LIVROS

O QUE EU LI EM JANEIRO

Esses dias estava pensando em formas de falar mais sobre as minhas leituras tanto aqui no blog quanto lá no canal Serendipity. Embora volta e meia eu faça resenhas por lá, eu acabo deixando de compartilhar muitas coisas legais que leio. Já fazia um tempo que estava com vontade de gravar vídeo de leituras do mês onde falo um pouco sobre cada livro que li naquele período de tempo e então pensei “por que não trazer esse formato de conteúdo pro blog também?”.

A ideia não é eliminar os posts de resenha – aliás, preciso aumentar a frequência deles de novo -, e sim dar espaço para livros que gostei, mas que acabo esquecendo de comentar em algum lugar. Então vamos lá, vou falar um pouquinho sobre cada um dos livros que li ao longo do primeiro mês do ano.

Resolvi começar as leituras de 2018 tirando da estante o livro A lógica inexplicável da minha vida (The inexplicable logic of my life). Escolhi esse livro porque me encantei com a escrita do Benjamin Alire Sáenz quando li Aristóteles e Dante descobrem os segredos do universo (Aristotle and Dante Discover the secrets of the Universe) e também porque já sabia que as chances de sentir um quentinho no coração eram alta. Felizmente não me enganei.

O protagonista desse livro é um garoto chamado Salvador que foi adotado por um homem gay e que, além de não ter lembranças de sua mãe, não faz ideia de quem é seu pai biológico. Isso parece nunca ter sido um problema pra ele, até que começa a sentir uma raiva incontrolável que ele não está sabendo como lidar. Ele começa a se questionar se isso é algo que herdou de seu pai biológico ou não. Além de estar tendo que aprender a lidar com essa mudança interna, também está passando por um momento muito delicado: sua avó está quase morrendo e ele se sente impotente por não ter o controle disso também.

O principal sentimento que dá liga a essa história é o amor e seus diferentes tipos: o amor pelos familiares, pelos amigos, o próprio…e eu – desculpe pela brincadeira com as palavras – amei a forma com que o autor trabalhou isso.

O livro é composto por vários capítulos curtos e isso torna – pelo menos pra mim – a leitura muito mais rápida e dinâmica. Como disse ali em cima, esse livro também se enquadra na categoria quentinho no coração (inclusive já existe esse quadro lá no canal!).

A única coisa que me incomodou e me “impediu” de dar 5 estrelas pra esse livro, foi o fato de que achei um pouco exagerada a quantidade de tragédia que o autor incluiu na história. Eu consegui entender – pelo menos eu acho que entendi hehe – o objetivo do Benjamin com elas (alertar seus leitores das possíveis consequências de alguns comportamentos e também aproveitá-las para fazer com seus personagens ficassem ainda mais unidos), mas sinceramente acho que algumas não foram necessárias e que os personagens acabariam se aproximando de qualquer forma.

A irmã foi o primeiro thriller que li esse ano e gostei tanto que li a segunda metade em uma noite.

Grace é uma mulher de 30 e poucos anos que ainda não se recuperou da morte de sua melhor amiga, Charlie. Sua vida parece que nunca voltará ao normal porque ela não consegue parar de pensar nas últimas palavras que Charlie lhe disse e nem na promessa que fez, quando eram mais jovens, de que a ajudaria a encontrar seu pai biológico.

Quando uma garota, muito parecida com Charlie, entra em contato com Grace dizendo que é filha do pai biológico de sua melhor amiga, Grace imediatamente se aproxima dela achando que, de alguma forma, vai conseguir resolver essas questões pendentes que a morte de Charlie trouxe para sua vida. Anna parece ser uma pessoa incrível, mas…

…a vida de Grace parece estar ficando cada vez mais sem controle. Seu casamento começa a passar por uma crise e ela tem certeza de que está sendo perseguida por alguém.

