Everything Else

Conheçam a Kita

14.05.2015

IMG_9259

Essa bolinha de pelos charmosa é a Kita, uma Chow-chow muito encantadora que conheci (e me apaixonei) ontem. Meu irmão e minha cunhada comparam essa lindinha há algumas semanas, mas infelizmente a Mia, a gatinha deles que já apareceu algumas vezes aqui no blog, não gostou da ideia de dividir o apartamento com mais uma moradora e está estava bem estressada :(

Por causa disso (e pelo tamanho do apartamento), estamos procurando um novo lar para a Kita. Agora a Kita já ganhou um novo lar, uma nova família e novos amiguinhos :)

IMG_9200

IMG_9204

IMG_9207

IMG_9209

IMG_9216

IMG_9217

IMG_9219

IMG_9284

IMG_9225

IMG_9230

IMG_9249

IMG_9294

IMG_9295

IMG_9301

kita01

IMG_9282-2

IMG_9313

IMG_9304

IMG_9317

Nós até pensamos em ficar com ela aqui em casa, mas o Spock tem muito medo de outros cachorros e também iria ficar muito estressado :/

Obrigada por tudo, pessoal!

xoxo

Youtube  Instagram ❤ Twitter ❤ Facebook ❤ Bloglovin’ ❤ Pinterest ❤ Tumblr ❤ Goodreads  Flickr

Por

Melina

  1. Claudia Hi says:

    Aw que chow chow mais lindo! Parece um ursinho, dá vontade de apertar!

    Eu também já tenho uma cachorra e acho que iria dar briga! rs

    O Pequeno Lírio

  2. Thalia says:

    Melina, minha irmã está interessada no cachorro, mas, moramos em Minas Gerais. Será que tem algum jeito de enviar ele pra cá. Se precisar ela paga os custos e tudo.

  3. Natii says:

    Que linda! Poxa, é uma pena quando isso acontece. Dá uma dor ter de dar/vender um serzinho assim… Eu tenho um vira-lata lindo que também morre de medo de outros cachorros (e de qualquer coisa haha), mas quando algum cachorro vem aqui em casa ele se sente seguro. O problema é do portão pra fora. Quero muito pegar uma Golden, e espero que eles se deem bem.
    Não sou de Curitiba, mas passei as informações para um casal de amigos daí, eles amam cachorro, sei que tratariam a Kita muito bem. Eles estão analisando a ideia.
    Espero que ela fique muito bem na nova casa, seja com quem for. Que seja feliz e faça as pessoas felizes.

    Bj.

  4. Samara says:

    Mel, o tempo de adaptação dos gatos é bem demorado mesmo. Quando adotei uma gatinha os meus outros gatos demoraram mais de uma semana pra se acostumar. Uma amiga já adotou uma gata e o cachorro se acostumou por volta de uma semana também… No começo é estressante, é! Mas depois se acostuma, tentem propor atividades juntos, passar o mesmo cheirinho um no outro… funciona ;)

  5. Helen Saez says:

    Mel, eu tenho 6 gatos por aqui..no meu apê. Entendo, um pouco da causa. Demora 1 semana para uma gata acostumar um novo “morador” no mínimo. Ficam estressados, implicantes, meu gato que chegou primeiro demorou umas 3 semanas para se acostumar com a Mel. Se eles gostam muito do chow-chow. Não desistam, os gatos(as) sãoooooooo muitooooooo ciumentos(as). É só ter muita paciência, e dar muito amor pra gatinha que ela se acostuma. Mas, se puderem ter ajuda de um adestrador, porque uma gata sozinha demora mais tempo para acostumar com novo morador, mas acostuma. Beijos e ameiii as fotos! Meu chow- chow era dessa cor, é lindaaa ;) Muito amor pra vc Mel que ama bichos tb <3 <3 Seu blog é o melhor!! ;) bjoooooo

  6. Laís says:

    Que linda! *_* Se tivesse espaço, ficaria com ela! Boa sorte!

