sophie kinsella

Posts na tag sophie kinsella

10. Ago. 2015

Finding Audrey (Sophie Kinsella)

Arquivado em: Livros são amor

melina souza

Quem me acompanha pelo instagram (@melinwonderland) ou pelo snapchat (serendipitymel) já sabia que estava lendo o livro novo da Sophie Kinsella: Finding Audrey. Desde que fiquei sabendo da existência desse livro no Mochilão da Record fiquei louca pra ler e nem acreditei quando a Saraiva me mandou essa prova de leitura em inglês (já tinha mostrado ela aqui).

melina souza

Semana passada (ou retrasada, não lembro) recebi a edição brasileira que recebeu o título À procura de Audrey e foi lançada pela Galera Record. Amei o cuidado que a editora teve com a edição. Manteve a capa original (linda) e também é daquele material “macio”, sabe? As diferenças que tornaram a edição mais amor ainda são o verniz localizado (amo) e a arte que tem na quarta capa (me encantei com os copinhos):

melina souza

Como não se apaixonar, né? As cores, a arte, os detalhes…tudo muito amor!

melina souza

Ok, agora que já falei da edição deixa eu contar um pouquinho da história ~sem spoilers~ (óbvio!). Audrey é uma garota de 14 anos que após sofrer bullying na escola precisou se afastar não só do ambiente escolar, mas também do contato com qualquer outra pessoa que não fosse de sua família. Passou a usar óculos escuro até em ambiente fechados como escudo para se proteger, evitar ambientes públicos (como Starbucks), contato com outras pessoas e  começou a fazer terapia.

Já nos primeiros capítulos conhecemos sua mãe, superpreocupada, Frank, seu irmão viciado em LOC (um jogo online), seu pai e seu irmão mais novo. Sua família está passando por um momento complicado porque sua mãe está horrorizada com a quantidade de horas que Frank fica jogando e decide que precisa colocar limite no filho. Por causa do jogo, Audrey conhece Linus, membro da equipe de Frank, um garoto fofo que tenta se aproximar dela.

melina souza

Apesar do livro falar sobre um transtornos sérios, é uma leitura leve, rápida, envolvente e apaixonante. Me apeguei a alguns personagens (principalmente pelo Linus) e assim que li a última página comecei a sentir saudade e a desejar uma continuação (embora não precise, pois a história finalizou bem).

Senti falta de uma explicação mais profunda sobre o bullying e como isso desencadeou os transtornos de Audrey, mas tirando isso achei o livro ótimo! Amo quando os autores abordam temas assim, pois acho que é uma forma ótima de educar a população a entender melhor as pessoas e como agir com elas. Aliás, sou a favor de uma disciplina que aborde esses assuntos já na época da escola para que as pessoas lidem melhor umas com as outras e saibam como agir em situações de crise.

Apesar dos transtornos serem citados na orelha do livro, preferi não falar quais são em respeito as pessoas que não têm o costume de ler a orelha (eu prefiro não ler para ter o mínimo de informação possível hehe).

melina souza

Esse foi o primeiro livro Jovem Adulto da Sophie Kinsella e eu espero de coração que ela queira lançar mais títulos para esse público, mas sem abandonar os chick lits, é claro!

melina souza

melina souza

melina souza

melina souza

Gostei muito da diagramação tanto da edição brasileira quanto da prova em inglês. Falando nisso, achei o inglês do livro bem tranquilo de entender.

melina souza

melina souza

melina souza

Quem aí já leu ou se animou pra ler? O que achou? Vou adorar saber aqui nos comentários, mas toma cuidado com os spoilers, por favor (sinaliza nos comentários se for contar algum) :)

Obrigada por tudo, pessoal!

xoxo

Youtube  Instagram ❤ Twitter ❤ Facebook ❤ Bloglovin’ ❤ Pinterest ❤ Tumblr ❤ Goodreads  Flickr

10. Jul. 2014

Lembra de mim? (Sophie Kinsella)

Arquivado em: Livros são amor

Há alguns meses (ok, faz mais de um ano hehe) fiz um post falando que a Sophie Kinsella é uma das minhas escritoras favoritas. Naquela época só tinha lido dois livros dela e hoje, depois de ler mais cinco títulos ela continua entre as minhas queridinhas (ainda mais depois de Lembra de mim?).

Lexi Smart, após um pequeno (ou não) acidente acorda em um hospital. Sua última lembrança é que aquele era (ou pelo menos deveria ser) o dia do enterro de seu pai e que, na noite anterior, ela tinha saído com as suas amigas do trabalho para comemorar o bonus que elas receberam e acabou batendo a cabeça. Ao acordar, se desespera ao perceber que está na ala particular do hospital, afinal não tem como pagar isso com o seu salário de funcionária da Deller Carpets. Quando pede para a enfermeira a sua bolsa, recebe uma bolsa de marca caríssima. Certa de que aquela não é a sua bolsa se assusta ao ver que seus documentos estão nela. Tudo está muito esquisito, mas o choque é ainda maior quando ela se olha no espelho e percebe que não tem mais aquela aparência desleixada que tinha há um dia. Agora ela está com um corpo lindo, sorriso perfeito e cabelo maravilhoso.

O ano é 2007 e a última lembrança de Lexi é de uma noite em 2004 (a véspera do enterro de seu pai). Ela esqueceu completamente o que aconteceu durante três anos de sua vida e não sabe como ficou bem sucedida, nem o que a fez se apaixonar pelo marido (outra notícia chocante para Lexi: agora ela é casada).

Parece que Lexi acordou em uma vida perfeita com tudo que sonhava: bem sucedida no trabalho, com um marido lindo e um corpo bonito e saudável. Tinha tudo pra ser feliz…ou não! O problema é que agora é a Lexi de 2004, uma garota mais humana e simples, que está no corpo da nova Lexi, uma mulher cujo apelido é “cobra”, ou seja, bem diferente da Lexi de 3 anos atrás.

Durante o livro Lexi vai tentando descobrir o que ela fez durante esses três anos e o que aconteceu com aquela Lexi de 2004. Tudo isso de um jeito divertido e envolvente, no melhor estilo Sophie Kinsella.

O livro me prendeu de uma forma que não devorá-lo parecia não ser uma opção (e não era mesmo!). A cada capítulo queria saber logo o que iria acontecer e como essa história iria terminar. Simplesmente adorei a Lexi e amei a forma com que a Sophie desenvolveu a história.

O único ponto que realmente me incomodou foi a forma com que a família dela (sua mãe e irmã) reagiram à sua perda de memória. Duas personagens extremamente irritantes e que não estavam se preocupando a Lexi.

Já tinha esse livro desde Julho de 2013 na minha estante, mas a edição era econômica e eu ~realmente~ tenho problemas para ler edições econômicas. Fiquei procurando a edição comercial pelas livrarias e, quando achei, comprei na mesma hora e comecei a ler no mesmo dia.

Essa edição é muito amor. As páginas são brancas, mas tirando isso tudo é lindo (incluindo margem, tamanho da fonte etc.) e tem corações dourados na capa e na quarta capa *-*

ISBN: 9788501081674 | Editora: Record | Páginas: 400 | Nota: 5/5 (favorito)

Lembra de mim? É, sem dúvida, um dos meus favoritos da Sophie e super recomendo para quem gosta de chick-lit e quer conhecer a autora.

E aí, quem já leu?

Obrigada por tudo, pessoal!

xoxo

Youtube  Instagram ❤ Twitter ❤ Facebook ❤ Bloglovin’ ❤ Pinterest ❤ Tumblr ❤ Goodreads  Flickr