A autora intercala capítulos do passado e do presente e eu gosto muito de thrillers nesse formato. Além de achar que a leitura flui mais rápido, acho que me sinto mais instigada a tentar ligar os pontos e descobrir como as ações do passado estão ligadas com as do presente.

Gostei muito desse livro e fiquei interessada em ler mais obras da autora. Quem quiser ver uma resenha mais completinha, teve um vídeo lá no canal só sobre esse livro.

Quando fui convidada para ler o lançamento Serafina e a capa preta (Serafina and the black cloak), fiquei muito feliz. Esse é o primeiro livro de uma série voltada para o público juvenil e muitas pessoas me pedem indicações literárias para essa idade.

Serafina mora com seu pai no porão da mansão Biltmore desde sempre. E, embora a mansão tenha muitos criados, moradores e hóspedes, ninguém nunca a viu – nem sabe de sua existência – porque essa é uma das regra que seu pai estabeleceu desde que ela era pequena. A outra é de que ela não deve se aproximar da floresta que tem nas redondezas da mansão.

Ela sempre foi ótima em cumprir essas regras, mas quando vê um homem misterioso com  uma capa preta surgir e crianças que estão hospedadas na mansão desaparecerem, ela sente que é capaz de resolver essa situação.

Além de ter gostado muito do autor ter colocado como protagonista uma garota forte e corajosa, outra coisa que me fez achar a história ainda mais interessante é o fato de que essa mansão realmente existe. Fiquei um tempo pesquisando sobre ela no google e senti muita vontade de visitar um dia. Foi uma leitura rápida, interessante e um tanto quanto nostálgica pra mim, porque volta e meia fiquei imaginando como a “Mel novinha” iria se sentir lendo esse livro. Amei essa sensação!

Ah, quem quiser ver uma resenha mais completa, é só clicar aqui e assistir o vídeo que liberei lá no canal :)

Já disse algumas vezes que foi a Rupi Kaur que fez com que eu me interessasse por livros de poesia moderna. Desde que li Milk and Honey (Outros jeitos de usar a boca) no ano passado, fui atrás de muitos outros títulos desse tipo. Quando fiquei sabendo do lançamento do livro The sun and her flowers (O que o Sol faz com as flores) já quis garantir o meu exemplar comprando na pré-venda.

Esse é um livro que com certeza falarei mais vezes aqui no blog. Provavelmente farei um post compartilhando meus poemas favoritos e também comparando a edição brasileira com a americana (essa aí das fotos).

Nesse livro, Rupi fala sobre vários temas como amor próprio, amor, relacionamentos amorosos, fins, recomeços, começos, imigração, aceitação, possibilidades…são vários assuntos que mexem com o leitor mesmo não sendo algo que tenha uma relação direta com ele, como por exemplo, imigração. Não é algo que faz parte da minha história (pelo menos não até esse momento), mas mesmo assim me senti tocada por suas palavras.

O livro segue o mesmo formato do anterior, com poemas curtos – alguns um pouco mais longos – combinados com ilustrações feitas pela própria Rupi. Mais um livro pra lista de favoritos da vida!

The trouble with women fez um certo sucesso lá no meu instagram. Cheguei a gravar uma sequência de stories para mostrar como ele é por dentro e o que as pessoas podem esperar de sua leitura porque vários seguidores demonstraram interesse (fiquei muito feliz com isso).

Esse é um livro muito irônico e cheio de sarcasmos que fala sobre o motivo de quase não encontrarmos nomes de mulheres quando estudamos a história da humanidade.

Por ser cheio de ilustrações – aliás, adorei o estilo dos desenhos – e não ter textos muito longos, é uma leitura bem rápida. Dá pra ler tranquilamente em uma hora (ou menos) que foi o que eu fiz. Tirei ele da estante em um dos meus intervalos da tarde e só voltei a trabalhar depois que cheguei na última página.

