INSPIRAÇÃO ORGANIZAÇÃO

Esvaziando gavetas

IMG_6455

O post de hoje é sobre algo que estou querendo escrever há umas duas semanas, mas nunca acho uma forma que me agrade “de verdade” para publicar. É engraçado falar assim, mas é sobre uma “fase” que estou passando.

Sempre fui uma pessoa muito organizada (até demais!) e sempre fiz “momentos desapegos” ao longo dos anos, mas de um tempo pra cá minha vida mudou MUITO e acabei acumulando muitas coisas. Isso foi afetando diretamente a minha organização em vários aspectos da minha vida. Depois de um tempo comecei a me sentir sufocada com tantas coisas minhas espalhadas pela casa: muitas louças na cozinha, muitas roupas no armário e nas cômodas, muitas coisas nas gavetas, muitos livros nas estantes…enfim! Em todo lugar que eu ia tinha coisas minhas e isso foi me desanimando muito.

O mais esquisito é que, mesmo sempre tendo sido “a louca da organização”, não conseguia encontrar forças nem motivação para dar um jeito na situação e separar tudo o que realmente iria querer e o que poderia passar para outras pessoas. Isso estava me fazendo sentir ainda pior porque comecei a me cobrar com pensamentos do tipo “como você conseguiu chegar a esse ponto? quando foi que você ficou tão desorganizada?”.

Mas por algum motivo há umas duas semanas a necessidade de ver as gavetas ficando mais vazias e as coisas mais organizadas foi surgindo e isso me deixou muito empolgada. Era como se aquela parte de mim que tinha desaparecido estivesse voltando depois de um tempo de férias. Foi muito esquisito e muito bom ao mesmo tempo, porque cada vez que eu esvaziava uma gaveta e deixava nela só o que realmente queria, eu me sentia mais leve e livre. Cada vez que via as caixas de “coisas para dar” ficando cheia eu sentia um alívio tão grande que queria encher mais e mais caixas hehe

Ver a escrivaninha em ordem e com bem menos coisas me fez tão bem que senti muita vontade de compartilhar isso aqui no blog. Eu quero que mais pessoas sintam isso, sabe? :)

Confesso que agora que tirei essa ideia da cabeça e escrevi, comecei a pensar “nossa, isso parece ser muito bobo para virar um post”, mas decidi que não vou deixar de apertar o botão de “publicar” por dois motivos: caso isso aconteça de novo e eu comece a me desmotivar/desesperar, vou clicar na categoria organização e lembrar que é só uma fase e que eu consigo dar um jeito para sentir essa sensação de leveza, alívio e organização de novo. E o outro motivo é porque sei que outras pessoas provavelmente já se sentiram ou estão se sentindo assim e acho que seria legal compartilhar a minha experiência e ler a experiência de quem quiser compartilhar.

E aí, quem já se sentiu assim, sufocado pela quantidade de coisas acumuladas e perdido sem saber o que fazer para organizar tudo?

Vou adorar ler as experiências de vocês!

Mal posso esperar para esvaziar mais gavetas :)

Obrigada por tudo, pessoal!

xoxo

Youtube  Instagram ❤ Twitter ❤ Facebook ❤ Bloglovin’ ❤ Pinterest ❤ Tumblr ❤ Goodreads  Flickr

Posts relacionados

74 Comentários + Comentários pelo Facebook
Post Anterior
agosto 4, 2014
Próximo post
agosto 4, 2014
  • Niih

    Sou o contrário. Não consigo me desapegar de praticamente tudo o que coloco dentro do meu quarto. São as apostilas do colégio que eu penso que serão úteis de novo, em algum momento; os papéis cheios de bilhetinhos da época que eu estava no ensino fundamental; jornais aleatórios que não tem notícia nenhuma que me interessam, mas que eu peguei em dias que devem ter sido especiais de alguma forma e, mesmo não lembrando mais exatamente o que aconteceu, não consigo dar um destino a essas folhas; os mangás cujas coleções eu tenho certeza absoluta que não vou completar, mas não consigo vender ou dar para alguém – e aqueles que já disse que ia vender, encontrei comprador e >não consigopreciso< mudar isso, eu não quero ): É tão confuso, tão doido que… Eu pego e me apego demais NDFGNFJGNDFJNGD

    • Helena Merlo

      (Desculpe me intrometer) Acho que pode ajudar você a desapegar, refletir um pouco lendo sobre desapego, tem ótimos textos como esse da Mel em outros blogs, ler sobre quem não tem muito e é feliz. Um pensamento bom (e ruim, pq está ligado a modernidade e ao capitalismo), mas é que dinheiro e coisas matérias vem e vão, você sempre terá chances de comprar de novo ou de baixar na internet. Para apostilas: os conteúdos sempre mudam (por exemplo, quando eu fiz curso pré vestibular, o Enem era somente a primeira fase para uma federal, hoje ele é a única fase, os conteúdos mudaram, as apostilas não servem mais).
      Desapego é um exercício, comece aos poucos, que você consegue.
      Um boa dica pra roupas e acessórios: se tem mais de um ano que não usa, passe pra frente.
      Para as coisas que você tem um apego muito emocional, como mangás, procure alguém que gosta muito, mas não tem e dê, você vai sentir que eles estão fazendo alguém mais feliz, e não foram totalmente abandonados.

