Diário de viagem

Posts na categoria Diário de viagem

24. Jan. 2015

Viagem internacional: comprando passagens!

Arquivado em: Diário de viagem

IMG_0600

Assim que anunciei a minha viagem para Londres, comentei que iria fazer alguns posts com dicas para organizar uma viagem internacional. No primeiro post falei sobre passaporte e visto e hoje vou falar sobre passagens. Pedi para vocês deixarem as suas dúvidas nos comentários, selecionei e pedi para a minha amiga Sarah Dianovsky me ajudar a responder.

A Sarah é gerente na TAM Viagens. Foi com ela que comprei minhas passagens para Londres e também para viagens que fiz pelo Brasil mesmo. Super recomendo!

IMG_0581

QUAL A MELHOR FORMA DE PESQUISAR OS PREÇOS DAS PASSAGENS?

Você pode fazer por duas formas: procurar um profissional especializado para fazer a pesquisa para você (agente de viagens) ou fazer por conta própria.

Caso você seja um viajante de primeira viagem ou tiver menos de 18 anos e vai viajar sozinho, a primeira opção é mais recomendada. O agente ficará responsável por procurar o melhor voo, com menor preço e acompanhará sua reserva até a viagem. Assim você evitará surpresas de qualquer tipo como alteração de horários que não foram avisados, cancelamentos errôneos dos seus voos e te auxiliar em solicitações especiais como comida vegetariana, sem glúten ou sem lactose, acompanhamento especial de menores, auxílio especial para embarque, cadeira de rodas etc. O agente também irá te orientar sobre documentações necessárias para a viagem e te dará dicas para aproveitar melhor o seu destino. Essa é a forma mais segura de programar sua viagem.

Para começar sua pesquisa sozinho, você deve, inicialmente, procurar quais companhias aéreas voam para o destino escolhido. Algumas companhias “revendem” as passagens das companhias parceiras, mas sempre dê preferência para as “donas” dos voos, porque elas costumam fazer o melhor preço. Com a lista das companhias que voam para o local de destino, você pode optar por comprar as passagens em “sites agências de viagens” como Submarino Viagens e Decolar, ou comprar diretamente no site da companhia aérea. A Sarah recomenda a segunda opção, pois a maioria desses sites tipo agências cobram taxas extras do próprio site, além das taxas da companhia aérea para remarcações e reembolso, ou seja, cobrará a mais sem necessidade. Diretamente com a companhia você evita esse risco.

COM QUE ANTECEDÊNCIA É BOM COMPRAR AS PASSAGENS?

A melhor época é de 6 a 8 meses antes da sua viagem. Mais do que isso você pode não encontrar tarifas promocionais (e muito próximo da viagem provavelmente também não). Uma dica importante é sempre dar preferência para viajar em baixa temporada, ou seja, fora de feriado e das férias escolares do seu país de origem (para as passagens, a regra de baixa e alta temporada segue sempre a origem do voo). A baixa temporada é a melhor de viajar, porque como o fluxo de viagens diminui, as companhias aéreas tendem a fazer melhores preços para estimular a venda e, além disso, a quantidade de turistas será menor e você irá enfrentar menos filas, menos confusões e poderá aproveitar ainda mais as atrações/pontos turísticos.

IMG_0631

QUAIS AS VANTAGENS E DESVANTAGENS DE COMPRAR PASSAGENS COM ESCALAS?

Existem dois tipos de “pausas” no seu voo: a escala e a conexão. Na escala, o seu avião vai parar em uma cidade no “meio” do caminho e você não vai precisar sair do avião (vai seguir a viagem nele mesmo). Já na conexão, quando o seu avião parar você terá que sair da aeronave e embarcar em outra. Se a sua conexão for fora do país de origem, você precisará passar pela imigração e terá que pegar sua bagagem para possível inspeção (e depois despachá-la novamente).

A única vantagem é no preço. Só compre passagens com escala/conexão caso não exista voos diretos e/ou se o preço estiver muito atrativo. É bom pensar se a diferença no preço vale o estresse de ter que mudar de aeronave e passar pela imigração, por exemplo. Voos internacionais já são cansativos por si só e se você viajar pensando “nossa, daqui a pouco vou ter que descer e passar pela imigração! Tomara que eles não queiram abrir a minha mala e bagunçar tudo!” você já não consegue relaxar tanto.

