LIVROS

Os Espiões (Luis Fernando Verissimo)

Sempre gostei dos textos do Verissimo – os que são dele MESMO, não esses que circulam pela internet com a autoria errada. O humor sutil, o timing, as situações absurdas que acontecem no dia-a-dia…

Com seu estilo, ele conseguiria deixar interessante até mesmo uma bula de remédio. Sendo assim, não foi por acaso que eu tinha expectativas altas a respeito de Os Espiões – e elas foram devidamente atingidas.

A ideia é muito simples: o protagonista (o nome dele praticamente não aparece na história), que trabalha em uma editora, recebe um envelope em branco, com folhas de um “livro de confissões”, em que a autora (uma tal de “Ariadne”) fala sobre o relacionamento com seu amante e revela que pretende se suicidar. Intrigado, o protagonista reúne seus amigos para descobrir tudo o que puder sobre Ariadne e sobre como salvá-la.

Em uma curiosa “releitura” do mito de Teseu e o Minotauro, em que o herói escapa de um labirinto graças a sua amante, Ariadne, Verissimo conta uma história incomum, mas que poderia muito bem ser verdade…

O estilo é leve, quase como se a história fosse contada em uma mesa de bar, regada a chope e em boa companhia. Exatamente o que eu esperava do Verissimo, um dos melhores cronistas que já vi.

Os protagonistas são muito carismáticos, e você se sente como se estivesse junto com eles na busca por Ariadne – e torcesse pelo sucesso.

Como já é padrão da Alfaguara (selo da Editora Objetiva), o projeto gráfico é excelente: capa bonita, boa diagramação, boa escolha de fontes…

É um livro curto, com capítulos curtos. “Devorei” ele em poucos dias – e pretendo reler esse ano!

Aperitivos:

“A editora cresceu. Descobri que o Marcito não era só um filho de pai rico cretino como eu sempre imaginara. Tinha um gosto, que eu jamais suspeitaria num colecionador de motos, pelo Simenon. Depois do sucesso de Astrologia e Amor, começamos a publicar mais livros, na maioria pagos pelo autor. Alguns até vendem, se tivermos sorte ou a família do autor for grande. Vez ou outra eu recomendo a publicação de um original que chega à minha mesa. Principalmente se o examino numa sexta-feira, quando estou cheio de boa vontade com a humanidade e suas pretensões literárias, pois sei que o dia acabará na mesa do bar do Espanhol, onde começa o meu porre semanal.”

(p. 9/10)

“Dubin e eu tínhamos longas discussões, na editora e na mesa do bar, sobre literatura e gramática, e discordávamos radicalmente quanto à colocação de vírgulas. Dubin é um oficialista, diz que há leis para o uso da vírgula que devem ser respeitadas. Eu sou relativista: acho que vírgulas são como confeitos num bolo, a serem espalhadas com parcimônia nos lugares onde fiquem bem e não atrapalhem a degustação.”

(p. 10)

Obrigado pela atenção, e até o próximo post!

ISBN 9788560281992 Editora Objetiva Páginas 144 Nota 5/5

Quem quiser me acompanhar em outras redes, é só seguir: Twitter ✎ Facebook ✎ Instagram  Tumblr

Quem quiser acompanhar o A Series of Serendipity, é só seguir: Twitter ❤ Fanpage ❤ Instagram ❤ Youtube

37 Comentários + Comentários pelo Facebook
Post Anterior
fevereiro 21, 2014
Próximo post
fevereiro 21, 2014
  • Anna Schermak

    Oi Gui!
    Bem, eu já te disse, a única coisa que eu li do Veríssimo foi essa coisa linda: http://www.goodreads.com/book/show/11699643-as-cobras

    Agora fiquei interessada por ler alguma coisa dele, a história parece realmente interessante, principalmente por essa “adaptação”.

    Volte logo com novos posts! ;)
    Nós gostamos!
    :*

    Anna – http://pausaparaumcafe.com.br/

    • Gui

      Fico feliz que tenha gostado, Anna! É bom quando as nossas resenhas deixam a pessoa com vontade de ler! ;D

      Só li algumas tirinhas de As Cobras, mas tenho certeza de que elas têm o humor genial do Verissimo!

      Obrigado pelo apoio! Mais posts em breve! 8D

      Baci :*

  • Raquel

    Isso post me lembrou que aqui em casa tinha um livro do Verissimo, o Comédias da Vida Privada. Eu era muito criança, tinha uns 10 anos, e comecei a ler porque a capa chamou minha atenção. (uma com desenho bizarro de pessoas). Mas lógico que naquela época não entendi bulhufas das crônicas… depois disso nunca mais li nada dele. Vou ver se compro a versão de bolso de Espiões, esta praticamente a metade do preço.