      Desapego, e como cortar o cabelo quando ele está sem corte, você se sente leve, bonita, e produtiva.

      Um abraço.

      • Anônima

        Lembrando que ninguém *precisa* desapegar, claro. A gente sempre sabe quando está demais. Como a Mel soube. Enquanto as coisas estiverem fazendo bem e cumprindo seu papel, mesmo que não seja um papel prático, não é sempre necessário se desfazer. Eu mantenho várias coisas guardadas porque são emocionalmente importantes pra mim e me faz bem/feliz olhar pra elas de vez em quando. E muita coisa que escolhi guardar se mostrou útil no futuro, enquanto me arrependi de ter dado ou jogado coisas fora. Na minha vida tem muito espaço para coisas porque não há muitas pessoas. Opção pessoal e nem todo mundo fica feliz com uma vida “editada” porque a tralha também serve de conforto e fonte de alegria e satisfação. :)

        • Helena Merlo

          Claro! Eu também sou muito apegada, tenho bilhete de cinema, cartas, bilhetes de colégio, só deixando claro que não sou contra “apego”. Só quis dar um toque relacionado ao sentimento de reflexão quando pensamos que podemos viver com menos, principalmente a coisas materiais.
          Enquanto eu escrevia o comentário, até pensei que desapego é muito pessoal mesmo, mas quis colocar a minha reflexão mesmo assim, assim como também reconheço e simpatizo com o que você disse. Tenho costume, na minha criação de família, todos gostamos de tralhas, quando dei dicas de desapego, é porque eu sei bem como é tralhar com amor, adoro isso, mas também necessito de organização pra minha mente trabalhar mais criativa, o que pode não ser um problema pra você e pra Niih.

  • Maria Beatriz (BIA)

    Mel, isso aconteceu com a gente exatamente ao mesmo tempo! Tive de aproveitar este último final de semana para arrumar meus livros, maquiagens, fofurinhas e gavetas que estavam me sufocando de tão bagunçadas. Demorei dois dias, mas arrumei o guarda roupas. No final temos uma sensação tão boa que dá vontade de sair arrumando tudo, né Melzinha? hahaha
    Beijos, docinho! ♥

  • Ísis Lorrayne

    Fico feliz por você ter conseguido se organizar novamente, já me senti assim sufocada, com algumas roupas abandonadas, o pior é que eu sentia uma espécie de tristeza quando pensava em me desapegar, mas elas me agoniavam tanto, só por estarem ocupando espaço.. Como você disse, passou, deixei pra lá, organizei numa caixa e doei, me senti melhor, algo tão simples que parece ser bobo como você disse, porém é de grande importância :)

    Ps: Mel, você vai se desapegar de alguns livros? Acho que dos livros eu não teria coragem :)

    Beijos, Mel!!!

    • Melina

      Eu estava com vários livros repetidos e vários livros que não tinha interesse em ler que comprei por impulso ou que recebi de editoras sem ter solicitado então separei eles e já passei uma parte para outras pessoas :)

      • Amanda Silva

        Oi Mel, se você quiser me manda um pouco desses livros eu adoraria! Hihi :)
        Eu também andei em uma fase de desapego e dei grande parte dos livros que não me interessava ter mais na estante! Minha mãe sempre me diz que quando tiramos coisas, estamos dando espaço para coisa novas entrarem. Mas eu fui percebendo que não é apenas coisas matérias que temos que renovar, mas nossos sentimentos também. Nós renovar é sempre bom!!!
        Beijus!

  • Julia Royer

    Mel eu não sou muito organizada, mas também não suporto bagunça, e tem vezes que parece mesmo que nós vamos ficando sufocados e é nessas horas que eu tomo coragem para organizar tudo e me desapegar também!!!
    Agora jma perguntinha só para não perder o costume: Você mora com seus pais ou sozinha?
    Beijos

    • Melina

      É muito bom quando o sufoco passa, né?
      Respondendo a pergunta: moro com meus pais :)
      :*

  • Silvia

    Muito boa Mel! Há duas semanas sofri do mesmo problema. O desespero foi tanto que arrumei o quarto todo, principalmente o armário, e desapeguei de tudo que não usava mais e que tanto dificultava meu dia a dia. A sensação depois realmente é de leveza. Mil beijos e boa semana!

  • Cynde

    Eu gosto de deixar tudo organizado no meu quarto já que não tenho uma casa do minha, mas do nada fica desorganizado e acumulado coisas que mesmo eu não usando não quero me desfazer por pensar “ah não vai que eu precise um dia” ou “isso é tão bonitinho pra não ficar aqui” e resulta em gavetas lotadas de coisas e escrivaninha sempre desorganizada mesmo eu não querendo </3

  • Leonardo Vieira

    Oi Mel ..
    Queria ter coisas para desapegar assim ..
    Você poderia mandar algumas para cá viu!
    Beijos ..