Apesar de ser, como disse ali em cima, uma leitura engraçada e irônica, também é uma leitura triste porque nos faz pensar em todas as mulheres que foram – e, infelizmente, ainda são – privadas de fazer o que queriam (querem) só por causa de “pensamentos e regras” sem sentido algum.

Também estava pensando em fazer um post dedicado a esse livro compartilhando as minhas páginas favoritas. O que vocês acham?

A primeira graphic novel que li esse ano foi Pétalas do Gustavo Borges. Lembro que estava procurando por graphic novels nacionais para ler e indicar no vídeo em comemoração dia do quadrinho nacional e essa chamou minha atenção pelo nome e pela arte da capa. No final das contas, acabei gravando um vídeo com uma amiga (oi, Gabê!) e deixei pra falar mais sobre ele em outro vídeo.

A história desse livro se passa na minha estação favorita de todos: inverno! E como vocês podem ver na foto ao lado, o inverno está bem rigoroso já nas primeiras páginas de Pétalas.

Ele é protagonizado por uma família de raposas (olha que fofura essa raposinha *-*) e por um pássaro alto, magro e meio esquisito (ele aparece na foto abaixo). Uma das raposinhas sai para a floresta em busca de galhos para aquecer sua casa e, no caminho, encontra esse outro personagem misterioso. Não demora muito para que eles comecem uma amizade e vou parar de escrever porque a história é muito curtinha e eu não quero estragar nada na experiência dessa leitura pra vocês.

Ah, essa é uma das graphic novel mais quentinho no coração que li até hoje ♥

Uma coisa que fez com que eu ficasse ainda mais encantada pela história de Pétalas – além da arte e das cores maravilhosas – é que ela não tem falas. A história é toda contada por meio de ilustrações e expressões dos personagens. Achei isso tão maravilhoso.

Fiquei tão empolgada com o trabalho do Gustavo Borges que logo dei um jeito de ler Até o fim (felizmente comprei as duas no mesmo dia, então, já estava com ela na minha estante aguardando para ser lida).

Essa graphic novel fala sobre o fim da vida, ou seja, sobre a morte. Apesar desse ser um assunto muitas vezes considerado pesado, a forma com que eles abordaram foi muito leve, emocionante e sensível.

Lilian está fazendo uma viagem de carro junto com seu noivo, irmão e dois amigos quando sofre um acidente na estrada. Todos os passageiros do carro morrem, mas Lilian está determinada a mudar seu destino, pois acha que é nova demais pra morrer. Ela consegue negociar a sua volta, mas, para isso, precisa decidir qual é o melhor fim para a alma de cada uma das pessoas que morreu junto com ela no acidente antes do nascer do Sol.

Achei linda, muito respeitosa e tocante a forma com que eles trataram diferentes crenças sobre o que acontece quando a vida acaba.

As cores dessa graphic novel também são lindas (como vocês podem ver na foto acima) e a história mexeu comigo a ponto de me fazer querer sair abraçando todo mundo que amo assim que cheguei na última página.

Esse é o único livro – e graphic novel – desse post que foi publicada de forma independente graças aos apoiadores do catarse (meu irmão, Gui, foi um deles ♥). Comprei Plumba lá na Comic Con no final do ano passado quando fui tentar comprar uns pins que os autores lançaram. Os pins já tinham esgotado, mas decidi não sair de lá com as mãos vazias (ainda bem!).

Plumba é a maior das quatro graphic novels que li esse mês (ela tem 208 páginas) e a mais divertida delas.

Ela conta a história da Plumba, uma garota corajosa, divertida e determinada que decide sair para uma aventura (e que aventura hehe) para conseguir dinheiro. O motivo? Ela quer comprar um super machado armagedon 3.000 que custa 666 dinheiros.

O livro é cheio de referências geeks e tem – não sei se vou conseguir explicar direito – “um formato de jogo”. Algumas páginas, inclusive pareciam telas de joguinhos clássicos que marcaram a minha infância (e a de muitos de vocês, espero!).

