.

Recomendo fortemente pra quem é fã de ficção científica e de “ficção histórica” (que mistura fatos históricos com eventos fictícios). Se for dar uma folheada na livraria, não se deixe levar pelo primeiro capítulo, porque ele não faz justiça aos demais.

IMG_7395

ISBN 9788580445107 Editora Leya Nota 4.5/5 Páginas 480

Quem quiser me acompanhar em outras redes, é só seguir: Twitter ✎ Facebook ✎ Instagram  Tumblr  Youtube

Youtube  Instagram ❤ Twitter ❤ Facebook ❤ Bloglovin’ ❤ Pinterest ❤ Tumblr ❤ Goodreads  Flickr

IMG_7394

Aperitivos

“Eles seguiram pelo corredor. Quando se aproximavam da porta da frente uma voz adulta, masculina, chamou do saguão:
– Vocês dois! Voltem aqui!
Croyd correu, abriu a grande porta verde com o ombro e continuou. Joe estava apenas um passo atrás dele enquanto descia os degraus. Agora, a rua inteira estava cheia de carros parados dos dois lados, até onde ele podia ver, em qualquer direção. Havia pessoas no alto dos prédios e em todas as janelas, a maioria olhando para cima.”

(p. 58)

“– O Ideal me concedeu paciência. Isso é absurdo. Não tenho qualquer desejo de me tornar cidadão de seu país. Considero seu mundo fascinante e mesmo se minha nave fosse capaz de viagem hiperespacial, eu permaneceria, pois tenho pacientes que precisam de mim. O que não tenho é tempo nem inclinação de latir e rolar para diversão deste tribunal ignorante. Por favor, continuem seus joguinhos, mas me deixem trabalhar…”

(p. 167)

“Karl von Kampen fechou o roteiro e o colocou virado para baixo sobre a mesa. Era cedo em uma manhã de segunda-feira, agosto de 1956. A temperatura fora do escritório dos Estúdios Republic, do Capitão Cátodo – perto das Montanhas de Santa Mônica, em San Fernando Valley -, já passava dos 30 graus e beirava facilmente os 40. Um ar condicionado barulhento prometia mais frio do que produzia.
Mas ali, naquele seu escritório de canto, Karl sentiu um arrepio.”

(p. 183)

Por

Gui

  1. Flavinha says:

    Estou ensaiando pra começar essa leitura. Sou apaixonada pelas Crônicas de Gelo e Fogo, mas me decepcionei com o livro A Morte da Luz do George. Não gosto muito de livros que me deixam perdida, vou esperar o tempo certo pra essa leitura também :0)

    http://www.chatadoslivros.blogspot.com.br

  2. Que legal Gui, não fazia ideia de que era uma espécie de “antologia”… infelizmente tem alguns autores que a escrita não nos agrada, né? Mas me pareceu super interessante! Vou adicionar na minha listinha do Skoob hehe.

    Beijos!
    http://devoradoradelivros.com

  3. Naiddhy says:

    Pessoalmente não gosto muito de livros escritos por mais de um autor, justamente pelo fato de não ter tido boas experiências com isso. Cada autor tem um ritmo diferente de escrita e quando você encontra um autor que tem aquela “pegada”, você quer continuar com aquele ritmo, com aquela maneira mágica com que as palavras estão colocas, e como ninguém escreve igual ao outro, com certeza se a história mudar de autor no meio do caminho, tem uma chance muito grande de “estragar a mágica”.

  4. Fernando Simas says:

    O João Carlos vive elogiando as suas resenhas, vim aqui e confirmei, cara você manda muito bem,é direto e não dá spoiler nem se preocupa em vender o livro que apresenta, senti firmeza e vou seguir o blog e já me inscrevi no seu canal e no da sua irmã.

  5. Marcelle says:

    Gui muito legal a resenha, as fotos também mas fiquei louca mesmo foi pelos toys preciso URGENTEMENTE de um Jon Snow pra chamar de meu! Beijo

  6. Danilo says:

    Estou completamente ansioso para ler esse livro, sério mesmo. Só que espero que a leitura fique mais fluida no segundo livro da série.

  7. Liara says:

    Gui já comprei 3 livros indicados por você e adorei, vou me programar pra comprar esse também você e a Melzinha contribuindo pra me deixarem pobrezinha mas mais culta também ;) Quero mais posts com seus desenhos e suas delícias. beijinhos da Lia

  8. Gustavo says:

    Existe um grupo bem bacana pra galera que curte a saga aqui do Brasil, recomendo.
    https://www.facebook.com/groups/wildcardsbrasil/?fref=ts

  9. Iracema Lisboa says:

    OMG! Caramba, que surpresa. Você é a primeira pessoa que vi falar em blog a respeito dessa livro(serie) Gui. Estou muito feliz por isso. Estou aguardando chegar o meu terceiro dessa serie. Ainda não tive a oportunidade de ler-lo e nem os livros da serie “As Cronicas Gelo e Fogo do R.R. Martin, pois é tantas leituras e livros que não encontro tempo ainda e fora que comecei a um ano navegar nesse mundo da leitura e fico com medo do tamanho desses livro e acho a leitura um pouco complicada pra mim. Por enquanto só estou adquirindo os livros. kkk

    Abraços! :)

  10. Gabriela says:

    Oi Gui!
    Eu realmente estou amando as suas resenhas ( acabei de ver a das cronicas de gelo e fogo ).
    Estou muito interessada em ler esse livro , me interessei pela história ..
    Uma pergunta , depois dos primeiros capítulos, a leitura fluiu normalmente para você?

    Obrigado !


Deixe seu comentário