Inspiration

Jogo do contente e ser uma pessoa mais positiva

14.04.2016

Melina Souza

Volta e meia comento aqui no Serendipity e nas minhas redes sociais sobre o quanto tento ver sempre o lado bom das coisas e ser uma pessoa cada vez mais positiva. Isso é algo que faz parte do meu dia-a-dia desde criança graças ao livro Pollyanna e o jogo do contente (obrigada pela leitura, mainha!).

O jogo do contente, é uma ideia muito simples, mas que muitas vezes esquecemos de “brincar” (ou temos muita dificuldade em conseguir fazer de fato). Consiste em tentar extrair algo de bom e positivo em tudo, por mais desagradável e/ou triste que seja. Lembro que o exemplo dado no livro foi quando a protagonista esperava ganhar uma boneca, mas ao abrir a caixa viu que ganhou muletas de presente de aniversário. Para tentar deixá-la mais feliz, seu pai disse “há uma coisa pela qual podemos ficar contentes e agradecidos: é de não precisarmos de muletas.”. Por mais esquisito que esse exemplo possa ser, ele me marcou tanto que sempre que acontece algo que me deixa triste lembro da história e tento ver o lado bom disso.

Melina Souza

Como disse ali em cima, sei que muitas vezes não é fácil extrair algo de bom e positivo de algumas situações, mas, por experiência própria, posso dizer que a partir do momento que incluímos o jogo do contente para a nossa rotina, com o tempo isso acaba ficando fácil e quase que automático.

Um bom exercício para começar a deixar o nosso dia-a-dia mais positivo é fazer uma lista de coisas que nos fizeram feliz a cada dia. Por mais difícil e cansativo que o dia tenha sido, dedique alguns minutinhos para refletir o que te fez feliz. Assim você vai começar a valorizar mais pequenas coisas que muitas vezes passam despercebidas e também a trazer mais energia positiva para sua vida.

Melina Souza

Uma dica para aqueles dias em que tudo parece dar errado é pensar que por mais horrível que o dia tenha sido, poderia ter sido pior. É engraçado pensar assim, mas quando algo muito ruim acontece comigo, automaticamente já penso/falo “podia ter sido pior se x coisa tivesse acontecido” ou “nossa, que droga! Mas teria sido pior se y tivesse acontecido também”.

Melina Souza

Uma coisa que acho importante destacar é que tentar extrair algo de bom e positivo em tudo não é desvalorizar a tristeza. A tristeza, além de ser importante para o nosso crescimento, nos ajuda a valorizar os momentos felizes. Praticar o jogo do contente e ser uma pessoa positiva não significa estar sempre feliz nem ter uma vida perfeita. Ninguém é feliz o tempo todo, mas podemos sempre extrair algo de bom e crescer com tudo que acontece na nossa vida.

Melina Souza

Pra incorporar o jogo contente na sua rotina, minhas sugestões são:

  • Separe um caderno/bloco para registrar as coisas felizes;
  • Dedique uns 10 minutos do seu dia para refletir sobre isso, nem que seja quando já estiver na cama quase dormindo;
  • Não determine um número máximo de itens para colocar na lista (por exemplo tem que ser exatamente 3 por dia), mas coloque um número mínimo para você conseguir exercitar sua mente para conseguir ver o lado bom de pelo menos x coisas por dia;
  • Não transforme esse caderno em algo que vai te deixar estressado. Por exemplo, não se cobre para escrever sempre com letra bonita/caprichado*;
  • Deixe o caderno em um lugar que você vai/usa todos os dias (mesa de cabeceira, escrivaninha etc.)

*essa é uma coisa que eu tenho que lembrar sempre hehe

Melina Souza

Melina Souza

Melina Souza

Quem aí já tem o jogo do contente incorporado no dia-a-dia? Quem gostou da ideia?

Ah, quem quiser, pode compartilhar suas felicidades do dia aqui nos comentários. Vamos espalhar coisas boas e atrair mais coisas boas :)

Obrigada por tudo, pessoal!

xoxo

Por

Melina

  1. De fato, Mel, os acontecimentos da vida têm o seu lado compreensível e positivo. Muitas vezes gastamos energia demais vendo o lado ruim e tanta coisa boa podendo ser aproveitada, né?! Fiquei muitobfeliz em ler seu post minutos depois de eu ter publicado um vídeo sobre a minha deficiência visual e a forma positiva como a trato. Aliás, só me lembro dela quando as pessoas me perguntam mesmo… Kkkkk Se quiser dar uma olhadinha, eis o link:
    https://youtu.be/E9oSFscFpSU

    Beijo e ótimo fim de semana! ???