    • Gui

      Boa ideia, Rah! Aliás, seria bom você dar mais uma chance a Comédias da Vida Privada: também tentei ler quando era mais novo e não “apreciei” devidamente… Agora imagino que consiga entender melhor as situações de que ele fala! :D

  • Litah

    Nossa! Li esse livro há anos e nem lembrava! É realmente muito bom. Ótimo gosto, Gui. :D hehe

    • Gui

      Valeu, Litah! Se fosse você eu aproveitaria para reler! hehehe XD

  • Duds

    Meu deus, cada dia você aparece com uma dica mais legal de livro, socorro HAHAHAHA assim você vai me falir!
    Com certeza entrou pra lista de livros que eu vou ler esse ano se o TCC me deixar.

    Ótimo post, lindas fotos (especialmente a última, de gênio!) <3

    • Gui

      Hahaha desculpe, Duds, mas preciso fazer isso! E digo mais: só indicamos livros que merecem um lugar na sua estante – e o sacrifício do seu orçamento XD

  • Ellen Alves

    OI, Gui! Que resenha maravilhosa! Eu amo o Veríssimo! Já li váários livros dele! Mas, esse ainda não. Fiquei encantada por tudo que você disse na resenha. Sabe aquele gostinho de ler, depois de uma resenha mega satisfatória? Bem isso! Amo suas resenhas, então espero muitas outras por aqui, haha. E ah, você gosta da literatura brasileira? Acho fantástica!
    http://www.momentosassim.com

    • Gui

      Fico muito feliz que tenha gostado, Ellen!
      Não posso dizer que gosto de “Literatura Brasileira” em sentido amplo porque, bom… tem muitos autores e estilos que se encaixam nesse grupo e que eu não curto :X mas tem muitos autores nacionais que eu curto! XD

  • Ni Portela

    Jamais li algo do Verissimo (quer dizer, esses textos perdidos na internet de autoria duvidosa não contam), mas gostei das características que você atribuiu à leitura, deu vontade de ler! :D

    • Gui

      Nunca?! O_O Dê uma chance a ele, Ni! Tenho certeza de que vai gostar! :D

  • Maria Luiza Silva

    Adorei a resenha Gui! Bem melhor do que a minha, do mesmo livro, que fiz lá no blog u.u (aqui o link: http://janelaurb.blogspot.com.br/2013/11/resenha-os-espioes.html) ainda não era muito experiente em escrever resenhas na época, mas juro que tô tentando melhorar, rs Gosto muito dos seus posts aqui, apareça sempre mais e mais *–*
    PS: sonhei que eu e você trabalhávamos na mesma revista semana passada, rs :)

    • Gui

      Não diga isso, Ma! XD Cada um tem seu estilo de escrita, não necessariamente melhor que o outro… De qualquer forma, fico feliz que goste dos posts! :D

      p.s.: que sonho curioso! Qual revista era?

      • Maria Luiza Silva

        ah, o sonho nem mostrava qual era… só sei que seria super legal se fosse realidade :) (mas isso só poderia acontecer daqui a quatro anos, quando eu me formar em jornalismo, rs)

  • Virgínia Brasil

    Ei, Gui! Não imaginava que existiam livros do Luís Fernando Veríssimo que não fossem de contos! Me surpreendi totalmente! Ele é um dos poucos autores de comédia que realmente me arrancar gargalhadas, mesmo que seu humor seja sutil. Com certeza vou procurar este título, obrigada pela dica! (:

    Beijooos

    http://blogfloreando.blogspot.com.br/2014/02/o-que-estou-lendo-1.html

    • Gui

      Sim, Vi! Existem e são ótimos! Ele também escreveu o Clube dos Anjos – Gula! Vale muito a pena :D

  • Beatriz

    Oi. Eu nunca li nada do Erico, mas já tive vontade. Vi algumas capas dos seus livros e tals, mas ainda vou dar uma chance á ele, haha. São tantos livros pra se ler que preciso de mais horas no meu dia, ou quem sabe outra vida? Haha

    Ah, eu adoro seus desenhos, queria saber desenhar assim… :)
    bia.

    • Gui

      Dê uma chance a ele, Bia, e não vai se arrepender! Ah, só uma pequena correção: esse livro foi escrito pelo filho do Erico Verissimo, não pelo Erico :)

      Valeu! O segredo é praticar e se divertir!