A desvantagem é o risco de perder o seu segundo voo e só ter voo para o destino no dia seguinte. Nesse caso você vai ter que dormir na cidade, atrasar sua viagem e talvez perder algo que já estava planejando fazer assim que chegasse (excursão ou algum compromisso). É bom sempre levar isso em consideração caso compre passagens com conexão. O ideal é contar com 1 ou 2 dias de folga para não perder nenhuma atração da sua viagem caso tenha problemas no voo.

ALGUMA DICA PARA COMPRAR PASSAGENS MAIS BARATAS?

Baixa temporada, monitoramento e flexibilidade. Se você quer preços melhores, procure sempre viajar nessa época (março à maio/ setembro à novembro). Você também precisa ficar monitorando a data que você quer viajar e não ter medo de fechar quando a oportunidade aparecer. Fique de olho todos os dias (ou sempre que possível) na sua passagem, verificando a variação de preços e testando várias datas possíveis. Quanto mais flexível for a sua disponibilidade para voos e datas será mais fácil para conseguir o melhor preço.

Uma dica muito boa e que pode fazer muita diferença é acompanhar o site Melhores Destinos. Lá você sempre encontra promoções de todas as companhias aéreas, mas tem que ser rápido porque as promoções acabam num piscar de olhos.

PASSAGENS PARA ESTUDANTES (INTERCAMBISTAS, POR EXEMPLO) TÊM UM PREÇO DIFERENCIADO?

A Sarah não trabalha com esse tipo de passagens, mas o que ela acha vantajoso é a remarcação sem custo (muito bom para quem ainda não tem data certa para voltar). Caso você já tenha a sua volta programada, você pode comprar uma passagem normal em uma promoção com preço mais baixo.

IMG_0587

DICAS IMPORTANTES:

1. Na hora de escolher sua passagem, evite conexões fora do seu país de origem, pois caso contrário você terá que passar pela imigração e, se demorar mais do que o esperado, há o risco de perder o seu segundo voo. Fique muito atento ao tempo de conexão (o recomendado é de três horas). É tranquilo caso a conexão aconteça no seu país de origem, pois você só terá que trocar de avião e mais nada.

2. Nunca compre os trechos da sua viagem separados. Por exemplo, se você vem de Las Vegas, fará conexão em Miami e depois irá para o Rio de Janeiro, compre todos os trechos Las Vegas > Miami > Rio de Janeiro no mesmo bilhete e reserva. Pode até usar duas companhias aéreas, mas compre tudo junto fazendo uma pesquisa só. Se por algum motivo na hora da viagem o seu voo Las Vegas > Miami atrasar ou cancelar, a companhia aérea terá a responsabilidade de remarcar a ajustar sua viagem por completa até o destino final (no caso, Rio de Janeiro). Caso você compre separado e isso aconteça, você terá que fazer tudo sozinho e provavelmente terá que pagar pela remarcação, pois, nesse caso, a companhia não tem obrigação de auxiliar nem de remarcar. Melhor evitar esse estresse!

Uma outra vantagem de comprar o voo todo junto é que em todos os trechos você terá a franquia de bagagem internacional (2 malas de 32kg). Por exemplo, se você comprar separado um trecho interno nos EUA e não tiver a franquia de bagagem inclusa, terá que pagar à parte e sairá caro (trechos internos na Europa também não tem franquia de bagagem inclusa). Leve isso em consideração porque a economia comprando o trecho separado pode sair bem mais cara tendo que pagar a franquia de bagagem (além dos possíveis problemas na hora da conexão).

3. Programe sua viagem evitando futuras remarcações e tenha certeza das datas antes de comprar. Quando você precisa mudar os voos, todas remarcações possuem multa (em torno de 200 dólares), além da possibilidade de ter que pagar diferença de tarifa. Você pode se surpreender com o valor final (pode ser quase metade do valor da passagem que você comprou).

4. Fique sempre atento e consulte sua reserva sempre que possível até a viagem. As companhias aéreas podem mudar seu voo, horário e/ou data e não te avisar (!), pois por algum motivo pode não ter conseguido entrar em contato com você. Então, para evitar surpresas indesejadas, seja precavido e consulte seu voo via call center ou pelo site da própria companhia.