  7. Desculpe a pergunta, mas qual foi o período de teste? Porque os gatos odeiam ter que dividir espaço. Quando adotei meu segundo gato, a adaptação levou mais de um mês. O mais velho ficou bem estressado e até fazia “FUUU” pra mim. Além do que, nunca se deixa animais recém apresentados no mesmo ambiente. O cachorrinho deve ficar num espaço separado e tudo mais até que a gatinha o aceite. Enfim, só uma dica porque tadinha =/ ficar quicando de casa em casa é ruim pra ela também.

    Enfim, só uma dica =) boa sorte pra vocês!

    • Melina says:

      Acho que elas estão há três semanas juntas :(
      Não sei como foi o processo de apresentação delas porque não moro com meu irmão. A Mia foi adotada bem pequeninha, mas desde bebê ela nunca foi muito receptiva com outros animais (ela colocava o Spock pra correr ainda filhote :P).
      Obrigada pela dica ❤

      ps: também acho isso ruim, não gosto da ideia de ter que doar/vender um animalzinho e fazer ele trocar de casa/família, mas infelizmente está difícil das duas conviverem e a veterinária comentou que essa provavelmente era a melhor opção :(

  8. Francine Oliveira says:

    Mel, sei que pode não resolver, mas já passei por isso. Tenho 6 gatos, e a cada novo animal que foi trazido, o mais velho ficava muito estressado e bravo. Eu tinha dois gatos quando meu pai pegou um dog, eles ficaram “chateados” por algumas semanas, até quase um mês, demorou.. mas depois ficaram de boa, até dormiram juntos. Depois fomos pegando mais gatos, e toda vez que um novo chega, os gatos ficam chateados e estressados, mas é questão de costume.. porque depois viram melhores amigos. É só tentar uma forma do cachorro não invadir tanto o espaço do gato, que com o tempo ele vai acostumando.. o Doutor pet até dá umas dicas disso hehehe Uma pena, a Kita é muito linda! (se eu fosse de curitiba pegava pra mim rsrs. beijos

  9. Gabriela says:

    Acho engraçado essas coisas, blogs como o seu deveriam incentivar a adoção de animais, ao invés de tentarem revender um cão! Existem tantos animais precisando de um lar. E antes que venham me cobrar algo, sou dona de 3 lindos cães, que são os vira-latas mais lindos do mundo!

    • Melina says:

      Eu acho engraçado esse tipo de comentário e cobrança. Na verdade acho triste e muito chato. Já fotografei e fiz posts apresentando gatinhos de rua para adotar (e consegui encontrar um lar para eles), incentivei a adoção de ratazanas (inclusive adotei 4), contei a história de uma gatinha que foi adotada e que foi vítima de uma pessoa ignorante em uma sexta-feira 13, mas quando faço um post apresentando uma cachorrinha de raça que precisa de um novo lar vem alguém me cobrar que não deveria fazer esse tipo de post/divulgação no meu blog?

      Pra mim, todos os animais, de raça ou vira-lata, merecem receber amor, atenção e ter um lar com pessoas que o queiram bem.

      Ao contrário do que você fez comigo, não estou te cobrando nada. Espero que você seja feliz com os seus três vira-latas lindos e que a Kita encontre um lar e uma família que possa dar tanto amor para ela quanto você dá para os seus lindinhos ❤

    • Thais says:

      Acho lindo o incentivo de adoção, mas penso que cada um tem o seu direito. Sempre tive animais e na sua grande maioria foram sempre vira-latas. Hoje eu tenho um chow chow e uma gatinha persa que amo muito e nunca me arrependi de ter gasto dinheiro com eles. Todos nós sabemos a nossa parte. Já adotei muitos caes e gatos em todo o percurso da minha vida, mas também não devemos esquecer que um grande número de animais de raças que sofrem maus tratos. Parabéns Gabriela pela sua iniciativa de adotar, de verdade, mas acho que outras pessoas devem ter a sua escolha. Não devemos julgar sem saber o que há no coração das outras pessoas.