Sem contar que o traço e as cores são muito, muito muito fofos. Olha só a carinha da Plumba e da Kali no último quadrinho da página ao lado *-*

Estou torcendo muito por uma continuação porque eu amei muito a Plumba. A Luiza e o Thiago fizeram um trabalho incrível. Vou ficar de olho pra caso eles lancem mais um projeto lá no catarse :)

A última graphic novel que li em janeiro foi o segundo volume da série Bruna Vieira em Quadrinhos: O mundo de dentro, um trabalho lindo fruto de uma parceria entre Bruna Vieira e Lu Cafaggi (o primeiro volume é o Quando tudo começou). Fechei o mês com “chave de fofura” hehe

Nesse volume, a Lu e a Bruna contam, de uma forma bem sensível e delicada sobre a primeira menstruação da Bruna. A forma com que a história foi contada junto com o trabalho incrível da Lu resultaram em um livro quentinho no coração ♥

Eu espero muito que elas lancem outros volumes porque amei os dois primeiros e já quero mais. Aliás, que sonho ter momentos da sua vida ilustrados pela Lu, né? :)

Ah, quase me esqueci! Quem quiser assistir ao vídeo que liberei esse domingo no canal falando sobre as leituras é só clicar no play :D

Espero que vocês tenham gostado desse formato de post. Eu achei que ele fosse ficar um pouco mais curto, mas pra variar me empolguei nas fotos e na hora de escrever também.

Eu sempre aviso isso lá no canal, mas aqui não falo com muita frequência: se vocês tiverem o costume de comprar pela Amazon Brasil e quiserem me ajudar, por favor façam isso usando qualquer um dos meus links porque ganho uma pequena comissão nas compras feitas usando eles. Pode ser qualquer compra mesmo. Não precisa necessariamente ser algo que eu indiquei por aqui ou nas minhas redes. Se você abrir um dos meus links e pesquisar por outros livros ou produtos e finalizar a compra, ganharei a comissão :) mas é claro, não se sintam obrigados a fazer isso. Só estou compartilhando porque é uma forma de me ajudar financeiramente. Aliás, falando nisso, está rolando uma promoção especial de carnaval na Amazon em que dez editoras liberaram cupons de 10% de desconto para livros físicos de seus catálogos. Se quiser conferir é só clicar aqui. Essa promoção é válida até às 23:59 de amanhã (quarta-feira dia 14 de fevereiro). E para e-books, a Amazon fez uma seleção especial de títulos em que vocês podem usar o cupom CARNAVAL25 e ganhar 25% de desconto no valor dos e-books. Para conferir os títulos é só clicar aqui (esse cupom vale até amanhã também!). No vídeo de domingo eu expliquei melhor e coloquei links detalhados de cada editora na descrição então caso queiram conferir também é só clicar aqui.

Contem aqui nos comentários quais foram as leituras de vocês nesse começo de ano. Vou amar pegar dicas e saber o que vocês acharam deles :)

Obrigada por tudo, pessoal!

xoxo

Posts relacionados

20 Comentários + Comentários pelo Facebook
Post Anterior
fevereiro 13, 2018
Próximo post
fevereiro 13, 2018
  • Anne Rios

    Eu estou com Milk and Honey no Kobo para ler. Preferi a versão em inglês porque achei estranho o titulo que deram para o livro em português =/
    Não curto muito poesia, mas acho interessante sair da minha zona de conforto. Vai que eu me inspiro e volto a escrever poesias, hehe

    • Melina

      Eu também não curti muito o título em Português. Acredito que eles mudaram para dar uma pegada mais erótica ao livro e chamar mais atenção.
      Que legal que você escreve poesias ♥ espero que goste de Milk and Honey e se sinta inspirada com a leitura :)
      :*