  2. Nanda Barros says:

    Isso também faz parte do meu dia a dia desde criança, mas aprendi a procura ver o lado bom em tudo com meu pai. E outra dica, que aprendi com ele, é lembrar que mesmo que a situação em que estivermos for ruim infelizmente sempre vai ter alguém em uma situação pior ou pelo menos igual a nossa, nós nunca estamos sozinhos.

    ps: teu blog ta cada dia mais amor.

  3. É uma idéia muito boa Mel!
    Precisamos direcionar atenção aos pensamentos positivos ao invés de ficar focando nos negativos.
    Sinto uma pitadinha de exercício cognitivo comportamental (já fiz e gostei muito).
    Considero fazer, deve ser muito bom ler os itens no final da semana né?
    Beijos,
    Tariana
    http://itispeculiar.com/

  4. Amei a ideia, Mel. Vi a foto desse caderninho no instagram e amei. Isso é bem interessante, geralmente estamos acostumados a pensar logo no que aconteceu de ruim, no que nos deixou triste, e começamos a pensar que nossa vida é miserável, nos esquecemos de agradecer pelas coisas boas… Quando na verdade dá pra extrair coisas boas das ruins, sem precisar ser feliz 24h.
    Eu preciso lembrar bastante disso haha
    vou tentar por a ideia em prática!
    Fato feliz/bom do dia: hoje pude ficar um pouco mais em casa antes de ir trabalhar haha
    Beijo, sua linda :* tenha um bom dia, chuchu

  5. Claudia Hi says:

    Há tempos tenho vontade de escrever um caderninho só sobre coisas boas da minha rotina, mas a ideia sempre cai no esquecimento… acho que a verdade é que EU preciso começar a ver o lado bom das coisas porque sou muito pessimista e dramática sabe! haha Pra mim tudo é motivo pra eu ficar super estressada e sei e sinto que isso faz mal pra minha saúde e pra minha auto estima mesmo porque quanto mais negativa sou, mais eu sinto que as coisas não melhoram… tentarei urgentemente fazer um caderninho igual o seu Mel!

  6. Xica Maria says:

    Que boa ideia!
    O que me deixa feliz é o abraço do meu filho quando chego a casa!

  7. Amei esse post!!! Tenho o “jogo do contente” incorporado na minha vida – apesar de não usar esse nome haha – e todo dia tento ver algo de bom que aconteceu. Ainda não tinha separado um caderninho para isso, até porque sempre que separo algo para escrever fico querendo fazer do jeito mais organizado e bonitinho possível e quando se trata de enumerar coisas sempre tentava planejar um número máximo. Acredito que agora, depois das suas dicas, Mel, vou tentar e conseguir separar um caderninho para isso e estipular um número mínimo de itens rsrs
    Obrigada pelas dicas!!!

    Beijinhos :*

  8. Cynthia says:

    Oi Mel, adoro sua sensibilidade e positividade. Sou assim também e é engraçado pois a meus amigos e familiares dizem que vivo no “fantástico mundo de Cynthia”. Às vezes sou até vista como ingenua em determinadas situações… Não sei por que motivo ingenuidade passou a ser algo ruim, para ser sincera é a característica que mais gosto em mim. Não significa ser alienado ao mundo e não ver ou compreender as dificuldades e problemas, mas definitivamente é o que me faz acreditar sempre nas coisas boas e confiar nas pessoas em primeiro lugar. O mundo anda tão cheio de pessoas que não sonham pois acreditam que nunca vai dar certo. Que não confiam nos outros até que se prove o contrário…
    Nunca tinha ouvido sobre o jogo do contente mas, mesmo sem saber, descobri agora que ele super faz parte da minha vida hehe
    Lindo post!
    Carinho para você. :*

  9. Como sempre uma postagem útil, criativa, envolvente e linda (fotos maravilhosas SEMPRE). Eu não conhecia o jogo do contente, mas uso um potinho de minhas realizações no qual jogo dentro escrito em um papelzinho, sempre que algo incrível tenha acontecido. Gostei da sugestão do caderno <3

  10. Maki says:

    Mel,adorei a dica do jogo do contente! Acho super importante a gente tentar sempre ver as coisas boas de cada situação. Mas… sabe, eu discordo num ponto: é possível sim ser feliz o tempo todo e a gente não pode valorizar a tristeza, achando que só quando se sente triste sabe o que é ser feliz de verdade. A vida é leve, é livre e, principalmente, alegre, não tem espaço pra momentos ‘ruins’. isso é só uma ideia que a gente colocou na cabeça, sabe? ♥
    E esse seu caderninho é um amor!