  10. De says:

    Poxa =/ desculpe me meter mas acho que é pouco tempo para desistir do bichinho, existem técnicas de adaptação que podem levar algum tempo até mostrarem resultados(ou por exemplo, se morarem numa casa, a casa é do gato e o quintal é do cão, até se acostumarem)… A cadelinha da minha cunhada foi parar num abrigo pois a mulher que a adotou alegou que ela não se dava bem com os cachorros que já tinha, quando minha cunhada voltou no abrigo com a cachorrinha (que já tinha sido devolvida duas vezes, e em uma dessas foi bastante agredida) para pegar a carteirinha de vacinação a bichinha entrou em desespero achando que iam desistir dela de novo! Por favor pessoas, PENSEM muito bem antes de pegar um animal no impulso, ele pode acabar abandonado ou algo pior pode acontecer… (ps: Mel e aquele post sobre vegetarianismo hein?)

    • Melina says:

      Eu sei disso, chuchu! Mas a própria veterinária do Spock sugeriu isso (e ela é especialista em felinos). Eu fico muito triste por saber que a Kita vai sofrer um pouquinho trocando de casa/família, mas tenho certeza de que ela só vai para um lugar onde irá receber muito amor e carinho. Infelizmente o apartamento do meu irmão é pequeno e quando venderam a Kita para eles disseram que iria ela ficar pequena (enganaram) e quando ela deixar de ser bebê, vai ficar apertado pra ela e pra Mia juntas :/

      ps: eu vou gravar o vídeo com um amigo, mas no momento ele está sem tempo por causa do TCC. Assim que ele tiver uma folga vamos gravar juntos ❤

  11. Karol says:

    Oi Mel! que linda que é a Kita! <3
    eles estão vendendo ela? sabe quanto, mais ou menos, eles querem?
    nós tínhamos um cãozinho super amoroso de 15 anos, mas ele foi conhecer o céu dos cachorrinhos a pouco mais de um mês :(

    • Melina says:

      Linda mesmo, né? ❤
      Estão vendendo por R$1.200,00 (o preço que eles pagaram).
      Sinto muito pela sua perda :(

      • Ana says:

        Eu tive um drama parecido, compramos um cãozinho que era hiperativo e estava sofrendo muito no nosso pequeno apartamento. Ele não dormia e só chorava, porque era daquele tipo que precisa de espaço e de companhias ativas, tipo crianças e outros cães. Optamos por devolvê-lo ao criador sem receber nada de volta, apenas com a promessa de que encontrariam um novo lar para ele ou cuidariam dele eles mesmos. Se eles o revenderam, não sei, vai da consciência deles. Chorei por 15 dias, tive até uma infecção no olho. Hoje ele está em outra família, com crianças, e pelas fotos no Face vi que está super bem, graças a Deus. Acho que essas coisas podem acontecer, de o cão não se adaptar ou vice-versa. Mas neste caso, eles deveriam ter pensado antes de comprar, uma vez que o gato já era meio arisco com outros cães, e não simplesmente levar o animal pra casa e ver no que vai dar. Não estou aqui para agredir ninguém, acho só que temos que ter um pouco de responsabilidade e cuidado com os animais, porque eles também sentem e sofrem. No caso, acho que o mais correto seria doar o animal, e não tentar vendê-lo, ainda mais por um preço tão alto (mesmo que seja o que pagaram). Mesmo porque, segundo a lógica do mercado, se ele já está maiorzinho não “vale” mais o preço de um bebê (o que eu discordo, mas é o pensamento da maioria). Os bichos não são mercadorias que podemos devolver na loja e pegar o dinheiro de volta. E acho até triste ver um blog que gosto tanto divulgar isso, a venda de um animalzinho inocente. Quando comecei a ler achei que era doação, mas aqui nos comentários vi que era venda. Enfim, é isso.