  • Duda Fassina

    Adorei as fots, o post, e as leituras. Li Outros Jeitos de Usar a Boca ontem, mas gostei mais de A Princesa Salva a Si Mesma Neste Livro, achei mais fofinho <3 Também estou começando a gostar mais de poesias, por causa do livro da Amanda Lovelace (e por você, que indicou ele <3)
    Beijos, Duda

    • Melina

      Aaaah fiquei tão feliz que gostou da minha indicação ♥ eu tô louca pra ter o segundo livro da Amanda Lovelace em mãos *-*
      :*

  • Fabiana Correa

    Oi Mel!
    Livros tão lindos e fotografáveis, mais alguns para minha lista!
    bjinhos

    • Melina

      Oi, chuchu ♥
      Muito feliz em saber que gostou das minhas indicações :D
      :*

  • Larissa Zorzenone

    Oi Mel
    Eu já tinha visto as suas leituras lá no canal. Fiquei com vontade de ler todos, principalmente o sobre as mulheres que ficam fora dos lviros de história. É uma coisa que precisamos mudar.
    Um beijo enorme e boas leituras sempre.

    Vidas em Preto e Branco

    • Melina

      Oi, chuchu ♥
      Obrigada por ter assistido o meu vídeo :D
      Esse livro – the trouble with women – é muito legal! Como eu disse lá no youtube, é uma leitura rápida, mas que provoca muita reflexão :)
      :* e bom restinho de semana ♥

  • Camila Cunha

    Amei o post ♥
    Você nem sempre consegue fazer posts sobre cada livro, e assim não ficamos sem conhecer livros legais :)

    Perdi os stories sobre The trouble with women e agora estou curiosa haha! Faz post sobre ele por favor!! *—*
    Adoro graphic novels ♥ já anotei as dicas!!

    :*

    • Melina

      Fiquei muito feliz em saber que gostou do post, chuchu ♥
      Confesso que tava um pouco preocupada do pessoal não gostar tanto por ele ter ficado muito longo :x
      Pode deixar que vou fazer o post sobre o The Trouble With Women *-*
      :*

  • Ana Beatriz

    Amei a sua lista. Após ler o post assistirei ao vídeo!
    Eu fiquei com vontade de ler Serafina e a Capa Preta. Quando você falou de ser um livro da faixa etária infanto juvenil, me lembrei de quando eu tinha 12 e 13 anos (lia uns 3 livros na semana!), e era viciada em livros best seller, e como a maioria deles traziam protagonistas masculinos. Algumas exceções abriam espaço para personagens femininas corajosas, como a Annabeth em Percy Jackson, mas era mais raro.
    The Sun and Her Flowers é um dos melhores que eu li em 2017. Virei oficialmente fã de tudo que a Rupi Kaur escreve.

    • Melina

      Fiquei muito feliz em saber que gostou da minha lista de leituras ♥ e que se interessou por Serafina e a Capa Preta! Eu amei muito esse cuidado do autor que colocar uma protagonista forte *-*
      Rupi Kaur ♥ é incrível!
      :*

  • Giovanna

    Li duas graphic novels muito boas e incríveis no início desse ano, mas bem diferentes entre si.
    A primeira foi “A diferença invisível” que conta a história de uma mulher que descobre que tem Asperger, é bem rápida de ler e muito sensível. Acho que você vai gostar e pode ter a ver também com a sua ideia de falar sobre livros que de alguma forma se relacionam com a psicologia.
    O outro livro é Maus, que conta a história de uma família no holocausto. É de uma grande sensibilidade, mas também como é inspirada na história real da família do autor, tem vários gatos colocados com uma frieza que nos assusta, mas acho que não teria como tratar de outra forma.
    Gostei bastante do post das leituras, seria ótimo se você continuasse!
    Um beijo!