  • Ana Clara

    Nossa Mel, te entendo totalmente… Acho q estou passando por isso agora e com certeza esse post me motivou a dar uma arrumadinha nas coisas, não só nas coisas materiais mas em tudo que está acontecendo por agora!!
    Como disse, pretendo “limpar” as coisas e queria saber se vc tem alguma dica de por onde começar.
    Beijinhos doces :*

    • Melina

      Uma dica é focar em um “canto” de cada vez. Por exemplo, eu comecei com a escrivaninha e, enquanto não terminei ela, não mexi em outra coisa para arrumar :)
      Isso me ajudou bastante e espero que te ajude também :)
      Vou ver se faço um post com dicas <3
      :*

  • Maria Fernanda

    Eu tenho algumas caixas em cima do meu guarda-roupa, fruto de mudanças de casas anteriores, que eu nunca reabri para separar o que eu quero manter e o que não quero…
    Todo dia eu fico olhando para elas pensando se mexo nelas ou não…

  • Daniela

    Oi, Mel. Nunca fui muito chegada em organização, porém, ao mesmo tempo eu sou uma pessoa muito “organizada”…querendo realizar o perfeito do impossível (estranho?). Isso chega a ser irritante, pois não há perfeição, então, acabo sendo uma pessoa um tanto pessimista. Durante esses dias também estou desanimada para me livrar das coisas. Sempre me sentir bem fazendo arrumações e doações. Vou salvar esse post nos favoritos para que toda vez que eu ficar desanimada ler ele e me lembrar como é essa sensação. Não é bobagem não, gostei muito do seu post.

    http://agarotacomolivro.blogspot.com

    • Melina

      Fiquei feliz em saber que gostou do post e espero que ele te ajude a encontrar a animação de novo sempre que precisar <3

  • Andréa

    Nossa, estou me sentindo exatamente assim há um tempãaao. É impressionante quanta coisa a gente consegue acumular! Dá até uma aflição de pensar no $$ gasto meio que a toa e nos faz repensar antes de comprar algo novamente!

  • Ana Tamires

    Mel, seu post acabou de me inspirar! Cheguei de viagem faz um tempo e minha escrivaninha estava amontoada com as coisas que eu havia deixado nela mais tudo o que eu trouxe e eu estava me sentindo da mesma forma, sufocada. Mas agora me animei e decidi que não durmo enquanto não organiza-la (metade já foi!).
    Nunca deixo comentários em blogs, mas resolvi te deixar esse recadinho pra você saber que mesmo quando acha que um post é bobo, ele pode acabar, de alguma forma, ajudando ou inspirando outras pessoas.
    Beijos!

    • Melina

      Obrigada por me motivar a continuar com esses posts <3
      Fico feliz que tenha te ajudado de alguma forma :)
      :*

  • Késia

    Sei bem como é essa sensação, não consigo organizar uma única parte então tenho que planejar uma oraganização geral, e só de pensar nisso eu canso, mas sei que a hora que eu resolver fazer isto, só vou sossegar quando tiver várias sacolas cheias de coisas pra me desfazer s2

  • Maria Ienke

    Que bom que você fez esse post, Mel! Já passei (e passo) sempre por isso e a gente fica mesmo desmotivada quando tá tudo acumulado, eu acredito que isso afeta em todas as áreas da nossa vida, se estamos desorganizadas é porque algo está desorganizado na nossa vida, alguma sentimento… enfim! Mas eu adoro a sensação de esvaziar gavetas, é muito libertador!

    Beijos linda <3

  • Rebeca

    Mel, eu estou passando por esta exata situação,e com certeza eu me motivei bastante para arrumar meu gaveteiro e minha escrivaninha acho que foi porque estou meio que na minha fase de perceber como o mundo esta me influenciando,e estou voltando a ser a pessoa que eu era 5 anos atrás, ou seja eu era organizada e me contentava com o que eu tinha, as únicas coisas que eu necessitava para ser feliz era baton e desenhos.Tive até que fazer um post sobre isto no meu blog.Acho que foi mais um desabafo.;)

  • Elisangela Sanabria

    Eu era a maniaca da arrumação… mas depois que passei muita coisa na minha vida, eu acabei me perdendo… isso durou um tempo.. hoje já estou numa fase que consigo fazer.. mas quando dá na lua… kkkk é muito engraçado… pois estou em casa , vou pegar algo no atelie e já penso .. hum…. acho que isso seria mais usado se eu desse pra fulano..e assim nesses mês que se passou me desapeguei de tanta coisa que estava ocupando espaço e fui reorganizando tudo… estou amando o seu blog… não sei como eu vim para aqui.. rsrsrs mas achei o máximo.. agora entro todo dia pra dar uma espiadinha…. e claro babar no spike que é a cara do meu york… amo esses bicho… XOXO

    • Melina

      Fico feliz em saber que está gostando do blog e que passa por aqui diariamente <3

  • Dedyane

    Essa sensação é ótima, além do espaço ficar mais arejado e clean é como se você estivesse preparando o local para guardar outras coisas, e pode ter certeza que elas virão para preencher o espaço desocupado, essa é a graça. E tirando o aglomerado, você visualizará aquilo que realmente precisa ser usado, tornando-os mais úteis. Se desfazer de objetos, às vezes é complicado, mas é necessário, pois irão para outras pessoas que aproveitarão aquilo que só ficava guardado. Costumo fazer isso, regularmente, isso inclui roupas, sapatos, acessórios… é tão bom.