  12. Que lindinhaaaas! *-* Será que se deixar mais um tempo elas não acabam se acostumando uma com a outra não? Acho que não teria coragem disso, sei que é pelo bem das duas, mas mesmo assim, fico com peninha </3

  13. As fotooos ficaram um amooor, meu deus, que coisa maaaaaais fofa! Não acredito que eles vão dar ): gente eu não teria coragem, me apego muito aos animaaais hhaha
    Sério, mas essas fotos ficaram a coisa mais fofa, vem tirar dos meus lindinhooos

    Beijoos, Love is Colorful

  14. malu says:

    Espero que a Kita encontre um lar bem fofo e amoroso! Como a Mia é fofa!
    ❤️❤️

  15. Vanessa says:

    Eu tive um drama parecido, mas foi com a minha cadela, que sempre foi muito arisca com pessoas e bichos estranhos. Quando a gente adotou um outro cachorrinho ficamos preocupados com a adaptação, no começo foi muito difícil, tinhamos que acompanhar de perto, mas hoje eles convivem bem, brincam juntos e tudo, ela continua muito arisca e dominadora, mas ele aprendeu a respeitar o espaço dela, então não tem muita confusão. Realmente é muito difícil, e sempre quando temos muitos animais em casa há sempre alguma relação de poder construida entre eles, então é bom observar como isso acontece. Enfim, tomara que a Kika encontre uma família legal pra ela. Uma pena que a gatinha seja tão possesiva ehhehhehe

  16. Louise says:

    Oi genteee agradeço a todos pelas dicas!
    Infelizmente já se passaram 3 semanas desde que compramos a Kita e o comportamento da Mia só piora. Hoje ela vomitou bile :( Estamos bem preocupados…

    Aproveitando o post eu gostaria de pedir aos revoltados pseudo-ativistas teóricos comedores de McDonald’s a gentileza de não emitirem comentários maldosos a respeito da ideologia do blog da Mel. Não é ela quem está vendendo o cachorro. Sou EU. Eu COMPREI a Kita. E estou tendo problemas com a adaptação dela. Me julguem. A Mel está tentando nos ajudar (valeu, Mel!).

    Morro de preguiça de justificar meus atos para qualquer pessoa que não seja meu chefe, meu marido ou meus pais, mas tendo em vista a utilidade pública deste ato, gostaria de esclarecer que, sempre que foi possível, adotei animais. Minha gata é adotada. Mas gatos são seres de características semelhantes seja qual for a lixeira de onde você tirá-los. Possuem temperamento calmo e tamanho PEQUENO. Cães não. Eu não posso me dar ao luxo de adotar um cão vira-lata e correr o risco de ele crescer e virar um pônei maluco que precisa de espaço e atividade, uma vez que moro num apartamento pequeno. E boa sorte em encontrar um cão de raça para adoção. Criar uma raça com características determinadas é um TRABALHO, uma atividade que exige tempo, dedicação e dinheiro e tudo isso gera um custo. Por isso COMPREI um cão. Pela garantia de uma raça específica, que atenda as necessidades da minha realidade.

    Gosta de adotar? Ótimo! Então adote e deixa a gente em paz, oras.

    Bjs,

    Lou*

    • Concordo totalmente com o que escreveu, Lou, e confesso que fico abismada com a quantidade de opiniões gratuitas de quem não está vivendo determinada situação, lidando com o mesmo tipo de problema, dizer que o certo é isso ou aquilo baseada em convicções próprias ou no “que acha que é o correto” e que quase sempre carecem de conhecimento mais profundo é, no mínimo, uma irresponsabilidade…sou do tipo que se não posso ajudar não caio matando em cima e acho isso leviano e invasivo. Além de achar de que julgar é muito feio e nem um pouco justificável.

      É por isso que a internet tem se tornado um lugar tão chato, geralmente nem me importo com esse tipo de censura mas tem horas que não dá, né? ninguém sabe o que está sendo tentado, o que já foi analisado, quantas opiniões de gente que tem realmente conhecimento pra opinar foram ouvidas e o quanto está sendo difícil pra todos vocês terem que optar por não ficar com a Kita, enfim, julgar superficialmente é tão desnecessário e deselegante que até dói de ler além de ser uma falta de respeito por melhor que tenha sido a intenção.

      Que tudo se encaminhe da melhor forma possível pra ela, pra Mia, pra vocês e pra quem vai ficar com essa fofura ❤ …e que quem tá se achando no direito de opinar sem dar uma solução útil perceba que não é por aí e pare de agir desse modo lamentável.

