ortorexia

Posts na tag ortorexia

19. Out. 2011

Falando de…corpo perfeito e transtornos alimentares!

Arquivado em: Dicas, Falando de...

A ideia de falar sobre isso surgiu quando eu percebi que muitas pessoas perguntavam no formspring sobre a minha alimentação, meu peso, minha rotina de alimentação-exercícios e essas coisas. Muitas garotas (de diferentes idades pelo que eu percebi) me pediram conselhos do que fazer para emagrecer e melhorar a autoestima.

Tomei coragem e decidi contar um pouco sobre a minha relação com o meu corpo pra vocês.

Um dia me disseram que eu pareço ser feliz e satisfeita com o corpo que tenho, mas a verdade é que durante muito tempo eu vivi numa batalha constante tentando me convencer de que eu não sou gorda (ok, confesso que ainda sofro um pouquinho com isso). Não, eu não tenho/tive anorexia ou bulimia (daqui a pouco vou falar sobre transtornos alimentares), mas volta e meia sofria quando me olhava no espelho e começava a encontrar lugares em que eu poderia emagrecer mais.

Certo dia eu me olhei no espelho, dei um grito (!!!) e comecei a chorar porque eu estava me sentindo horrível e não tinha dinheiro para pagar uma academia. Isso foi há mais ou menos 2 anos e o meu irmão, quando me viu, falou “Para de chorar, eu vou pagar a sua academia, tá bom?”. Ele falou isso na sexta e na segunda lá estava eu! Conversei com o instrutor, falei que queria emagrecer pelo menos 8kg (tenho 1,69 e estava pesando 67kg na época) e comecei a treinar. Não faltei um dia durante 1 ano e 2 meses. Fazia todos os exercícios que o instrutor mandava, corria na esteira (na verdade eu só comecei a correr depois de uns 8 meses, quando eu percebi que fazendo esteira eu conseguia mudar meu peso na balança) e fazia aulas de  jump. Com essa nova rotina de exercícios a minha ansiedade diminuiu e eu passei a comer menos “porcarias” (mas ainda não tinha adquirido hábitos alimentares realmente saudáveis).

Em dezembro do ano passado (depois de 1 ano e 1 mês de academia) eu cheguei aos 59kg, que era o que eu queria. Fiquei feliz, mas ainda não estava satisfeita e decidi que iria perder mais 2kg (fui a uma endocrinologista que disse que o peso mínimo que eu tinha que ter era 57kg, abaixo disso já não seria saudável). Porém, não cheguei a alcançar essa minha meta, pois no começo desse ano eu parei de ir à academia ($), minha ansiedade voltou e o peso aumentou. Agora eu consegui (finalmente!) colocar na minha cabeça que ter um corpo perfeito não é ser super magra e sim ter um corpo saudável e gostar dele. Para conseguir isso é importante ter hábitos saudáveis: tanto alimentares quanto de exercícios. Há mais ou menos um mês decidi lutar contra a minha frescura alimentar e reeducar meu paladar para apreciar legumes e vegetais e tenho sido bem sucedida nessa luta :D Voltei a fazer exercícios e isso fez com que a minha ansiedade diminuísse, fazendo com que eu me sentisse melhor, mais saudável.

Meu objetivo com esse post é mostrar para vocês que buscar ter um corpo saudável é muito bom. Depois que você começar a se alimentar melhor e a praticar exercícios você vai passar a se amar mais, a ser mais feliz, confiante…Não estou dizendo que a magreza que traz a felicidade e sim que o corpo saudável traz!

Infelizmente vivemos em um mundo que ainda super valoriza a magreza, mostrando mulheres magérrimas em capas de revistas, com roupas lindas dando a impressão de que só é possível ser feliz se você for extremamente magra. Até o facebook resolveu contribuir para isso com anúncios ridículos como “Ivete Sangalo emagreceu trocentos quilos de um jeito fácil, clique aqui para aprender”.

Essa pressão para ser magra a qualquer custo acaba fazendo com que o número de pessoas (não especifiquei o gênero feminino porque homens também sofrem com isso) que sofrem com transtornos alimentares aumente cada dia mais. Muitos de vocês já devem saber um pouco sobre esses transtornos, mas eu vou falar aqui para os que não sabem:

*Anorexia Nervosa:  é caracterizada pela perda de peso intensa e intencional por meio de  dietas extremamente rigorosas. A pessoa busca a magreza de uma forma “obsessiva” chegando a negar a sua fome. Por mais que digam a ela que está magra, a pessoa não enxerga isso, pois a sua imagem corporal é distorcida. Esse vídeo aqui mostra bem como a pessoa anoréxica se vê.

