LIVROS

Scott Pilgrim Contra o Mundo (Bryan Lee O’Malley)

Confesso a vocês que tinha expectativas “conflitantes” a respeito dessa HQ: por um lado, muita gente falou bem, e a série (são seis livros, lançados em 3 volumes no Brasil pela Companhia das Letras) ganhou uma adaptação para o cinema e outra para videogames (PS3 e Xbox 360); por outro, fiquei me perguntando se eu mesmo acharia tão boa quanto o sucesso dava a entender. Três anos mais tarde, posso dizer: resposta é “sim”!

Mundo real + nonsense

Scott Pilgrim Contra o Mundo mistura duas coisas que eu curto: quadrinhos e videogames. O autor usa um traço simples, mas extremamente “vivo”, e faz diversas referências a jogos clássicos (como Super Mario Bros. e a série Final Fantasy) na hora de contar a história, que, de início, pode parecer meio brega, mas não é: o protagonista se apaixona por uma menina e, se quiser ficar com ela, tem que derrotar os sete ex-namorados do mal – além da colegial que ele namora no começo da HQ e que fica obcecada por ele.

O leitor sabe, a princípio, como a história vai acabar, mas o autor não facilita as coisas para o protagonista, e a jornada se torna imprevisível – como na vida real, mas com piadas e elementos que só são possíveis em uma ficção (e que ficam especialmente legais em uma HQ): as cenas de luta dão a impressão de que os personagens têm algum tipo de poder místico (ou que são ninjas); Scott sonha com Ramona antes mesmo de conhecê-la; os ex-namorados deixam moedas de “recompensa” quando são vencidos… Isso pode confundir o leitor que esperava uma história mais realista, mas não acho que seja um problema. Aliás, os personagens (o Scott, pelo menos) entendem que fazem parte de uma história, e de vez em quando há falas do tipo “vamos deixar isso pro volume 2” ou “lê o meu livro quando puder”.

Bryan Lee O’Malley criou personagens carismáticos, com os quais é fácil se identificar e que ajudam a deixar a história mais divertida – especialmente o protagonista e seu roomate, Wallace. Detalhe que vale a pena destacar: ao contrário do que acontece em muitas HQs, Scott Pilgrim Contra o Mundo (e os próximos dois volumes também, imagino) tem um número considerável de personagens homossexuais, que não caem em simples estereótipos do tipo “amigo gay que entende de moda” ou “amiga lésbica durona” (comuns em outras histórias).

O projeto gráfico é bem legal, e acho que a estratégia de juntar dois livros em um único volume foi boa – o livro é grosso, mas não chega a ser desconfortável de ler, e o tamanho “de bolso” facilita as coisas. Na 4ª capa tem uma pixel-art em que você só vai conseguir identificar todo mundo depois de chegar no capítulo 9 (as páginas não são numeradas, o que é meio estranho, mas não atrapalha).

Em suma: recomendo fortemente, em especial para quem gosta de quadrinhos, videogame e piadas nonsense! Ah, sim, prometo que farei resenha dos outros dois volumes.

ISBN 9788535916164 Editora Companhia das Letras Páginas 368 Nota 4/5

p.s.: se quiser me adicionar/seguir no Skoob, é só clicar aqui 8D

42 Comentários + Comentários pelo Facebook
Post Anterior
agosto 2, 2013
Próximo post
agosto 2, 2013
  • Anna Schermak

    A única palavra com que consigo definir Scott Pilgrin é amor AMOR! hehehehe
    Gosto muito do filme, mas o quadrinho é sem comparação.
    A personalidade da Ramona consegue ser trabalhada de uma forma muito mais legal e menininha e até ela com ciumes do Scott é bonitinho. Com certeza um quadrinho que vale a leitura!