      Beijinhos e a certeza de que vai dar tudo certo! ❤

  17. Que cachorrinha mais linda!!!
    Bateu saudade do meu “puma”!
    Era meu chow-chow, também preto, mas ele agora está na chácara de uma outra família porque nós nos mudamos para apartamento e não dava para trazer nossos cachorros para cá.
    *Tínhamos dois, ambos eram chow-chow. O puma foi viver numa chácara e o leão (que era caramelo) acabou adoecendo e faleceu… “/

  18. Liu says:

    Que lindas! ❤️❤️❤️ Se eu tivesse o dinheiro, espaço e se eu morasse por perto – agora estou no Pará, acredita? -, eu compraria ela com certeza!
    Espero que ela encontre um bom lar! Beijos, Mel
    Fico na torcida!

  19. Amanda Silva says:

    Oi Mel, aqui na minha casa aconteceu a mesma situação, porém ao contrário. Eu tenho uma cachorrinha que já esta a mais de 5 anos comigo, e ganhei uma gatinha. Demorou umas duas semanas para minha cachorrinha acostuma com a nova moradora. Agora ela nem se importa mais!!

    Beijus

  20. Nandha says:

    Awnn tãooo fofaa, parece um ursinho >< muito bela

  21. Oi Mel, que pena que não deu certo. Também tenho uma chow chow, e ela é super querida. ❤️
    Que pena que não deu certo, mas estou torcendo que vocês encontrem um lar para ela. Sobre ser cachorro de raça ou vira latas, muitas pessoas já comentaram coisas maldosas no meu Instagram do tipo ” você é uma pessoa horrível, comprando ao em vez de adorar” acho super triste esse tipo de comentário/crítica. Não importa raça, cães devem ser amados idependente disso. a Lou disse tudo, nem todo mundo pode ser dar o luxo de adotar um cão, sem saber como ele vai ser daqui a um tempo. Também comprei a Luly pelo fato de já saber qual o temperamento, comportamento.. De um chow chow. Em fim, boa sorte ❤️ Um beijo meu, é uma lambida da Luly! Hahaha

  22. Marina says:

    Olá mel,
    Eu tenho 2 Chow’s, um macho de 3 anos e uma fêmea de 2, e somos completamente APAIXONADOS pelos Chow’s, participamos de grupos, competições e somos bem amigos de vários criadores de Chow Chow. Essa semana a nossa Myla estava bem triste e nos reparamos que quando um filhote ficava perto dela ela tinha um amor materno (cuidava do filhote, essas coisas de mãe) e pensamos em comprar mais um para ver se ela se alegrava, e justo agora vimos o seu post! Queremos ter um preto a muito tempo (os dois são caramelos), somos de sp mas nossa família é de campo largo pertinho de Curitiba, então vamos entrar em contato, mas vc sabe dizer quantos meses ela tem, se tem pedigree e se já adotaram? Bjs

  23. A Kika é um ursinho! Linda! Tomara que vocês encontrem um lar para ela. Sei que introduzir um novo amigo é complicado se você já tem outros animaizinhos, então que ela possa encontrar alguém com todas as condições que ela precisa.

  24. Danieli Wiesener says:

    Eu moro em Santa Catarina, tenho um chow chow, além de um vira lata e três gatos. Todos se dão bem. Se não conseguirem ninguém para ficar com ela, eu gostaria de ficar. Aqui em casa costumamos ficar com cães e gatos que abandonam na nossa rua rua, tratá-los e castrá-los. Sei como é trabalhoso cuidar de um chow chow e como eles podem ser geniosos. Por favor, se não encontrarem um lar para ela mais perto, podemos até dar um jeito de buscar ela. Temos um quintal grande e se ela vier, será tão bem cuidada como os outros.

    • Danieli Wiesener says:

      Desculpe, eu não vi lá em cima o valor que querem por ela. Não posso pagar, estou em uma situação ruim. Estou me tratando de uma depressão profunda e ainda sou agorafóbica, então não consigo um emprego, só cuido dos meus animais. Peço desculpas pelo meu comentário esperançoso acima. (se possível não aprove este comentário para ele não aparecer).