  • Vanessa

    Bobo que nada Mel! Sei exatamente o que deve estar sentindo, é um mix de leveza e alívio, não é? Sempre sinto isso quando me desfaço de coisas das quais não preciso mais. Acho bom pensar que o tempo dessas coisas comigo já acabou, e que agora elas vão ganhar sentido na vida de outra pessoa, que pode vir a usar mais e melhor do que eu. Tinha apego até começar a me desfazer e ver o quão bom isso é… Continue escrevendo posts assim, assado, como vc quiser! A gente ama! :)

  • Jessica M

    Eu aprendi a desapegar numa época que comecei a estudar o budismo.
    Hoje sinto que as coisas só fluem na vida quando tudo o que você tem, tem espaço para fluir.
    É natural a gente se sentir assim, me identifiquei com o que você escreveu, sempre tem esses momentos na vida, a gente desanima e depois toma fôlego novamente…
    Adoro seus posts mais pessoais, em que você compartilha o que sente! <3
    Beijos!

  • Paty

    Aaaii Mel eu preciso criar coragem pra terminar a decoração do meu quarto ahhahah parce que chegou perto do fim e eu larguei mão! Tô precisando que meu lado empolgada volte também! Bjobjo!

  • Carolina

    Mel, fiz a mesma coisa no meu quarto em julho.
    Fazia tempo que não conseguia sentir meu quarto arrumado quando o arrumava (arrumado sempre ele não fica mesmo, mas segundo minha terapeuta, pra mim, que sou perfeccionista demais, isso é até bom). Troquei alguns móveis e aí fiquei naquela…. como arrumar? É complicado quando já estamos acostumadas com as coisas de um jeito e de repente muda. Pra dar um jeito nisso, fui radical…. tirei TUDO que me pertencia que não fossem roupas e sapatos e espalhei no meu quarto pequeno. Foram três finais de semana de muita bagunça, um sacão de lixo e outro de doações, mas o alívio foi tããão grande.
    Beijos ;)

  • Julia

    Mel,
    Já pensou em fazer um ‘bazar’ com os Desapegos da Mel ???
    Seria interessante e você ainda ganharia um trocado, que de repente, poderia ajudar uma Instituição, ONG, Animais …..

    Beijos

    • Melina

      Adorei a ideia, Ju :)
      Estava pensando em fazer algo “mais ou menos” assim, mas me falta coragem ainda hehe
      :*

  • Gabriela Pedrão

    Oi, Mel!
    Acompanho seu blog já faz um tempinho, mas nunca havia comentado, rs.
    Gostei muito desse post e super me identifiquei. Eu sou muuito organizada também (bibliotecária!) e às vezes me sinto igualzinho o que você disse!
    As fases que mais me dão essa vontade de sair arrumando tudo são os fins de alguma coisa. No fim da minha graduação eu queria sair recolhendo tudo, arrumando e jogando fora o que era inútil, parece que abre espaço para coisas novas, né? Que você está tirando junto coisas que te seguram no mesmo lugar! Pelo menos é o que eu sinto, rs.
    Adoro fazer essas faxinas que limpam a alma também!

    Beijos e parabéns pelo blog! ;)

  • Naiddhy

    Sempre fui do tipo que procura guardar somente o essencial, mas, pela correria da vida as coisas acabam acumulando meio sem querer. Então de tempos em tempos é hora de rever “a bagunça”.

    Quando li “Madame Charme”, percebi que bagunça é tudo aquilo que não usamos… e é preciso uma reflexão sobre cada item que decidimos manter em casa, isso torna a vida mais leve, prática e feliz.