    Beijos! http://pausaparaumcafe.com.br/

    • Gui

      Sem dúvida, Anna! Aliás, fiquei com vontade de ver o filme (mas só depois de ler os 3 volumes, claro) ;D

      • Anna Schermak

        Faça isso, assistir depois de ler é bem melhor, mas não seja tão crítico com o filme.
        Se deixe levar pelo lado divertido e aproveite, vale mais a pena ;)

  • Júlia Girardi

    Querendo muito!!! ainda mais agora com essa resenha =)

    • Gui

      Hehehe se ler, não se esqueça de contar pra gente o que achou! \o/

  • Rafaele Sampaio

    Eu sou apaixonada por quadrinhos! Achei o livro bem divertido, espero ler ele em breve!
    Parabéns pelas suas resenhas Gui, estão ficando cada vez melhores! Beijos :)

  • Maria Luiza Neves

    Quando li o título do post pensei no filme, mas só depois que vi as fotos com o livro hehe Gostei da resenha, me deu vontade de comprar o primeiro volume. Acho que as HQs são maravilhosas, me lembro de ler Calvin e Haroldo e Mafalda com muito amor quando tinha uns 12 anos. Já cheguei a ler uma HQ longa, mas terminei por não ter gostado da história. Darei uma chance novamente, porque Scott Pilgrim realmente me chamou atenção <3

    • Gui

      Que bom que gostou da resenha! \o/
      Agora fiquei curioso… qual HQ longa você começou a ler?

  • Zezinha Souza

    Outra resenha incrível, Gui! Sempre gostei bastante de quadrinhos, na minha adolescência colecionei vários e um dos arrependimentos que tenho é de não tê-los guardado pra vocês. Os de Snoopy eram incríveis e melhores!

    Adorei as fotos e achei muito legal tudo que você contou na resenha…seu texto flui tão bem que a vontade de começar a ler o livro acaba sendo inevitável.

    Beijinhos e parabéns!

  • Larissa Oliveira

    O melhor do quadrinho é que ele é trabalhado de uma forma bem dinâmica, com um alto toque de humor e referências bem bacanas não só a videogames, mas a músicas também. Gosto muito de como a personalidade da Ramona é trabalhada lá, no filme ele é um tanto quanto “chatinha” até. Não tem como não amar esses quadrinhos, gente. Vale muito a pena! E não sei se sou só eu, mas dá uma vontade de colorir as páginas. haha

    • Gui

      Hehehe é verdade, Lari! Infelizmente não captei tantas referências a músicas, mas imaginei que tivesse :D
      Na edição original, se não me engano, tinha algumas páginas coloridas… pena que não incluíram na edição brasileira :/

  • Larissa Oliveira

    Sim, eles usam muito referências musicais de bandas clássicas como the who, smashing pumpkins, the kinks, new order. Bandas menos conhecidas como the shins, sloan. Eles não citam a referência, geralmente é nas blusas ou posters que elas são encontradas. O mais legal é perceber o cuidado com os mínimos detalhes na hora de fazer a estória.
    Mesmo? É uma pena, de fato. Mas a HQ já é maravilhosa com ou sem cores e é isso que importa. haha

  • Natália

    Adorei o filme e fiquei com vontade de ler o quadrinho desde então, mas pensei que seria super difícil de encontrar no Brasil. Ainda bem que não é *-* Depois da resenha, fiquei mais ansiosa ainda pra lê-lo!

    • Gui

      Opa, opiniões divididas aqui nos comentários! Tem gente que adorou o filme, gente que não curtiu… Estou curioso pra ver \o/
      Que bom que gostou da resenha! :D

  • Flávia Bianquini

    Eu assisti o filme e não gostei muito, acho que o quadrinho deve ser melhor, pelo menos sua resenha me convenceu que sim. Um dos melhores livros que li até hoje foi em HQ, não sei se conhece “Habibi” de Craig Thompson, também autor de “Retalhos”, que assim como Scott Pilgrim é da Companhia das Letras. Se não conhecer fica a sugestão de leitura de um ótimo livro (:

    • Gui

      Fico feliz que tenha gostado da resenha, Flávia! E valeu pelas indicações! :D

  • Paloma Claudino

    Scott Pilgrin é tudo de bom! ♥

  • Fernanda Fischer

    Vish… Achei o filme meio bobo!
    Não curti, não entendo a quantidade de fãn-aticos.

