resenha

Posts na tag resenha

11. Mar. 2014

For the love of books (Françoize Boucher)

Arquivado em: Livros são amor

IMG_4667

Resolvi começar essa resenha com essa foto porque no domingo postei essa página no meu instagram (@melinwonderland) e muitas pessoas ficaram curiosas para saber de qual livro era.

For the love of books – a book lover’s'guide for those who don’t much like to read é um livro para se ler em uma hora (ou menos), relaxar e dar risada. Vocês vão ver pelas fotos abaixo que ele tem uma cara de livro de criança, mas não se desanime porque já na capa tem a observação “for children and adults” (para crianças e adultos), ou seja, mesmo não sendo mais criança você com certeza dará boas risadas.

Ao abrir o livro, conhecemos o famoso Mark Page que eu não tive coragem de descolar para usar como marcador, claro hehe eu tenho mania de querer deixar as coisas “certinhas” como elas vieram (aí está a minha dificuldade com o Wreck this Journal).

(um livro pode te ajudar se alguém entrar no seu quarto quando você estiver completamente nu)

As páginas são preenchidas com frases engraçadas escritas em letras grandes e pequenas (como na foto acima) e ilustrações com um toque bem infantil. Ah, só tem quatro cores no livro: branco (das páginas), preto, laranja e azul.

(lembrei do BMO hehe)

(graças aos livros você sempre poderá sonhar)

A ideia desse livro é mostrar ao leitor de uma forma divertida (e até mesmo fantasiosa) as vantagens de ler e amar livros (como as que aparecem nas fotos acima).

O livro é originalmente francês (Le livre qui fait aimer les livres même à ceux qui n’aiment pas lire!) e o inglês dele é de nível fácil então é ótimo para quem está começando a se aventurar com os livros nesse idioma.

Guardo dentro do livro o cartão da livraria onde comprei ele :)

ISBN: 9783791371542 Editora: Prestel Páginas: 112 Nota: 4/5 Nível de inglês: fácil

E aí, alguém já leu? O que achou?

Obrigada por tudo, pessoal!

xoxo

Youtube  Instagram ❤ Twitter ❤ Facebook ❤ Bloglovin’ ❤ Pinterest ❤ Tumblr ❤ Goodreads  Flickr

22. Jan. 2014

Eu me chamo Antônio (Pedro Gabriel)

Arquivado em: Livros são amor

Conheci o trabalho desse autor graças à minha amiga Dani Faria, que compartilhava postagens dele no Facebook. Gostei logo de cara.

Não é fácil escrever poesia sem cair no exagero. Muitas vezes, a pessoa se empolga e acaba deixando a coisa toda muito “açucarada”, meio piegas. Pedro, não: ele mantém o equilíbrio e cria algo comovente, sem apelações.

Metáforas, trocadilhos e um belíssimo trabalho de tipografia, em que letras e desenhos mantêm uma grande harmonia, como se estivessem dançando, ajudam a tornar seu trabalho digno da multidão que conseguiu conquistar – e com a qual ele mantém contato em sua fan page.

Pedro tem o curioso hábito de escrever poemas em guardanapos do tradicional Café Lamas (um bar do Rio de Janeiro) e deixá-los sobre a mesa de pessoas com as quais queria interagir, sempre com a assinatura “eu me chamo Antônio” (o segundo nome do autor).

Não vou falar muito mais sobre o trabalho em si, para não estragar… Só adianto que é difícil não parar em cada página para tentar, digamos, absorver a poesia. Dito isso, prefiro deixar que vocês vivenciem a experiência com a maior autonomia possível.

O livro está muito bem editado, e o projeto gráfico conseguiu traduzir muito bem o espírito da obra de Pedro/Antônio, com os guardanapos fotografados em ambientes que têm tudo a ver com a mensagem escrita. Fiquei muito feliz quando soube que iam lançar essa compilação, e ainda mais feliz quando a editora Intrínseca nos mandou um exemplar!

Recomendo fortemente!

ISNB 9788580574357 Editora Intrínseca Nota 5/5 Páginas 191

Obrigado pela atenção, e até a próxima! :D

Quem quiser me acompanhar em outras redes: Twitter ✎ Facebook ✎ Instagram ✎ Tumblr

Quem quiser acompanhar o A Series of SerendipityTwitter ❤ Fanpage ❤ Instagram ❤ Youtube

08. Out. 2013

Testados: No-Frizz e Detox (The beauty box)

Arquivado em: Beleza

melinasouza

Recebi uma almofada cheia de produtos da The Beauty Box há um pouco mais de uma semana falei no instagram que depois iria contar pra vocês o que achei.

@melinwonderland

Desde que fui convidada pela marca para conhecer a loja em São Paulo (mas não pude ir porque foi no mesmo dia do evento Sempre um Papo em Recife) estava louca para conhecer seus produtos então fiquei bem feliz quando recebi essa almofada na Caixa Postal. Pra quem ainda não conhece, a The Beauty Box faz parte do grupo O Boticário e, além de vender produtos de várias marcas como Nina Ricci, ShiSeido, Carolina Herrera, Maybelline, Lolita Lempicka, Quem disse Berenice? etc. tem também uma linha de produtos próprios.

Shampoo No Frizz 300ml e Condicionador No Frizz 300ml

É claro que essa linha deles já me conquistou pela embalagem, né? Muito amor! A embalagem da linha No-Frizz diz que ela deixa os cabelos lisos mais retinhos (como se tivesse um pesinho nas pontas) e também ajuda quem tem cabelo cacheado e que fazer escova ou chapinha. Além de ter amado a embalagem (claro), amei o shampoo e o condicionador. Além do cheirinho maravilhoso (buquê de íris e jasmin) meu cabelo ficou ótimo com eles. Eu sempre tive o costume de ficar revezando os shampoos, mas desde que comecei a usar eles ficou difícil querer passar outro. Ah, na primeira vez que usei eu estranhei um pouco a consistência do condicionador (ele parece mais um creme) e fiquei com medo do meu cabelo ficar oleoso, mas isso não aconteceu :)

Shampoo Detox 300ml

Um produto pra cabelos que eu me desespero quando está acabando e não encontro pra comprar é o anti-resíduo. Já faz um tempo que estou procurando um pra substituir o meu antigo (ele saiu de linha) e eu simplesmente adorei esse desde o cheirinho (Sobert de chá verde) e a embalagem e, principalmente, como o meu cabelo ficou depois que usei. Meu cabelo ficou limpinho (amo a sensação pós anti-resíduo!) e não ficou nem um pouco ressecado (depois de passar ele, eu usei o condicionador No-Frizz da metade pra baixo).

Super aprovei a linha No-Frizz e o Detox e me animei para experimentar mais produtos da marca :)

mel09

Recebi também o produto Shiny (ativador de brilho), mas ainda não testei porque quase não estou parando (quem aí apertou o botãozinho de “acelerar” na minha vida? Tá tenso haha) e morro de medo do meu cabelo ficar oleoso quando estou fora de casa. Assim que conseguir testar conto pra vocês o que achei, tá?

E aí, alguém já usou um desses produtos? Se quiser compartilhar a opinião nos comentários vou ficar feliz em ler!

Obrigada por tudo, pessoal!

xoxo

Quem quiser acompanhar o A Series of Serendipity é só seguir: Twitter ❤ Fanpage ❤ Instagram ❤ Youtube