    Bjs

  • Patricia Leardine

    Parece uma coisa tão básica, mas mesmo para quem é organizada, é importante tirar um momento para renovar ou reaver as coisas e o espaço. Sempre que posso eu dou uma olhada no guarda-roupa, escrivaninha, prateleira de livros, armário da cozinha… Se demorou muito tempo e a gente não usou, melhor se desfazer, pois é perca do próprio tempo e espaço. E aí ir se cuidando para não acumular de novo. Que bom que você clicou em enviar o post :)

  • Luiza

    Confesso que eu adoro quando bate a “inspiração” pra derriçar o quarto inteiro e arrumar tudo de novo. É incrível a quantidade de coisas inúteis que guardamos e que nunca dão espaço pra coisas novas aparecerem.
    Adoro o jeito como você se organiza, Mel. :)

  • Vanessa

    Boa ideia essa do bazar, todos sairiam ganhando! haha

  • Caroline

    Oi Mel,
    também me sinto assim o tempo todo,sempre preciso tirar algumas coisas de pelo menos 1 gaveta pra relaxar haha,só ainda não consegui jogar fora umas coisas de escola que tão ocupando umas 3 prateleiras do meu guarda-roupa!
    Aah,e adoro quando tu faz posts assim,e nunca são bobos,qualquer coisa que tu escreve me deixa feliz <3

  • Aline

    Sou super de boa com desapego. Detesto ficar acumulando coisas. Estou sempre doando, deixando as energias circularem, fora que é terapêutico, acalma. Parece que a faxina é também na nossa cabeça, né?
    Eu só não desapego muito desses itens de papelaria porque uso muito! Não tenho pena, rsrs.

    Beijinhos!

  • maria eduarda

    nossa mel amo seus livros !!! (Calma não vou mendiga pra você me da um, ms se quiser kk) mas fico impressionada como você irá conseguir se desfazer dos seus livros? (eu amo seus livros, todos são lindos e assisto todo mês seu “Book Haul”)

    • Melina

      Eu não vou me desfazer de todos os meus livros hehe só de alguns :)

  • Luiza Brando

    Também tenho esses momentos de desapego e faço uma limpa nas minhas coisas de vez em quando. Hoje mesmo a diarista saiu daqui com uma mala cheia de roupas minhas e da minha irmã que já não nos serviam mais.
    Mas teve uma vez que eu acredito ter sentido algo parecido com o que você descreveu no post, essa sensação de alívio no final da limpeza, quero dizer, não a aflição com a falta de organização. Foi quando eu me mudei da casa dos meus pais para vir morar aqui no Rio. Eu tive que pegar literalmente todos os meus pertences e carregar para cá, então fiz uma enorme limpa em tudo o que era meu. Foi ótimo isso, cheguei aqui só com o que eu precisava mesmo, apesar de agora já ter acumulado outras coisas não são tão necessárias assim. Às vezes fico querendo me mudar de novo só para fazer essa limpeza geral mais uma vez :)

  • Yasnaya

    Eu te entendo.
    Eu não gosto de acumular muitas coisas, livros eu só compro se for tipo, indispensável, maravilhoso, imprescindível para a minha felicidade hehe

    Roupas, todo mês eu dou uma revisada geral no meu armário e sempre há algo pra sumir da minha vista. Me sinto sufocada também, até por que há alguma coisa que não combina mais com meu estado de espírito.
    Sou muito acelerada, vivo no 220 e não consigo ficar parada aafff então se tem muita coisa que não uso, eu acho que me atrapalha, sei lá, o feng shui explica kkkkk

    Só pra você saber, de sapatos eu tenho um par para cada modelo específico: tipo- rasteira:1, sapatilha:1 e por aí vai hihihih

  • Aninha

    Não se preocupe, não está só. Às vezes aqui a coisa se agrava de tal maneira que não tenho nem vontade fazer minhas coisas! Parece até que a bagunça puxa a preguiça, o desleixo e a improdutividade para festejar.
    Nada como estudar/trabalhar/viver em um canto organizado e limpo. Faz as coisas simples serem feitas com sorrisos. :))
    :*

  • Aline Santos

    Oi Mel, tudo bem? Adorei esse post. Eu estava me sentindo tão sufocada com tantos livros que nem uso mais, que decidi pegá-los e doa-los! Ainda tenho muitas coisas que também quero esvaziar das minhas gavetas. Parece que quando a gente se livra de alguns objetos nós se livramos também de uma partezinha da gente e fazemos nascer outra… ;*

  • Marijleite

    É isso aí! Vamos passando por fases e de uma fase para outra sempre sobram coisas que devemos deixar para trás.

  • Mila L.S.

    Mel, Super me identifiquei! Seu post me ajudou muito!
    Eu sempre fui muito organizada,mas,de uns tempos pra cá, eu tenho ficado muito desorganizada e com uma certa “preguiça” de arrumar tudo. Mas,depois de ler seu post, criei coragem e dei uma limpa em tudo: nas gavetas,nos armários,nas estantes,em tudo! Seu post me lembrou que eu tenho que ser organizada por causa de vários motivos. Obrigada por me lembrar disso! :)
    Gosto do seu blog porque você é como uma amiga pra suas leitoras. Pelo menos eu,sempre que leio seus posts, sinto como se estivesse conversando com uma amiga! Acho isso um máximo! <3
    Queria comentar que, sempre que eu esvazio as gavetas e tiro de lá tudo que não uso mais, sinto como se pudesse colocar novas coisas lá. É como se a gaveta estivesse vazia, esperando que eu coloque novas historias lá, sabe?
    Você podia escrever mais posts tipo esse! Uma especie de… Desabafo! Ia ser um titulo legal! ''Desabafo da Mel". O que você acha?
    P.S.: Grava uma atualização da sua bookshelf tour? E você já pensou em fazer uma loja virtual de desapegos? Você vai continuar esvaziando as gavetas e ia lucrar com isso! #Ficaadica
    Bjs de uma grande fã do Serendipity!