  • Marijleite

    Ouço falar muito desse autor, mas ainda não tive a oportunidade de ler mais do que textos e citações dele; pretendo ler um livro del ainda, vou colocar esse na lista.
    Gostei da resenha e da história do livro.

    • Gui

      Fico feliz que tenha gostado, Mari!
      É uma pena que muitos textos ruins circulem por aí como se fossem dele… quem conhece o autor identifica na hora se foi mesmo ele que escreveu! :D

  • Zezinha Souza

    Outra resenha ótima, com fotos muito legais e muita vontade de ler o livro…adoro Veríssimo e, pelo visto, não vou me decepcionar lendo esse. ;)

    Beijinhos e não se esqueça da resenha sobre aqueles dvd’s incríveis que você tem!

  • Karollyna

    Oi Gui, sou apaixonada pelo Ferando Veríssimo desde que li “Gula” ele realmente é um cronista e tanto! ainda nao li Os Espiões mas e muito difícil não ter as espectativas atingidas com este autor.

    Bzus,
    http://www.miniquiteria.blogspot.com.br

    • Gui

      Eu adorei o Clube dos Anjos (Gula)! Li duas vezes :X
      Espero que goste de Os Espiões também, Karol!

  • Letícia

    As fotos estão lindas! Sempre tive curiosidade de ler um livro do Verissimo, mas nunca quis gastar para tal. Adorei ler a sua resenha, realmente parece bom e valer a pena. Se que ainda não vou comprar para mim o livro, mas meu namorado adora o autor! Vejo aí um primeiro contanto com ele e uma ótima dica de presente.

    • Gui

      Que bom que gostou, Le!
      O Verissimo tem vários livros excelentes – e acho que seu namorado vai curtir todos (e espero que ele lhe empreste, porque você vai gostar também!)

  • Leila Leydiane

    Oie Gui!
    Gosto bastante das suas postagens aqui principalmente indicações literárias! :}
    Enfim, sempre quis ler algum livro do Verissimo mas ainda não tive oportunidade.

    Quem sabe não procuro esse que você recomendou pra ler? Parece ser interessante!
    Beijão!

    • Gui

      ‘Brigadão pelo apoio, Leila! Se aceitar a sugestão, não se esqueça de nos dizer o que achou! :D

  • Barbara Sá

    Heey Gui, tudo bem??

    Tenho muita vontade de ler algo do Veríssimo… Acho até que vai cair no próximo semestre da faculdade. Mas a vontade vem da quantidade de quotes do autor que vejo pelos tumblrs afora… Claro que descartando aqueles que, obviamente, não são deles!
    Curti a premissa dessa história e sua resenha me deixou empolgada. Vou anotar aqui na listinha de desejos para dar uma olhadinha de perto na próxima ida a livraria. Adoro essa escrita poetizada que ele tem!

    Beijos,
    http://www.segredosentreamigas.com.br

    • Gui

      Sério?? Hahaha queria que tivessem me pedido pra ler livros dele na minha faculdade!
      Adorei saber que vai incluir a sugestão na sua lista de leitura ;) espero que goste tanto quanto eu!

  • Ana

    Gui, vou confessar.. (momento desabafo #soquenão)
    Sou meio preconceituosa com os livros brasileiros. Todos eles levam a sexo e tenho pavor a livros eróticos.
    Mas esse deu vontade de ler! não sei se foi sua boa resenha (rs)
    Mas o livro parece ser bem leve e com uma historia muito boa!
    Vou procurar para ler!
    Beijão

    • Gui

      Hehehe eita! Por essa eu não esperava, Ana! XD Precisa de mais referências literárias nacionais hehehe Temos boas indicações aqui (como esse do Verissimo ou os da Fantasy), fique de olho!
      Espero que goste de Os Espiões :D

  • João Luís Dutra

    “ele conseguiria deixar interessante até mesmo uma bula de remédio.” Lembrei do John Green! <3
    Minha estante não abriga muitos leitores nacionais, mas fiquei com vontade de ler (e pretendo), ainda mais depois de ter me rendido a Paulo Coelho e, finalmente, lido 'Veronika decide morrer'.
    Já está na minha wishlist! :)

  • Gabriela

    Gui, você já leu Fernando Sabino? É muito bom! Recomendo Martini Seco, A Nudez Da Verdade e Companheira de Viagem.