    Abraaço

    • Gui

      Acho que vale a pena conferir a HQ, nesse caso ;D

  • Tany

    Amo muito esse filme e sempre quis ler o livro, mas por não ter experiência com HQ ainda, acabava deixando pra lá. Vou dar uma procurada nas livrarias.
    Pergunta, a história do filme é só a do primeiro livro ou são todos os volumes englobados?

    • Gui

      Vale a pena, Tany!

      E a história do filme é a de todos os volumes englobados, até onde sei

  • Luiza

    Mel, tenho que admitir que você é a unica que consegue me atrair para um livro que passo direto na livraria, rs, ah aproveitando o comentário, bem que você podia atualizar o seu Bookshelf Tour, porque pelo o que você mostra no Book Haul, não consigo imaginar como você conseguiu colocar tantos livros naquela estante!
    PS: seu quarto é o meu sonho de consumo!

    • Melina

      Fiquei feliz em saber, chuchu <3
      Hum...eu só vou poder fazer um Bookshelf Tour quando tiver uma estante nova para guardar os meus livros. Está tudo muito bagunçado :/
      :*

  • Fernando Alves

    Scott Pilgrim é muito amor!! já li os três volumes e gostei demais! O filme, por outro lado….. achei ruim porque eles pegaram a história de todos os livros e botaram num filme só :/

    • Gui

      Vixe… ainda bem que pelo menos a HQ você curtiu hehehe

  • Raquel Moritz

    Aaaah que bom que você resenhou :)

    Eu adorei os quadrinhos, são divertidos e tem umas tiradas ótimas. A Ramona é maneiríssima, gosto dela nos quadrinhos e no filme, mas o Scott é impagável. Aliás, tem uma curiosidade bacana: as músicas compostas para os quadrinhos são as mesmas notas do filme, então o filme serve pra quem – como eu – não entende p. nenhuma de música, HAUEHUAEH.

    Beijo!

    • Gui

      Hahaha vou me lembrar desse detalhe das músicas quando vir o filme, Raquel! XD

  • Tayane Cristie

    Eu curti bastante o filme e, pela sua resenha, o filme foi até fiel. Espero conseguir ler os quadrinhos. Não são muitos que conseguem me prender, mas tenho a sensação de que irei adorar esse.
    Adorei a resenha e as fotos das páginas, me deixando só na curiosidade, hahaha.
    Beijos!

    • Gui

      Que bom que gostou, Tayane! Espero que curta a HQ tanto quanto curtiu o filme! \o/

  • Semanas 29-31 (2013) | A series of serendipity

    […] Scott Pilgrim Contra o Mundo (Bryan Lee O’Malley) […]

  • Mariana Moura

    Eu super gostei do filme e desde então quero ler os livrinhos, mas não achei ainda. Amo essas sacadas de misturar a história com videogame e mundo real e tudo junto, mas se entendendo.

    • Gui

      É bem legal, Mariana! Tem pra vender tanto em livrarias como na internet (encomendei os volumes 2 e 3 no Ponto Frio ontem, aliás) :D

  • Marijleite

    Quadrinhos e piadas nonsenses: me agradam (videogame não é muito minha praia); achei interessante. Ótima resenha.
    petalasdeliberdade.blogspot.com

    • Gui

      Valeu, Mari! Tenho certeza de que você vai curtir

  • Natália

    Eu achei um box com os 3 primeiros volumes mas em portugues eu não consegui achar os outros 3, e nem o volume 2 em um. se alguem souber onde posso achar me avisem!!

  • Lucas'

    Onde posso comprar ela em Português?