  11. Mel, eu amei demais o post! SEMPRE pratiquei o jogo do contente, até mesmo antes sem saber de sua existência. Depois de ler Pollyanna, passei a me dedicar mais a isso todos os dias e posso confirmar que essa atitude pode mudar sim sua vida e das pessoas próximas a você. E com certeza depois que conhecci o seu blog minha vida também mudou muito, pois como já disse antes, no hospital era um pouco difícil conseguir ver o lado bom daquela situação e seu blog e você foram cruciais para melhorar meu humor e também como eu me enxergava e enxergava o mundo ao meu redor. Sempre me lembro de continuar espalhando coisas boas e felizes para o mundo, e muitas vezes sou questionada por pessoas próximas do porque faço isso, minha resposta é que o mundo já está feio demais para ficar semeando ódio e coisas ruins, então porque não tentar torna-lo um pouquinho melhor com as atitudes? ;) Eu AMEI as fotos do post, mostrei a foto que foi para o instagram para uma amiga que sabe que sou sua fã e ela também amou! Mas uma coisa que me deixou confusa foi: cadê a parede de tijolinhos???? hehehe. Te amo muito sua linda <3 <3 <3

  12. Duda Duarte says:

    Melzinha, adorei a ideia!!! (: E ficaram muito lindas essas fotos! <3 Esse tipo de post me ajuda muito, pois sou uma pessoa muito pessimista e acabo vendo o lado ruim das coisas em tudo… Já passei por muitas perdas de entes queridos e nessas situações é complicado ver algo positivo. Muito lindo seu caderninho, estou pensando em usar o meu da Serendipity Store de dinos e adotar esse hábito! *_* Obrigada por ser sempre inspiração! :***

  13. Yasmin Mendez says:

    A melhor coisa que já me aconteceu foi mudar pra Curitiba. Toda vez que tenho um problema ou algo ruim acontece eu paro pra pensar em como estou feliz de estar aqui ?
    PS: simplesmente apaixonada nesse seu moletom ?

  14. Maria Ienke says:

    Que post mais lindo, Mel! Tenho certeza que vai alegrar o dia de muitas pessoas! <3
    Eu escrevo todos os dias (ou pelo menos tento haha) naquele livro "One Line a Day", procuro sempre escrever coisas boas lá, por mais que o dia tenha sido ruim! Porque daqui a 10 anos quando reler, não vou querer lembrar de momentos ruins!
    Amei o post, beijos! :*

  15. Rah Gameiro says:

    Mel amei o post acho que isso foi pra mim hehehe
    Andei passando por muitas dificuldades grandes em ter dias ficar sem chão como é ruim.
    Mais agora graças a Deus to melhorando e os problemas em partes continua mais um pouco mais fácil de lidar espero que continue assim.
    Sabe aquele momento que só um Abraço cura tudo ai vc olha doa lados e não tem ninguém pra isso sim fiquei assim.
    Sou do tipo que tenho amigos mais odeio incomodar as pessoas com meus problemas e etc sei lá .
    Mais emfim a eu de novo me alongando.
    Morri de saudades de ler o blog e de vc claro.
    Vou tentar fazer a lista do contente sim viu :)

    Beijos Unicórnio <3

    PS. Fiquei muito feliz como não ficava a muito tempo quando Vi que me mandou uma MSG sentindo.minha falta achei de um carinho incrível seu e da sua mae vcs são incríveis mesmo obrigado manda um beijao pra sua ame ta. <3

  16. BARBARA MOYANO says:

    Eu ainda não li pollyanna :(
    Mas desde pequenininha eu falava coisas desse tipo pros meus amigos de escola, todo mundo reclamava ah não teste surpresa e eu falava ainda bem que nós acabamos de estudar isso, então vai ser legal e todo mundo me olhava com uma cara esquisita haha
    Mas gostei dessa pratica de anotar, vou tentar fazer aqui ;)
    Beijinhos

  17. Duda Siqueira says:

    Ai, Mel…. Obrigada por esse post! Era exatamente o que eu estava precisando ler hoje… ❤️ Obrigada, obrigada!

  18. Flávia Caroline says:

    É tão bom ler isso
    Por isso eu digo que sempre venho ao seu blog, diariamente, porque tem conteúdo, pensamentos positivos, algo para incluir na nossa vida e você nunca perde a sua essência.
    As vezes começamos a reclamar sem perceber e isso é tão ruim, eu também tento ver o lado positivo das coisas e coloco isso como meta, assim como ter paciência pra certas dificuldades. Todos nós temos problemas, a vida não é perfeita, vai depender sempre de nós pra lidar com as situações.