    • Melina

      Fico feliz que me veja assim :)
      E fico feliz também em saber que o post te ajudou a encontrar força e motivação para se organizar de novo <3
      Hum...eu sempre penso em atualizar mais com posts desse tipo. Quem sabe com essa nova fase do blog e da minha vida isso não acontece? :)
      Vou gravar o bookshelf tour atualizado e estou planejando o que vou fazer com os itens de desapego :D
      :* e obrigada pelo carinho, fofinha

  • Camila

    eu eu eu sou assim!!!
    De 6 em 6 meses pelo menos eu separo coisas para dar! Também tenho uma regra que quando compro uma coisa nova outra tem que sair de casa, as vezes não consigo mas na maioria das vezes consigo e me sinto muito leve tbm!
    Sem contar que fico feliz de ver que as coisas que para mim não são necessárias para outras pessoas são como um presente…

    E sabe uma coisa que me dá agonia? Você já assistiu aquele programa da Discovery H&H chamado Acumuladores? Toda vez que vejo tenho vontade de visitar essas pessoas e arrumar a casa delas! rsrs

    beijos Mel

  • Ana

    Melina, amo muito seu blog e acho puro amor suas fotos do instagram, mas gosto mais ainda quando você escreve mais do que coloca fotos no seu post. Caso se interesse gostaria de ouvir também sua opinião em relação ao meu blog, obrigada!
    pperfeitinhaeperigosa.blogspot.com

  • Beatriz Rocha

    Ai, Mel… Sou bem assim haha Eu me desorganizo por um tempo, deixo de lavar louça, deixo de guardar as roupas na gaveta e, ao invés disso, penduro elas na cadeira, deixo tudo em cima da minha mesa… É como o meu quarto está agora, neste momento haha :( Mas pelo menos 1 vez no mês eu tomo vergonha na cara e deixo tudo lindinho e limpinho mas, adivinhe, 1 semana depois o caos se instala de novo haha. Mas isso é porque eu VIVO no meu quarto agora. Só saio se tiver algum compromisso importante, pra ir ao banheiro e pra pegar comida :( Então eu vou deixando as coisinhas acumularem até chegar a um ponto que eu TENHO que me organizar, senão eu começo a me afogar na minha bagunça. Adorei o post, me vi nele hahahah Beijos <3

    http://www.beatrizrocha.com

  • Rômulo

    Gostei do seu post de hoje porque você se desfez dele postando ele aqui.

    Adorei seu blog que conheci hoje e visitarei sempre.

    Abraço!

  • Anna

    Mel, você escreve muito bem! Concordo com tudo o que falou, de vez em quando é bom esvaziar gavetas, né? Tanto as físicas como as do coração rsrs. Bjjjs

    http://gossiptypewriter.wordpress.com/

  • Juliana Borges

    Eu também sou bem organizada, Mel. Sempre fui. Desde pequena separo coisas para doar várias vezes por ano. Odeio ficar juntando coisas, sendo elas tralhas ou não. Sempre que separo um monte de coisas pra dar e acabo arrumando um espacinho que estava bagunçadinho, também me sinto mais leve, como se eu tivesse tirando coisas da minha vida que não servirão mais pra mim e abrindo espaço para coisas novas na vida.
    O problema é que eu ando muito preguiçosa e tenho deixado acumular um monte de bagunça. Não só bagunça, mas também notas vermelhas… Tenho deixado de fazer um monte de coisas que um tempo atrás eu resolvia rapidinho. To com um medo de onde essa situação vai parar, mas espero que seja só uma fase.

    ps: desculpa o comentário em forma de “texto”, mas quando eu começo a escrever não consigo mais parar haha

  • Josy-rn

    Nossa mel que post maravilhoso!!! Sábado fiz isso com as minhas maquiagens ainda tenho muitas coisa p organizar. Ainda me sinto muito desanimada e sei o quanto é preciso ter foco para encontrar forca e disposicao. Mas eu vou conseguir se Deus quiser. Bjkas no coração fique com Deus!

  • Bruna A

    Sempre faço isso com algumas das minhas coisas…mas ainda tem bastante coisas que eu preciso me livrar.