*Bulimia Nervosa: diferente da anorexia nervosa, a pessoa não nega a sua fome, pelo contrário, ingere uma grande quantidade de alimento de forma descontrolada, tendo a sensação de perda de controle (por exemplo, senta no sofá e come quatro caixas de bombom mesmo sem estar com tanta fome). Apesar de comer compulsivamente, a preocupação excessiva com o peso e com a sua imagem corporal fazem com que o bulímico passe a encontrar formas de compensar a comilança como o vômito induzido, uso de medicamentos (laxantes, diuréticos e inibidores de apetite), dietas (por exemplo, come muito e depois fica um bom tempo sem comer) e exercícios físicos (come, come, come, come e depois passa horas, horas e horas fazendo exercícios para aliviar a culpa).

*Ortorexia Nervosa: nesse caso, a preocupação não está na quantidade de alimentos ou no peso corporal e sim com a qualidade dos alimentos consumidos. A pessoa passa a ter uma preocupação exagerada com a sua saúde, “cuidando” descontroladamente daquilo que irá consumir. Como considera a sua conduta saudável, a pessoa dificulta o diagnóstico do seu transtorno.

Além dos transtornos alimentares há também um distúrbio que tem sido muito pesquisado:

*Vigorexia: esse é um distúrbio da imagem corporal em que a pessoa tem a preocupação de não ser suficientemente forte/musculoso em todas as partes do corpo. Isso faz com que ela passe tempo demais na academia fazendo exercícios para ganhar massa (sem fazer exercícios aeróbicos por temer perder massa), pois mesmo apresentando a musculatura desenvolvida acima da média se descreve e se enxerga como “fraco e pequeno”.

Se você por acaso se identificou com algum desses transtornos (ou identificou algum amigo/parente) é importante procurar ajuda médica e psicológica, pois são coisas sérias com riscos gravíssimos.

Antes de terminar o post vou dar umas dicas para ajudar nessa busca do “corpo perfeito” (corpo saudável):

  • Se a sua alimentação não é boa, independente de você ser magra ou estar feliz com as características físicas do seu corpo, marque um horário com uma nutricionista!
  • Beba água, muita água! Pelo menos 2 litros por dia. Eu sei que é difícil, mas a água é extremamente importante para o bom funcionamento do seu organismo. Para saber se você bebeu a quantidade “mínima” eu recomendo que você compre uma garrafinha de 510ml e fique sempre com ela. Acabou a água é só encher. Faça isso pelo menos 4 vezes por dia ;)
  • Não passe fome!!!! Se você ficar muito tempo sem comer o organismo começa a armazenar gordura para tentar funcionar adequadamente!
  • Frutas são sempre uma boa ideia (: Dizem que é importante comer de 3 em 3 horas então entre as refeições troque o pacote de bolacha recheada por uma (ou mais de uma) fruta.
  • Seja amigo dos vegetais e  dos legumes. Sem eles o seu intestino não vai funcionar e isso não é nada agradável!
  • Não seja tão amigo (se possível, nem seja amigo) das frituras! Prefira alimentos assados :)
  • Não deixe de comer aquele cupcake ou aquele chocolate se você estiver com vontade. Apenas coma com moderação!
  • Exercícios físicos são extremamente importantes para o bem estar físico e mental. Se você não está com dinheiro para ir a academia ou simplesmente não gosta do “clima de academia” arranje um jeito de se exercitar, seja correndo em um parque, na rua ou usando aquela esteira que está abandonada em algum cômodo da sua casa! Uma ideia legal é chamar amigos para jogar vôlei, tênis ou até mesmo bets, mas essa prática tem que ser frequente e não uma vez a cada 2 meses :P Lembrei agora que uma professora comentou que foi ao médico para melhorar os hábitos alimentares e emagrecer e ele disse “tem que fazer exercícios TODOS os dias”. Minha professora perguntou “TODOS os dias, doutor?” e ele “Você não come todos os dias? Então, tem que fazer exercícios todos os dias”. Claro que isso não quer dizer fazer duas horas de exercícios diariamente, mas pelo menos 30 minutos de caminhada ;)
Essas foram as dicas que eu lembrei enquanto escrevia o post. Se vocês lembrarem de mais alguma, coloquem nos comentários, por favor, que eu coloco aqui no post com os devidos créditos :)

Acho que esse foi um dos posts em que eu mais escrevi, né? Mesmo tendo falado tanto eu sinto que ainda falta muito a dizer sobre o assunto.

Eu ainda não posso dizer que tenho o corpo saudável, ainda falta muito o que melhorar na minha alimentação (por isso pensei em fazer um “diário” aqui no blog contando da minha experiência com os novos alimentos), mas estou chegando lá e cada dia mais confiante!

Espero que esse post tenha ajudado :)

xoxo