    Hoje eu acordei bem melhor da conjuntivite e posso enxergar melhor, ler o seu blog, inclusive esse post lindo e escrever um comentário :D

    Obrigada por esse post de hoje!
    Beijinhos *-*

  19. Isabela says:

    Nossa Mel, que ideia linda!
    Nos últimos meses tenho tentado pensar positivo, pensar em coisas boas, não ficar reclamando do que acontece de ruim comigo por causa desse mesmo pensamento, de que as coisas poderiam estar piores. Sou cristã, mas acho que na minha religião a gente vem passando muito a ideia da religiosidade, mas esquecemos do principal que é o amor, o pensamento positivo, a felicidade. Como você mesma disse, por mais que nós tenhamos momentos de tristeza, podemos tentar melhorar esses momentos, e não afundar junto com eles. Gosto muito deste tipo de texto/tema. ♡

  20. Adoro fazer isso! E olha que nem tinha associado com o jogo do contente ainda! haha Eu chamo de ‘caderno da gratidão’. Não escrevo certinho todos os dias, mas desde ano passado eu procuro agradecer por tudo o que aconteceu no meu dia, seja bom ou ruim. Quando consigo, eu escrevo antes de dormir e faço também um pequeno relato do meu dia (leia-se uma folha inteira). Mas quando não dá, agradeço mentalmente. Dizem que quando a gente foca nas coisas boas, mais coisas boas acontecem. Acho que é verdade.

    Beijos.

  21. É a melhor coisa mesmo, quando a gente passa a ver o lado bom das coisas, a vida fica um pouco mais leve e mais coisas boas acabam vindo :)
    E foi bem legal você falar da tristeza ser importante, pois nós vivemos num mundo em que estar triste é fraqueza, e todo mundo tenta fingir que é feliz 100% do tempo.
    Eu não faço uma listinha, mas acho que vou começar a fazer! :)

  22. adriana maria says:

    Ola Melzita,

    Eu digo e repito, encontrei seu blog por conta dos livros mas o que me fez voltar a ele foram as suas fotos que passam tanta positividade, voce se sente bem, acalentada quando ve e as suas fotos são voce, como voce enxerga a vida. E as pessoas a minha volta sabe o quanto mudei desde que decidi enxergar a beleza no mundo, na vida que eu tenho! e muito disso é por influencia sua…

    como diria vinicius de moraes: é melhor ser alegre que ser tristeza, alegria é melhor coisa que existe e assim como a luz no coração =)

    ahhh mel, tu viu que a revista Stylist parou de publicar no app? fiquei tao chateada…agora so se algm trouxer uma pra mim de londres rsrs
    ahhh tu viu que essa semana lancou o cd novo do The Lumineers? to ouvindo no exato momento!!!

    bjs e bom findi

  23. Liu says:

    Já fazem 2 meses e meio que ando escrevendo no meu diário e quando termino agradeço por algumas coisas (como eu estar viva e algumas coisas que marcaram no dia) e realmente me sinto mais positiva e feliz! Vou tentar incorporar o Jogo do Contente também! Ótimas dicas!!!
    Ah! Sei bem o que é querer a letra bonitinha no texto todo ?
    Tenha um ótimo fim de semana, Mel!
    Beijos!

  24. Cíntia Amaral Závoli says:

    Que post abençoado, Mel! Amei cada palavra escrita nele!
    Eu comecei a escrever as coisas felizes na quarta, pois vi no seu Instagram essa ideia maravilhosa (inclusive ontem escrevi que sonhei com você <3).
    Essa ideia, com certeza, me ajudará a valorizar as coisas simples da vida, as pequenas alegrias (tem até uma música com esse nome, da cantora Marcela Taís, amo)!
    As fotos ficaram incríveis! As imaginem em capas de livros ♥
    Beijos e obrigada por esse post! :*

  25. Helen Saez says:

    Adorei as fotos e as dicas!! Preciso sempre colocar na minha vida o jogo do contente. Mas, as vezes é bem dificil..principalmente quando estou confusa com minha profissional como atualmente…rs!
    Me inspiro em você muitas vezes para persisti nos meus sonhos, tão dificil que é passar num concurso!!
    Amei a cor desse esmalte ;) beijos Melzinha e bom fds! <3