    • Gui

      É fácil de encontrar em livrarias e em algumas lojas virtuais, como o Ponto Frio e o Submarino! ;)

Deixe seu comentário

Instagram

  • Eu tenho o costume de tirar fotos de coisas que eu gostaria de comprar, mas que por algum motivo não compro (dinheiro, não precisar de verdade, falta de espaço etc.). Faço isso em qualquer situação, mas principalmente quando estou viajando e acabo vendo coisas aleatórias enquanto estou passeando. Essa ecobag aí da foto foi uma das coisas que desejei comprar lá em Toronto, mas que trouxe comigo só na forma de foto 😌 vocês também costumam fazer isso? Ou tem alguma outra “tática”?
  • que artistas de outras épocas/séculos te inspiram? Eu acho tão incrível pensar que Van Gogh viveu há dois séculos e sua obra segue marcando e inspirando gerações. Esse envelope foi presente do meu amigo querido @gustavokrelling e me inspirou a fazer várias fotos que viraram um post novo no blog 😌 vou amar encontrar vocês por lá também ♡ (e vou aproveitar para responder os comentários que vocês deixaram nos últimos posts)
  • vocês já se sentiram pressionados a ler algum livro só porque “todo mundo” já leu? Ou já fingiu que leu um livro? Essa foto foi feita em uma livraria lá em Toronto ♡ achei muito divertida essa brincadeira que fizeram com essa seleção de livros hehe falando em Toronto, essa semana liberei no canal o único vlog dessa viagem e eu amei muito cada segundo dele e hoje liberei um novo study vlog no canal 😌 espero que vocês gostem vídeos novos!
  • vocês costumam ler um livro por vez ou vários ao mesmo tempo? Durante muito tempo eu só conseguia ler um, mas hoje em dia tenho até que me controlar para não levar mais de um na mochila quando saio de casa 🤭 ah, hoje teve post novo no blog e nele apresentei a minha nova roommate 🌿 (spoiler: ontem fui na @borealisplantas ♡)
  • vocês costumam ficar revendo fotos do seu rolo de câmera e relembrando de como foi o dia em que você tirou ela? Eu amo fazer isso ✨ essa foto é do dia 28-11-2018. Um dia depois de ter visto a neve caindo pela primeira vez. Eu e o @hasegawaphoto andamos muito. Fomos em várias lojas de vinil, almoçamos em um lugar cheio de pisca-pisca em que todos os pratos custavam 5.95 (talvez eu tenha errado o valor, mas lembro que era menos de 6 dólares) e que tinha uma placa de “free air guitar! Please take one” (vou postar a foto da placa nos Stories). De noite eu tomei um chocolate quente com menta delicioso em um Starbucks e senti como se estivesse vivendo em um filme com todo clima natalino de Toronto ♡ foi um dia sem “grandes emoções” e eu amei cada detalhe dele. Lembro de ficar olhando as casas, as folhas no chão e as árvores por onde passava imaginando como seria a vida das pessoas que moravam por ali e o que elas estariam fazendo naquele momento em que eu passava por elas sem que elas soubessem que tinha alguém criando historinhas mentalmente sobre elas hehe (eita! Será que minha legenda ficou confusa?)
  • Voltei pra casa cheia de produtinhos maravilhosos da @thebodyshopbrasil ♡ tentei separar eles por categoria nas fotos pra conseguir mostrar tudo. Não vou falar detalhadamente pra legenda não ficar gigante, mas já vou avisando que futuramente vou falar mais sobre eles no blog ♡ 
Consegui trazer pra casa 3 produtos usados na minha revitalização facial (Drops of Youth) e isso significa que já vou poder ter a minha própria rotina de revitalização em casa ♡ aos pouquinhos vou deixando ela mais completa 😌
A maioria dos produtos são para o rosto (amo amo amo máscaras), mas não esqueci dos meus cabelos (já usei praticamente todos os shampoos da TBS e agora que tenho os da linha de Shea Butter - karité - vou poder dizer que usei todos), do meu corpo (aaaaaah esses cremes com aparência de iogurte além de deliciosos tem uma absorção rápida ♡) e dos meus pés, meus queridos pés que me aguentam o dia inteiro (esse creme vai ser um incentivo a mais para voltar a correr com frequência). Tô muito feliz em poder mostrar todos esses produtos #crueltyfree para vocês 😌 espero que tenham gostado das minhas escolhas! Me contem aqui nos comentários quais os que vocês mais gostaram que eu vou amar saber ♡ ah e lembrem-se que tem cupom de 25% de desconto (MELTBS) válido até hoje na loja do Shopping Mueller @muellercwb • publicidade ♡

instagram