5. Nunca compre sua volta separada da sua ida ou vice-versa. As companhias aéreas possuem preço e desconto especiais para compra de passagem “round trip”, ou seja, ida e volta. Quando você pesquisa somente ida ou somente volta (one way), você vai descobrir que o valor é maior ou igual ao preço da “round trip”. Somente nas viagens com milhas ou pontos que o valor é o mesmo comprando trechos juntos ou separados. Caso você só tenha pontos/milhas para um trecho e precise pagar pelo outro, é recomendado que você deixe para usá-las em outra oportunidade em que seja o suficiente para todos os trechos.

IMG_0624

MINHA EXPERIÊNCIA:

Quando decidi que iria me dar de presente um mês de férias em Londres, entrei no site Decolar e fiquei monitorando os preços das passagens dos dias 01/10 até 31/10 e de 01/11 até 30/11. Quando percebi que o valor desse trecho no mês de Outubro tinha aumentado bastante, entrei em contato com a Sarah e pedi pra ela me auxiliar com as passagens para o mês de Novembro (o preço ainda estava bom). Ela verificou todos os preços para o período de um mês e fechamos a saída no dia 03/11 e a volta no dia 02/12 por 899,00 dólares mais as taxas (não lembro quanto saiu o preço final com a cotação do dólar na época). Esse foi o valor para os trechos Curitiba > São Paulo > Londres e Londres > São Paulo > Curitiba.

Foi tudo super tranquilo e, mais ou menos duas semanas antes da minha viagem, recebi um e-mail avisando que o trecho Curitiba > São Paulo tinha sofrido uma pequena alteração no horário (uma hora mais ou menos). No e-mail foi pedido que eu confirmasse o recebido e se estava tudo ok com a alteração. Não tive problema em nenhum dos trechos (tanto na ida quanto na volta) e confesso que, por ter comprado com agente, fiquei ainda mais tranquila porque sabia que se tivesse qualquer problema eu não teria que resolver tudo sozinha.

Como já disse no começo do post, super recomendo a Sarah Dianovsky. Além de excelente profissional ela é uma pessoa incrível (me ajudou a responder as perguntas de vocês, deu dicas e ainda se dispôs a responder mais perguntas sobre o assunto caso vocês tenham mais dúvidas). Quem quiser comprar passagens com ela pode entrar em contato por telefone (21) 3553-4005, Nextel (21) 7751-8410, por e-mail sarah.dianovsky@agentetamviagens.com.br ou pessoalmente na TAM Viagens do Shopping Downtown (Av. das Américas, 500 Bl 06, Loja117 – Barra da Tijuca).

Espero que tenham gostado do post e, caso tenham mais dúvidas sobre passagens, por favor deixe nos comentários que eu e a Sarah iremos responder.

O próximo assunto será Seguro de Viagens. Por favor, deixem suas dúvidas sobre o tema nos comentários para que eu possa produzir um conteúdo legal e ajudar vocês.

Para acompanhar o meu dia-a-dia é só me seguir no instagram ;)

Obrigada por tudo, pessoal!

xoxo

ps: Sah, muito obrigada pela ajuda! Você é incrível!

Youtube  Instagram ❤ Twitter ❤ Facebook ❤ Bloglovin’ ❤ Pinterest ❤ Tumblr ❤ Goodreads  Flickr

12. Nov. 2014

London on my iphone #1

Arquivado em: Diário de viagem, Londres

IMG_4587

Hoje faz exatamente uma semana e um dia que cheguei em Londres e, sinceramente, todos os dias quando acordo tenho impressão de que ainda estou sonhando hehe

O post de hoje vai ser um resuminho do que vivi por aqui nos últimos sete dias. Todas as fotos foram tiradas com o meu iPhone (estou usando o 5C) porque ainda não peguei a minha Canon pra clicar pela cidade (apesar dela estar comigo quase todos os dias na bolsa/mochila). Aliás, espero fazer isso nos próximos dias :)

melinwonderland1

1. Um pouco antes de viajar o Gui preparou panquecas para mim com framboesa e mirtilo *-* (ei, Gui! Já vai pensando no que você vai preparar quando eu voltar pra Curitiba hehe). 2. O céu estava assim quando saí de Curitiba para São Paulo e 3. Em São Paulo acabei encontrando com o Gui Cury e acabamos sentando juntos no avião; 4. O coração na janela do ônibus foi a primeira foto que tirei em Londres.

melinwonderland

Depois de deixar as malas e trocar de roupa, eu e o Tolga fomos passear por Londres (que nem no ano passado) e acabamos jantando em um restaurante turco (esqueci o nome do restaurante e do lugar).

melinwonderland3

Nem consigo explicar como me senti quando cheguei em Covent Garden. Lembrei tanto da primeira vez que estive lá :)

IMG_4735No dia em que cheguei, ainda não estavam acendendo as luzes de Natal da Oxford Street, mas estava linda mesmo assim.