    • Melina

      Amei suas indicações ♥
      Tenho essas duas graphic novels na minha estante. Maus eu já li, mas quero reler. E A diferença do invisível quero MUITO ler logo. Seu comentário serviu como lembrete pra mim ♥ muito obrigada :D
      :*

  • Isabelle

    Obrigada pela indicação de Plumba! Fui no site e simplesmente amei os primeiros capítulos disponíveis, estou muito tentada a dá-lo de presente para uma pessoa em especial! Beijo

    • Melina

      Yay! De nada, chuchu ♥
      Muito feliz em saber que gostou *-*
      Espero que a pessoa especial e sortuda goste do presente :*

  • Ana Clara

    Meu sonho ler tanto assim em um mês!!! Um dia consigo hahaha Já adicionei Pétalas no carrinho e assim que puder comprarei Até o fim! Decidi apoiar ilustradores e roteiristas brasileiros e agora vou comprar graphic novels sempre que puder!
    Obrigada pelas indicações incríveis, Mel ♥ ♥

    • Melina

      Fiquei muito feliz em saber que gostou das indicações ♥
      Ah, eu consigo ler um número considerável de livros por mês porque esse é meu trabalho :) e além disso, li várias graphic novels em Janeiro hehe por isso ficou com um volume maior :P
      :*

  • Emilly Elizabeth Custódio

    Mel, suas fotos me deixam sempre tão bem <3 principalmente quando tem livros juntos! Muito obrigada, sempre, por isso *.*
    Eu quero muito ler The Sun and Her Flowers, e sua resenha da Serafina me deixou LOUCA para ler o livro s2s2 Amo Graphic Novels (inclusive amei o vídeo especial das graphics do seu canal <3) e eu também quero muito conhecer o trabalho do Gustavo, quero ler principalmente Pétalas <3.

    Ah é, quase esqueci de dizer que estou louca pelo Trouble with Women também! Parece muito bom!

    bjs Mel, keep inspiring <3

    • Melina

      Seus comentários têm o mesmo efeito que um abraço em dias quentinhos, sabia? Sempre fico feliz quando leio eles ♥ muito obrigada por todo esse carinho e incentivo :)
      Fiquei feliz em saber que se interessou por esses livros ♥ você vai AMAR eles *-*
      :* e boas leituras

Deixe seu comentário

Instagram

  • acabei de liberar um vídeo novo no canal 🖤 tô esperando vocês por lá ☺️
  • mais um ano comemorando o aniversário da @tutusapatilhas junto a essa marca maravilhosa 🖤 fiz essas fotos (e muitas outras) para celebrar o sétimo ano da Tutu e aproveito esse post para avisá-los que até o dia 21 de outubro está rolando muitas comemorações e surpresas (promoção *•*) no perfil da marca ☺️ Parabéns, @tutusapatilhas ✨ que vocês conquistem cada vez mais pessoas com seus produtos lindos e 100% feitos no Brasil 😌 #vaidetutu
  • quais os planos de vocês pro feriado? O meu envolve livros, estudar Japonês e fotografar 🖤✨
  • hoje é o dia mundial da saúde mental e eu falei sobre isso lá no canal (link na bio) 🖤 esse é um assunto importante de se falar todos os dias, mas aproveitei a data pra lembrar vocês de que saúde mental é tão importante quanto a saúde “geral” 🖤 lembre-se, nenhum problema é pequeno demais para merecer ajuda ☺️ converse, procure profissionais e saiba que você não precisa enfrentar nada sozinho ✨ conto com a ajuda de vocês pra divulgar o vídeo novo para que mais pessoas falem sobre esse assunto 🖤 p.s.: queria ter feito uma foto melhor pra divulgar esse vídeo 😶#diamundialdasaudemental
  • acabei de liberar mais um vídeo no canal 😳 alguém imagina sobre o que é? 🖤 • essa foto foi inspirada em uma foto da @stefiereads ✨ Hey @stefiereads your feed is amazing and you’re such an inspiring person ☺️🖤✨
  • Spockinho passando na timeline pra avisar que tem vídeo novo no canal ☺️ dica: tem a ver com estudo e com vlog hehe

instagram