  26. Pensar assim, parece realmente ser uma boa solução. Esse ano, meu 2016 tem sido totalmente chato, sabe Mel? Até escrevi um texto na madrugada para desabafar os sentimentos. Eu nunca consigo ficar com raiva toda hora, mas a tristeza sim, vem em quase todos os momentos. Vou começar a fazer esses exercícios e começar a ver também o lado bom da coisa. ? Obrigada!

    garotaveneta.com

  27. Brenda says:

    Mel, esse tipo de post é maravilhoso! Invista mais neles.
    Parabéns pelo o trabalho :)

  28. Barbara Sá says:

    Melzinha, que post do amor, haha.
    Do último ano pra cá eu aprendi muito isso, ver o lado bom das coisas. As vezes a gente se prende tanto ao que ficou de negativo e acabamos não enxergando, ou por vezes até não querendo ver, o positivo.
    Amei de paixão e fiquei ainda mais inspirada à isto. Já vou pegar um caderninho hoje!

    Beijocas,
    http://www.segredosentreamigas.com.br

  29. Karina Dias says:

    Achei a ideia do jogo do contente perfeita. Sempre precisamos de mais positividade.

    Eu tento todos os dias escolher pelo menos uma coisa boa que aconteceu no dia e escrevo, mesmo que seja algo banal como “meu sobrinho de 3 anos me deu uma flor hoje e isso me deixou feliz” ou ” vi um casal de idosos de mãos dadas na rua, foi uma boa sensação”b coisas do tipo, sabe?

    Mas acho que vou tentar o jogo do contente, ou pelo menos utilizar um caderno, porque faço no computador e muitas vezes esqueço. Outra coisa que vou tentar fazer é pensar no que poderia ser pior, pode ser até um jogo divertido de uma forma estranha hahaha

    Sempre que você fala do livro Pollyanna aqui eu fico morrendo de vontade de ler, mas ainda não consegui. Ele parece ser lindo.

    Beijos e muita positividade pra você, Mel!

    Eating Peanuts

  30. Que delícia de post. Fiquei com muita vontade de ler esse livro e, com certeza, vou catar um caderninho <3

    Abraço,
    milenaschabat.blogspot.com

  31. Anne Ferreira says:

    Eu sempre tento ver o lado bom nas coisas. Ser positiva. Otimista.

  32. Gaby says:

    Amei o post Mel. Aqui em casa eu e meu marido temos elencado toda noite cinco coisas para agradecer e é interessante como tem dias que eu agradeço ate pela verdura gostosa que comi, desde as coisas mais simples mas acho que a essência é isso ne? Enfim, obrigada pelos posta ótimos sempre.

  33. Natália Moreira says:

    Oi Mel :) adorei esse post! Essa ideia é muito boa e com certeza vou colocar em prática :) felicidade do dia foi ter passado a tarde com minhas amigas, muito tempo que isso não acontecia <3 bjs Mel

  34. Evana says:

    Oi! Escrever sobre as coisas boas em um caderno é um exercício que pretendo desenvolver. Às vezes (principalmente quando o bicho tá pegando), escrevo algumas frases no bloco de notas do celular quando ele está à mão. Quando revejo essas notas em um momento delicado, resgato um pouco do ânimo para ir em frente. :)
    Abraços!

  35. Daniela says:

    Confesso que fui até o final do post pra ver se você dizia o nome do batom que usou nas fotos, hahaha!!
    Adorei o post!
    Inspirador <3

  36. Nicole says:

    Mel adorei a ideia!! As vezes nos estressamos tanto q deixamos de ver as coisas boas. Vou colocar em pratica só falta achar um caderninho aqui em casa

  37. Mel, eu já praticava, mas nunca pensei em anotar.
    Esse ano eu decidi fazer um Memory Jar, mas eu sou péssima nessas coisas e preciso aprender a ser mais organizada! Tava há um tempo afastada da blogosfera por conta dos estudos, mas sabe quando você PRECISA de uma coisa? Que bom que eu topei logo de cara com esse seu post. Seu blog foi o primeiro que eu visitei ♥

  38. Lembro que fiquei emocionada quando li esse livro quando era criança. Costumo sim, desde então fazer o jogo do contente. Hoje tenho um caderninho simples do Encontrinho da Flávia Calina, chamado diário de Gratidão. Mel, adorei as fotos. =)

  39. Marijleite says:

    Ótimo post, Mel… mas sabe de uma coisa? Acho que não me lembro de já ter visto como é a sua letra aqui no blog. Fui vendo as fotos e esperando para ver se em alguma ela ia aparecer, rsrs.


Deixe seu comentário