  • tawany ^^

    Só sei qe adoraria receber uma dessas caixas escrito “Coisas para dar ” *—-*

  • Mery

    Hey Mell…estou enlouquecida com dois dos seus post its…vc teria interesse em vendê-los?
    bjocass sou sua fã

    • Melina

      Eu já me desfiz de vários post-its. Estou estudando o que vou fazer com os meus “desapegos”. Quem sabe não abro uma lojinha virtual e mais post-its vão para lá, né? :)
      :* e obrigada pelo carinho

  • Barbara Sá

    Oi, Mel.
    Nossa, adorei seu texto.
    Sou muito daquelas que guardam as coisas pensando no futuro, aquele rotineiro “Quem sabe eu uso.”. Bom, nunca uso e ele sempre vai pra rua na próxima limpeza.
    Fora que é sempre bom desapegar para renovar, né?
    Vou casar em dezembro e já estou pensando na lista de desapegos que vou fazer. Seu texto me inspirou muito <3

    Beijocas,
    http://www.segredosentreamigas.com.br/

  • Carla Nascimento

    Noossa, não sei como você conseguiu fazer isso.
    Eu sou uma acumuladora de coisas, todo ano eu tento me livrar de um pouco mas a grande maioria fica.
    É muito difícil desapegar. Fico sempre pensando em como a coisas são lindas e podem ser úteis um dia.

    http://www.faltouacucar.com

  • Thyeme Figueiredo

    Nunca fui muuuuito organizada, mas percebi que eu precisava ser mais desapegada quando eu mudei de SP pra Brasília. Mesmo não tendo muita coisa por lá (que tb não era a minha cidade natal), inventei de enviar tudo pelos correios (livros, enfeites…). Daí com o passar dos meses aqui percebi que o dinheirão que eu gastei com os correios foi puro desperdício porque 60% dessas coisas eu não uso pra nada desde que cheguei aqui. Fiz questão de trazer tudo porque tudo era importante e no fim das contas era o contrário. Desde então eu meio que perdi a pena de me livrar do que eu não uso ou do que não vai me servir MUITO futuramente. E é isso mesmo que você falou no post, liberdade, a gente fica se sentindo: Ufa! <3

  • Carol

    Oi Mel!
    Não acreditei quando li seu post, pois estou passando pela mesma coisa e tive os mesmos sentimentos que você! Sempre estou de mudança (estou indo pra Curitiba agora haha) e vejo como acumulamos coisas que não precisamos. Tenho essa mania de organização como você, e quando as coisas vão se acumulando, fico esperando aquela vontade de sumir com o desnecessário. Adorei o post! Gosto de acompanhar seu blog pq sempre acabo me identificando com você hahaha
    Beijos!

  • Simone Ferraz

    Ihhhhh, Mel, estou passando por isso agora mesmo… Está tenso… Todo dia olho para o meu quarto e penso “preciso arrumar isso aqui”, mas confesso que nem sei por onde começar….
    Tem coisas na mesa onde ficava o computador, na cadeira, no chão… AAAAAAAAAAAAAAAAAAAHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH!!! Tem coisa em tudo quanto é lugar… Uma droga!!!
    Já falei várias vezes que iria começar, mas acaba que chega o fim de semana e eu não faço nada… Fico só descansando ou me divertindo…
    Mas preciso mesmo arrumar… Fica um lugar até mais bonito….

    Eu adorei o post!

    beijosss.

  • Amanda Santos

    Bem natural esse sentimento, o mais engraçado é como um coisa simples (arrumar a gaveta, tirar o que a gente não quer mais fora) ajuda na vida e nos deixa mais leve. Eu não sou a pessoa mais organizada do mundo, trago no nome do meu blog minha bagunça, mas eu gosto da minha bagunça mas organizada, se é que isso faz sentido.

  • Melina Fernandes

    Por mais que eu tente, eu nunca consigo mantar minhas coisas organizadas… Tenho algum tipo de “espírito de acumuladora” que me impede de jogar fora muita porcaria…

    http://girlsdetudoumpouco.blogspot.com/

  • Jamilly Linhares

    Caramba Mel, eu também me sinto assim às vezes. Eu me mudei para uma nova casa em março desse ano e levei uns dois meses para deixar tudo em ordem com a minha mãe (inclusive nós separamos coisas que não usávamos mais e demos para quem realmente precisava). E esses dias ganhei um computador novo e lá se foi eu passar um dia organizando minhas pastas de músicas, fotos e séries heuheuheuheu.

  • Dayse Fashion

    Oi Mel, tudo bem?
    Eu já me senti assim muitas vezes, e sempre que acontece, tomo a decisão de batalhar pela ordem!!! Coloco um rock pra ouvir e saio organizando tudo, funciona viu ! :D

    Amo organizar e dar embora o que não utilizarei mais, e que pode fazer diferença na vida de outras pessoas!
    bjsssss e bom fim de semana!

