Look at me

Posts na categoria Look at me

17. Jul. 2014

I want to buy you flowers

Arquivado em: Look at me

Cardigã: Renner | Vestido: Forever 21 (SP) | Botinha bailarina: Tutu Sapatilhas | Bolsa: Forever 21 (NY) | Chapéu: Forever 21 (NY) | Óculos: Oasap | Colar: Renner | Anel: Cat Club | Meia calça Poá: Puket | Esmalte: Downtown Red (Maybelline) | Batom: Russian Red (M.A.C)

Em junho passei um pouco mais de uma semana em São Paulo e aproveitei para conhecer a Forever 21. Lá percebi que ainda sou apaixonada por estampa floral e acabei comprando três vestidos lindos *-* Esse é um deles. Ele é bem verão (é decotado nas costas e é sem mangas), mas isso não me impede de usá-lo no outono e no inverno hehe (claro que devidamente aquecida). Estou tão feliz pelo friozinho finalmente ter chegado por aqui :)

Agora que tenho essa botinha bailarina vou poder variar um pouco com o meu coturno que já apareceu trocentas vezes por aqui hehe

Obrigada por tudo, pessoal!

xoxo

Youtube  Instagram ❤ Twitter ❤ Facebook ❤ Bloglovin’ ❤ Pinterest ❤ Tumblr ❤ Goodreads  Flickr

16. Jul. 2014

Look Book: It (Alexa Chung)

As fotos desse post foram tiradas há exatamente dois meses e 1 dia, ou seja, não era inverno ainda (por isso estou tranquila com essa roupa nada quentinha hehe). Não sei se vocês lembram, mas há muito tempo eu resolvi criar uma “categoria” (na verdade é uma junção de categorias) chamada “Look Book” onde eu postaria uma resenha de livro e um look ao mesmo tempo. Estava com saudade de fazer isso então aproveitei o livro It da Alexa Chung para fotografar junto com um look.

It é um livro escrito pela modelo britânica Alexa Chung onde ela conta, de uma forma bem interessante e diferente, coisas aleatórias que a fazem ser quem ela é. Desde referências de cinema, moda…e música até desilusões amorosas.

Entre os textos, o livro é ilustrado com fotos de bandas, cenas de filmes, modelos etc. além de fotos e desenhos feitos pela própria Alexa Chung. Aqui já quero fazer uma observação: adorei todas as fotos que não foram tiradas pela Alexa (sou fã de muitas dessas referências que aparecem no livro). Já as dela, me passaram uma sensação de vazio. Não sem bem explicar o que quero dizer, mas elas me pareceram algo forçado para parecer legal (não todas, mas boa parte delas).

Quando vi esse livro decidi que queria comprá-lo por dois motivos: O primeiro é que ele esteticamente é muito lindo. A capa é de tecido rosa (amo a sensação de segurar ele) e tem uma textura incrível (dá até vontade de passar a unha pra fazer barulhinho hehe). As páginas também tem uma textura interessante e as fotos são foscas e acho que isso deu um toque especial.

O segundo motivo é que já fazia tempo que queria conhecer “de verdade” a famosa Alexa Chung. Sei que poderia muito bem ter pesquisado sobre ela na internet, mas, apesar de amar (e viver da) internet, sempre que há a opção, prefiro ler livros para saber mais sobre algo que me interessa. E nesse caso, foi muito mais interessante saber mais sobre a Alexa Chung por ela mesma do que por matérias feitas sobre ela.

A sensação que tive ao ler o livro é de estar lendo o diário da Alexa Chung, mas não como se estivesse fazendo algo errado, sabe? Era como se eu estivesse lendo um diário feito especialmente para ser lido por outras pessoas, e não que a dona tivesse escrito para desabafar e/ou guardar lembranças. E realmente acho que foi escrito dessa forma: para que o mundo conhecesse a Alexa Chung por ela mesma, não só pelo que dizem sobre ela.

Infelizmente me decepcionei com a Alexa que conheci. Embora goste de muitas das suas referências (pelo menos das citadas no livro),  algumas das suas atitudes me incomodaram e me fizeram pensar “nossa, eu teria vergonha de compartilhar isso”, como por exemplo o fato de que para ela é essencial ter várias jaquetas de couro mesmo que não se note a diferença entre elas (apenas pela etiqueta). E logo abaixo desse parágrafo há uma foto da sua arara de jaquetas de couro.

Mas, independente disso, não me arrependi de ter comprado, nem das duas horas que passei lendo o livro (e vendo as fotos). Achei o formato dele inspirador (a ideia dele) e adorei ter vários ícones de diferentes áreas que admiro em um único livro. Foi uma experiência interessante e, agora que já li, posso ignorar as partes que me incomodaram e ficar só com as legais.

Jaqueta: Renner | Camisa: Cat Club | Saia: Renner | Bolsa: Kipling | Sapatilha: Tutu | Colar: Renner | Pulseira: feita por mim | Brincos: Forever 21 (Paris) | Esmalte: Preto Fosco (Risqué) | Batom: Plumful (M.A.C)

Como disse nesse post, comprei o meu exemplar pelo Book Depository e, para olhar o preço e comprar, é só clicar no link.

E aí, quem já leu? O que achou?

Obrigada por tudo, pessoal!

xoxo

Youtube  Instagram ❤ Twitter ❤ Facebook ❤ Bloglovin’ ❤ Pinterest ❤ Tumblr ❤ Goodreads  Flickr

08. Jul. 2014

4 bolsas, 4 vestidos

Arquivado em: Look at me

Quem acompanha o blog da Kipling já deve ter visto o post da Nat sobre a Snapshot Summer, coleção linda que chegou às lojas essa semana. Ela tem quatro bolsas em três cores maravilhosas: Agua Perfo, White Perfo e Black Perfo (quem ainda não viu o post pode clicar aqui e ler todos os detalhes).

Fui ver a coleção pessoalmente (amei, claro!) e aproveitei que a minha amiga Sharon Eve Smith estava por Curitiba para fotografar quatro looks com vestidos com cada uma das bolsas:

Sabin SS

Vestido: Zara | Sapatilha: Tutu

Delphin N SS

Vestido: She Inside (já apareceu aqui) | Sapatilha: Tutu

Jaimie SS

Vestido: She Inside | Sapatilha: Tutu

Roslin SS

Vestido: Forever 21 (Brasil) | Sapatilha: Tutu

Eu me encantei por todas as bolsas, mas a minha queridinha é a Roslin SS (amo bolsas “grandinhas”). E a sua?

Obrigada por tudo, pessoal!

xoxo

Youtube  Instagram ❤ Twitter ❤ Facebook ❤ Bloglovin’ ❤ Pinterest ❤ Tumblr ❤ Goodreads  Flickr