texto

Posts na tag texto

11. Nov. 2013

Como escrever melhor

Arquivado em: Aleatoriedades

Posso não ser o melhor redator do mundo, mas com o passar do tempo comecei a ter mais facilidade para traduzir ideias sob a forma de palavras, e quero passar pra vocês um pouco do que aprendi até agora.

Ano passado, enquanto procurava livros sobre redação, encontrei o excelente Make Every Word Count (algo como "Faça cada palavra contar"), do Gary Provost, que defende a seguinte ideia: em um bom texto, seja ele de ficção ou não, cada palavra deve cumprir seu papel.

Ainda estou estudando esse livro, mas posso adiantar diversas ideias do autor que têm me ajudado muito (e, imagino, vão ajudar vocês também, quando precisarem escrever):

Mostre ao leitor que você está "do lado dele": Se você passar a impressão de que não se importa com seu leitor, ele provavelmente não vai se dar ao trabalho de ler o seu texto, e, mesmo que leia (por obrigação), talvez, não vai gostar. Agora, se você mostrar que quer fazer algo por ele (informar, divertir, propor uma reflexão), a conversa vai ser outra...

Cada combinação de palavras afeta a ideia inicial de alguma maneira: Existem infindáveis maneiras de dizer a mesma coisa; você pode dizer a mesma coisa de diversas maneiras; é possível dizer a mesma coisa de diversas maneiras... (hehehe) E cada maneira que você escolhe vai afetar a ideia inicial. Por isso, escolha com sabedoria!

Evite "verbosidade": Colocar verbos demais pode cansar o leitor, que vai querer lagar o texto assim que tiver a chance de fazer isso, e mandar você passear... Viram que frase chata?

Quanto menos palavras, maior o impacto: Frases muito longas tendem a diminuir o interesse do leitor. Além disso, se você conseguir sintetizar suas ideias, elas terão um impacto maior; caso contrário, a "força" delas diminui a cada palavra;

Precisão, não tamanho: Expressar uma ideia com clareza e em poucas palavras exige habilidade – e pode impressionar o leitor;

E aí, o que acharam? Gostaram? Não? Deixem suas opiniões nos comentários – se quiserem, teremos mais posts como esse ;)

--

Quem quiser me acompanhar em outras redes: Twitter ✎ Facebook ✎ Instagram

Quem quiser acompanhar o A Series of SerendipityTwitter ❤ Fanpage ❤ Instagram ❤ Youtube

29. Jul. 2013

Marina Menina Bailarina

Arquivado em: Aleatoriedades

Por amar demais ela se esqueceu de seu amor próprio; como um espelho inverso, refletia o mundo ao invés de si. Talvez a vida não lhe tenha dado bom exemplo, não lhe dera justiça ou trégua, mas afinal para quem daria?!

Marina, menina bonita, não sabia mais ser só. Sabia que podia mais, mas se dividia em três ou quatro até não sobrar nenhum pedaço. Carregava em seu peito sentimentos que encontrava pelo caminho, até a esgotar e ter de deixar alguns para trás. Marina bailarina, sempre soube se equilibrar, seus passos firmes e seus movimentos leves a ensinaram a caminhar, mas mentia sem querer, se abria sem poder, caía e não sabia se reerguer. Sua leveza, assim, de nada valia. E quem sabe o mundo dessa menina precisava apenas de uma mão amiga. E quem saberia que essa mão seria a minha? Das poucas migalhas que dela restaram, pode-se refazer um humilde pedaço de seu coração. Mas afinal, para recomeçar devemos deixar para trás o passado, sempre se lembrar dos caminhos traçados para evitar o que de ruim neles foi encontrado e aprender a dar novos passos em uma nova direção.

E tudo bem: se hoje não der certo, amanhã ao seu lado estarei.

***

Hoje eu só queria dizer que escrevi esse texto para uma amiga muito importante para mim, espero que tenham gostado!

Um beijo, Dan ❤