  25. Thais says:

    Eu também comprei um chow chow, quando ja tinha uma gatinha persa em casa. A Fryda(minha gatinha) de inicio não gostou muito, mas hoje os dois vivem tranquilamente em casa. Tenta dar mais um tempinho e dar uma atenção extra a ela. Com agente super funcionou. ;)

  26. Taine says:

    Eu tenho uma chow chow do mesmo tamanho da kita elas devem ter a mesma idade, a minha é super dócil e brincalhona ela adora brincar junto com mais duas cachorrinhas que eu tenho de outra raça e elas se dão super bem.

  27. Gente que fofaaa!!! Sou apaixonada por cachorros, acho tão lindos, por mim teria vários, mas como moro em apartamento, não seria justo com o bichinho limita-lo a um espaço tão pequeno, por isso optei por adotar dois gatos (que também são meus amores).
    Espero que a Kita consiga arrumar um lar amoroso e que seja feliz nele ^^

    E sinto muito Mel (e também Lou), pelos comentários negativos das pessoas que não entendem essa situação, estou aqui só observando, hehe. Acho que só quem realmente está vivenciando isso que entende. Eu não passei por essa situação, mas só posso imaginar o quanto deve ser chato.
    A Internet está cheia de gente que ama julgar e nem se dá ao trabalho de se colocar no lugar do outro pra pelo menos tentar entender o outro lado.

    Enfim, espero que tudo dê certo no final. Que a Kita encontre um bom lar e que a Mia fique bem logo.

    Beijos,
    Livro de Memórias

  28. Simone Ferraz says:

    Que gracinha! Tomara que encontrem um novo lar para ela!

  29. Paola Alves says:

    Ai gente, ela é a coisa mais fofa desse mundo! Se eu não saisse cedo de casa e não voltasse só às 23 horas da noite.. com certeza eu ficaria com ela <3 http://simsemfrescura.blogspot.com.br/

  30. Aline Godoy says:

    Mel, não tenho a intenção de julgar e/ou crucificar ninguém, mas acho que o mais viável (já que infelizmente eles não podem mais ficar com a cadelinha) seria doar, e não vender.
    Tudo bem que provavelmente seu irmão e sua cunhada não podem ter mais um prejuízo, mas, se já é difícil encontrar um lar para um cão por meio de doação, imagine vender um… :(
    Seu irmão não tem a opção de doar a cadelinha? Porque acho que eles iriam encontrar um lar para ela bem mais rápido e fácil.
    Eu vou tentar ajudar a divulgar, mas acho que seria mais fácil de conseguir alguém por meio da adoção mesmo.
    Mas de verdade, não tenho a intenção de julgar ninguém! Só quero saber se posso ajudar caso encontre alguém que queira adotá-la, mas que não possa comprar.
    Boa sorte e estou torcendo para que ela encontre um lar!

    Beijo!

  31. G-zuz!! Que coisa mais linda e fofa!!!
    Pena que moro em apartamento e já tenho o Duque-ciumento que ficaria louco da vida. Até porque, imagino que um cãozinho do porte dela deve ficar bem grande, não é?
    Infelizmente não conheço ninguém que possa ficar com essa belezinha, mas aqui ficam as minhas boas energias para que tudo dê certo pra ela e se eu souber de alguém que possa ficar com ela, te dou um alô! Um beijo!

  32. malu says:

    Tomara que a Kita encontre um lar bem legal! Acho que vocês fizeram super certo, porque também é ruim para ela ficar meio isolada. Quando meus pais compraram minha gata Helga, já tínhamos a Frida. A Hel tentava brincar mais a Frida só batia nela! Agora, a Frida morreu e adotamos mais duas gatinhas e a Helga nunca mais brincou, e trata as outras como a Frida tratava ela. Sorte que as duas se dão super bem!
    Como a Mia é lindinha!! Ela tem raça?
    Bjinhos! Malu

  33. Lala says:

    Que coisa mais fofinha! <3
    Ainda bem que deu tudo certo, não é?! <3
    Beijão, Lala.


Deixe seu comentário