IMG_4754

Minha primeira manhã no “meu quartinho britânico” que, mais uma vez, fica no telhado *-*

melinwonderland4

É claro que as minhas primeiras compras na Terra da Rainha foram…livros! :P

IMG_4827

Portinha verde menta :)

IMG_4835

No espelhinho do metrô como no ano passado hehe

melinwonderland5

Algumas coisas que vi na Urban Outfitters e que fiquei com vontade de comprar, mas não comprei :P

melinwonderland6

Alguns dos vários livros que vi na Waterstones e na Foyles. Pelo amor de Deus! O que é essa edição de A culpa é das estrelas? E esse journal da Jane Austen? *-* (cadê minhas libras infinitas? alguém viu?)

IMG_5101

Fiquei muito feliz quando encontrei o livro da minha amiga Socorro Acioli por aqui. Claro que comprei essa edição linda ;)

IMG_5002

Depois de ficar por horas passeando por livrarias, fui no Kahve Dünyasl encontrar com o Tolga e com alguns amigos também da Turquia: Sumeyye, Fatih e Çağrı.

IMG_5058

Essa foto foi só pra mostrar o meu primeiro pijama de frio com clima de Natal *-* Fiquei tão feliz! Sério, vocês não imaginam o quanto sonho em celebrar o Natal no Inverno (agora tive um gostinho de como é começar a entrar no clima).

Ainda tenho mais fotos da semana passada para mostrar aqui no blog, mas como o post está ficando muito grande e quero sair pra aproveitar a luz do dia, vou deixar para escrever a segunda parte de noite ;)

Espero que tenham gostado dos registros e tenham conseguido sentir como se estivessem passeando comigo por aqui. Todo dia estou postando fotos novas no instagram e logo logo tem Vlodon #2 no meu canal (torçam pra que a internet colabore hehe).

Obrigada por tudo, pessoal!

xoxo

ps: já assistiram o Vlondon #1?

Youtube  Instagram ❤ Twitter ❤ Facebook ❤ Bloglovin’ ❤ Pinterest ❤ Tumblr ❤ Goodreads  Flickr

03. Set. 2014

Passaporte e visto

Arquivado em: Diário de viagem

IMG_9127

Como disse aqui no blog, estou planejando uma viagem sozinha para Londres (dessa vez não farei intercâmbio) e, como sei que várias pessoas têm dúvidas sobre como organizar uma viagem internacional, resolvi fazer alguns posts respondendo questões e compartilhando a minha experiência.

Uma das primeiras coisas que a pessoa que está planejando uma viagem internacional precisa fazer é tirar o passaporte e verificar se é necessário ou não visto para entrar no país e é sobre isso que vou falar nesse post.

IMG_8553-2

O que é passaporte? Para que serve?

O passaporte é o documento necessário para fazer viagens internacionais. Nele há informações básicas para que possamos ser identificados em qualquer lugar do mundo. É como a nossa carteira de identidade, mas que funciona fora do Brasil.

Ao entrarmos em um país (por aeroportos, portos ou outras vias de acesso internacional) precisamos apresentar o passaporte. O fiscal irá verificar se está tudo em ordem (se ele não expirou, se você tem o visto – quando necessário – e se você não é um foragido, por exemplo) e irá carimbar autorizando a sua entrada no país.

Como tirar o passaporte?

O passaporte é emitido pela Polícia Federal então, para emitir o seu, é necessário preencher uma requisição, pagar a GRU (Guia de Recolhimento da União) e comparecer ao posto do DPF com toda a documentação exigida, com o comprovante de pagamento da GRU e com o protocolo da solicitação.

Site da DPF para requerer o passaporte: http://www.dpf.gov.br

Minha experiência:

Precisei tirar o meu passaporte em 2012 para ir para a Disney em Julho (awn!) e como estava com pressa, precisei ir para Ponta Grossa (Pr) para emitir o meu (não tinha horário nem data livre para agendar na época aqui em Curitiba). Preenchi o formulário online, paguei a GRU, fui em uma sexta-feira para apresentar os documentos, o comprovante, a solicitação e tirar a foto. Uma semana depois voltei para Ponta Grossa para retirar o meu passaporte lindo e maravilhoso e voltei para casa feliz.