  • Manu

    Fico tão feliz quando vejo um desses seus posts pessoais aqui no blog! Esse, em especial, falou comigo de algum jeito… sempre fui uma pessoa muito acumuladora – guardando coisinhas especiais de pessoas especiais aqui e ali e enchendo caixas e caixas e caixas de pequenas lembranças – e finalmente nesse ano tive essa mesma sensação de se sentir sufocada pelas coisas! Foi incrivelmente libertador poder sentar e pôr abaixo cômodas/prateleiras/caixas, remexer em tudo e escolher o que ia e o que ficava… e depois ver todo o espaço vazio que restou! Pronto pra ser enchido novamente por coisas melhores!
    Fico feliz de saber que você também conseguiu colocar tudo em ordem e conseguir esse espaço, e espero que ele se encha novamente com coisas ainda mais lindas! ;)
    ;**

  • Luana Souza

    Eu sou muito apegada as coisas mas, sei que isso pode me prejudicar.Meu principal problema não é bem “Organizar as gavetas” e sim dar as coisas que eu ganhei porque cada uma delas me faz lembrar de alguém mas, também entrei nessa faze pois sou super organizada e acabei consegui do desapegar de coisas que eu não mais usava.
    Amei seu post Mel, sempre me inspiram…TE ADORO!!

  • Jennifer Ohana

    Mel! Amei esse post e me identifiquei muito. Também sempre fui “a louca da organização”, desde criança… sou tão preocupada com isso que percebo de longe quando alguém mexeu em alguma coisa do meu quarto, mudou de lugar, ou mesmo só pegou pra olhar e colocou de volta. rs… Parece que se algo está fora do lugar, minha vida toda está errada. Eu arrumo meu quarto toda semana (entre segunda e quarta-feira) porque no fim de semana algumas coisas costumam sair do lugar enquanto me arrumo pra sair. Mas fazer limpeza/desapego, faço umas 2x por ano… quando penso em começar a revirar tudo, já fico louca pensando: “por onde eu começo?? socorro!!”, mas depois que começo não paro até ver tudo acabado e as coisas para doação e lixo estarem bonitinhas separadas do que vai ficar. Esse ano, em Abril, comprei um penteadeira, ela é bem pequena e tem apenas 4 gavetinhas… e como sempre tive MUITA coisa no meu quarto (ursinhos, caixinhas, enfeites) e muitas prateleiras pra “guardar” todas essas coisas, me vi louca quando tirei as prateleiras (que não combinavam mais com a decoração nova) e percebi que muitas coisas teriam que ficar apenas naquelas 4 gavetinhas e no meu guarda-roupas… rsrs… mas estou conseguindo organizar tudo e estou feliz com isso! Realmente dá uma leveza na vida quando desapegamos das “tranqueiras” espalhadas pelo quarto. :) beeeijos Mel… adoro seu blog! Parabéns e sucesso sempre! <3

  • Érika Rodrigues da Costa

    Hey Mel, eu não sou nem um pouco organizada, tenho preguiça de arrumar meu quarto (menos meus livros) e isso já está atrapalhando a minha vida, não consigo encontrar nada quando preciso. Alguma dica?
    Kisses

    • Melina

      Acredito que a melhor dica que posso te dar é para tentar organizar suas coisas por etapa: primeiro a escrivaninha, depois a cômoda, o armário…porque aí aos poucos você vai vendo como se manter organizada pode melhorar e facilitar a sua vida :)
      :*

Deixe seu comentário

Instagram

  • spockinho lindo mesmo quando tá chateado 😍
  • ontem encontrei esse poster no bazar da @lojasantacomposicao e nem pensei duas vezes se iria comprar ou não hehe 😂 na mesma hora pensei em fazer essa foto pra mostrar esse lançamento lindo que recebi da @tutusapatilhas 🖤✨ #vaidetutu
  • fechando minha sequência de fotos da #ccxp2017 com essa turma que marcou minha infância 🖤 foi quando comecei a assistir Hey, Arnold que o sonho de ter uma “janela no teto” pra ver as estrelas surgiu ✨ #nickelodeon #heyarnold #zaxywonderwoman • 📷: @hasegawaphoto 💙💜💜
  • muito muito feliz de finalmente conhece pessoalmente a @lovemaltine que é minha amiga virtual há anos 🖤 e olha que mágico: poucos segundos antes tava pensando “nossa, quando será que vou conhecer a Ari e a @jeskagrecco ?” 😱 ai ai como amo serendipidades 🖤✨ • 📷: @hasegawaphoto 💙💜💙
  • saudade #ccxp já! eu e o @hasegawaphoto fomos só na sexta, mas conseguimos aproveitar bastante ☺️ (aguardem vlog!) quem for hoje, passa lá no cantinho da @zaxyoficial pra fazer uma foto 360° 😍 é muito legal (mas confesso que dá um pouco de vergonha hehe) ps: ainda bem que eu e o Beni não caímos com as bundadas que demos um no outro 😂🤣 #zaxywonderwoman
  • fotinho do dia da pré-inauguração do @newyorkcafecwb do Batel pra avisar que 1. está muito lindo e 2. já estamos na fila do cheesecake 🖤 hoje, a partir das 15hrs eles vão distribuir 500 senhas e 500 cheesecakes de graça 😳 e um desses cheesecakes vai vir premiado com uma viagem com acompanhante para New York 😱 #newyorkcafe DICA: tragam guarda-chuva porque o sol resolveu fazer companhia pro pessoal da fila 😒 hehe

instagram