    • Gui

      Não li ainda, Gabi! Valeu pelas dicas :D

  • maria eduarda

    eu adrorei o livro de verissimo pq conta muitas coisas interessante como o homem que bebia muito

Deixe seu comentário

Instagram

  • Eu tenho o costume de tirar fotos de coisas que eu gostaria de comprar, mas que por algum motivo não compro (dinheiro, não precisar de verdade, falta de espaço etc.). Faço isso em qualquer situação, mas principalmente quando estou viajando e acabo vendo coisas aleatórias enquanto estou passeando. Essa ecobag aí da foto foi uma das coisas que desejei comprar lá em Toronto, mas que trouxe comigo só na forma de foto 😌 vocês também costumam fazer isso? Ou tem alguma outra “tática”?
  • que artistas de outras épocas/séculos te inspiram? Eu acho tão incrível pensar que Van Gogh viveu há dois séculos e sua obra segue marcando e inspirando gerações. Esse envelope foi presente do meu amigo querido @gustavokrelling e me inspirou a fazer várias fotos que viraram um post novo no blog 😌 vou amar encontrar vocês por lá também ♡ (e vou aproveitar para responder os comentários que vocês deixaram nos últimos posts)
  • vocês já se sentiram pressionados a ler algum livro só porque “todo mundo” já leu? Ou já fingiu que leu um livro? Essa foto foi feita em uma livraria lá em Toronto ♡ achei muito divertida essa brincadeira que fizeram com essa seleção de livros hehe falando em Toronto, essa semana liberei no canal o único vlog dessa viagem e eu amei muito cada segundo dele e hoje liberei um novo study vlog no canal 😌 espero que vocês gostem vídeos novos!
  • vocês costumam ler um livro por vez ou vários ao mesmo tempo? Durante muito tempo eu só conseguia ler um, mas hoje em dia tenho até que me controlar para não levar mais de um na mochila quando saio de casa 🤭 ah, hoje teve post novo no blog e nele apresentei a minha nova roommate 🌿 (spoiler: ontem fui na @borealisplantas ♡)
  • vocês costumam ficar revendo fotos do seu rolo de câmera e relembrando de como foi o dia em que você tirou ela? Eu amo fazer isso ✨ essa foto é do dia 28-11-2018. Um dia depois de ter visto a neve caindo pela primeira vez. Eu e o @hasegawaphoto andamos muito. Fomos em várias lojas de vinil, almoçamos em um lugar cheio de pisca-pisca em que todos os pratos custavam 5.95 (talvez eu tenha errado o valor, mas lembro que era menos de 6 dólares) e que tinha uma placa de “free air guitar! Please take one” (vou postar a foto da placa nos Stories). De noite eu tomei um chocolate quente com menta delicioso em um Starbucks e senti como se estivesse vivendo em um filme com todo clima natalino de Toronto ♡ foi um dia sem “grandes emoções” e eu amei cada detalhe dele. Lembro de ficar olhando as casas, as folhas no chão e as árvores por onde passava imaginando como seria a vida das pessoas que moravam por ali e o que elas estariam fazendo naquele momento em que eu passava por elas sem que elas soubessem que tinha alguém criando historinhas mentalmente sobre elas hehe (eita! Será que minha legenda ficou confusa?)
  • Voltei pra casa cheia de produtinhos maravilhosos da @thebodyshopbrasil ♡ tentei separar eles por categoria nas fotos pra conseguir mostrar tudo. Não vou falar detalhadamente pra legenda não ficar gigante, mas já vou avisando que futuramente vou falar mais sobre eles no blog ♡ 
Consegui trazer pra casa 3 produtos usados na minha revitalização facial (Drops of Youth) e isso significa que já vou poder ter a minha própria rotina de revitalização em casa ♡ aos pouquinhos vou deixando ela mais completa 😌
A maioria dos produtos são para o rosto (amo amo amo máscaras), mas não esqueci dos meus cabelos (já usei praticamente todos os shampoos da TBS e agora que tenho os da linha de Shea Butter - karité - vou poder dizer que usei todos), do meu corpo (aaaaaah esses cremes com aparência de iogurte além de deliciosos tem uma absorção rápida ♡) e dos meus pés, meus queridos pés que me aguentam o dia inteiro (esse creme vai ser um incentivo a mais para voltar a correr com frequência). Tô muito feliz em poder mostrar todos esses produtos #crueltyfree para vocês 😌 espero que tenham gostado das minhas escolhas! Me contem aqui nos comentários quais os que vocês mais gostaram que eu vou amar saber ♡ ah e lembrem-se que tem cupom de 25% de desconto (MELTBS) válido até hoje na loja do Shopping Mueller @muellercwb • publicidade ♡

instagram