IMG_9129

Dúvida da Lívia: “Como é o processo pra ter um passaporte? É um pra cada país ou um só pra todas as suas viagens internacionais?”

Como a primeira pergunta já foi respondida acima, vou focar só na segunda. O passaporte é um documento que tem o formato de “livrinho”. Depois das páginas com as suas informações (nome completo, nacionalidade, data de nascimento, número do passaporte, data de expedição/data de validade etc.) ele tem 26 páginas onde serão colocados os vistos e dados os carimbos autorizando a sua entrada e registrando a sua saída de cada país que você visitar.

Resumindo, o passaporte é um documento único, válido por 5 anos, que você apresentará cada vez que entrar em um país.

IMG_8913

O que é visto? Para que serve?

O visto é um documento emitido por um país, que permite que a pessoa entre legalmente em seu território por um determinado período e para determinada finalidade (existem diferentes tipos de vistos como para turismo e para trabalhar, por exemplo).

Não são todos os países que exigem que, além do passaporte, a pessoa tenha o visto, por isso é bom pesquisar se o país que você pretende ir exige ou não. Por exemplo, quando fui para os Estados Unidos passar 15 dias em 2012, precisei do visto. Já, quando fui para Londres e Paris passar 40 dias, não precisei do visto (alguns países da Europa não exigem visto para brasileiros que ficarão até 90 dias em seu território).

Como conseguir o visto?

Para conseguir o visto é necessário agendar uma entrevista na embaixada ou no consulado do país que você deseja visitar. No site http://www.consulados.com.br é possível pesquisar em que cidades do Brasil estão localizados os consulados e quais podem ou não emitir o visto (alguns são apenas para assistência de cidadãos estrangeiros que moram ou estão em território brasileiro).

A documentação exigida varia de acordo com o país, por isso é importante ler com cuidado todas as informações no site do consulado ou da embaixada do seu país de destino.

Minha experiência:

Como disse acima, para ir para Londres/Paris não precisei de visto e, como irei passar apenas um mês dessa vez, não precisarei novamente. No momento, a única experiência que tive para conseguir visto foi em 2012, quando fui para os Estados Unidos. Para isso, agendei um horário no Consulado Geral dos Estados Unidos da América no Rio de Janeiro (optei pelo Rio de Janeiro pelas datas disponíveis e facilidade de hospedagem), comprei as passagens para o Rio e separei todos os documentos necessários (inclusive um formulário com muitas perguntas respondidas disponibilizado pelo consulado).

Cheguei bem cedo no Consulado (assim que abriu) e segui todas as orientações dadas. Não vou conseguir relatar detalhes da minha experiência porque já faz mais de 2 anos, mas posso dizer que foi bem tranquilo e a entrevista foi toda em Português. No final, deixei meu passaporte no Consulado e já deixei pago o envio por sedex para a minha casa (ao contrário do passaporte, não precisei buscar pessoalmente). Não lembro o tempo que levou (acho que duas semanas), mas o passaporte chegou direitinho aqui em casa com o visto colado nele.

Editado: desde 2012, para conseguir o visto americano, algumas coisinhas mudaram e a blogueira Nary fez um post bem legal contando sobre a sua experiência.

Duas dicas que posso dar são: 1) Leve também os documentos não obrigatórios, pois isso pode te ajudar a ficar mais calmo 2) Não fique nervoso! Você não está fazendo nada de errado, não é foragido (né?) e está com os documentos certos (e em dia) e está indo com um objetivo claro (seja para turistar, estudar, trabalhar ou morar).

IMG_9124

Hoje é dia 03 de Setembro de 2014 e isso significa que faltam exatamente 2 meses para eu entrar no avião com destino a Londres e, por isso, posts sobre viagem serão oficialmente mais frequentes por aqui hehe O próximo será sobre as passagens aéreas. Caso alguém tenha alguma dúvida, por favor, sinta-se à vontade para deixá-la nos comentários que ficarei feliz em tentar ajudar.

Espero que esse post tenha sido útil e esclarecido as dúvidas de vocês. Caso tenha surgido alguma outra, por favor deixe nos comentários que, se eu souber como responder, editarei o post com a resposta.

Obrigada por tudo, pessoal!

xoxo

Youtube  Instagram ❤ Twitter ❤ Facebook ❤ Bloglovin’ ❤ Pinterest ❤ Tumblr ❤ Goodreads  Flickr