Antes de começar esse post-diário, quero agradecer imensamente por todos os comentários lindos e especiais que vocês deixaram no post desabafo. Me senti abraçada enquanto lia cada um deles e fiquei ainda mais feliz por poder continuar compartilhando um pouco de mim nesse formato. Quem sabe o sonho do blog voltar a ser meu principal formato de conteúdo se realize em um futuro não muito distante, né?

Esse post é um registro fotográfico de um sábado que passei na casa da minha amiga Carol há pouco mais de um mês. Foi um sábado bem chuvoso e aconchegante (daqueles que a luz do post acende ainda de manhã). Levei a câmera porque queria fazer algumas fotos dos gatinhos, mas acabei registrando um pouco mais.

Foi um sábado tranquilo. Cheio de conversas aleatórias, chás (deliciosos), velas, gatinhos e um pouquinho de leitura. Tudo isso com barulhinho de chuva e aquela iluminação especial e nostálgica que os dias nublados têm. A Carol comprou esse bolinho de limão delicioso pra mim e praticamente acabei fazendo um ensaio dele pra guardar de lembrança hehe amo tirar fotos de “coisas aleatórias” mesmo sem ter a intenção de postar em algum lugar. Nesse caso, quando estava fazendo essas fotos, não tinha pensado em transformar as lembranças desse dia em um post. 

A história secreta (Donna Tartt) foi uma leitura bem marcante que fiz no ano passado e que tenho muita vontade de reler. Essa vontade sempre parece se intensificar quando o dia está mais frio e nublado (combina muito com a atmosfera do livro). A Carol disse que estava com vontade de ler então acabei levando meu exemplar na bolsa. Nós até lemos um pouquinho (ops hehe), mas antes de fazer a leitura aproveitamos pra tirar umas fotos. Na hora dessas fotos abaixo fiquei lembrando da época do fotolog e do começo da “era dos blogs”, ou seja, fiquei nostálgica.

Desde criança sempre fui encantada com a existência de fotografias. Poder ficar revendo momentos vividos por mim ou por outras pessoas, relembrar, imaginar, criar histórias… por isso que quase todos os dias da minha vida tiro pelo menos uma foto. Mesmo que os registros fiquem um tempo esquecidos no celular ou em algum hd externo, é sempre especial reencontrar eles. E volta e meia fico imaginando como vai ser no futuro rever esses registros. Inclusive já imaginei eu e a Carol daqui algumas décadas tomando chá e revendo essas fotos.

Essa lindeza das fotos acima é a Azuki. E essa lindeza das fotos abaixo é o Musashi. Ambos foram adotados depois que fui pra Brasília então esse foi o meu primeiro encontro com eles.

Foi especial poder reviver as lembranças desse dia enquanto escrevia esse post :)

Vocês também têm o hábito de guardar lembranças fotográficas de momentos e dias aleatórios? E de escrever diários? Eu queria que fosse muito mais fácil revelar fotos pra poder transformar posts-diários como esse em páginas no meu “diário de papel” (se bem que pela quantidade de fotos que eu coloco por post, não demoraria muito pra preencher um diário todo e teria que ter uma estante só para meus diários hehe)

Obrigada por passarem por aqui!

p.s.: obrigada pelo dia, Carol! (já estou com saudade)

Melina Souza

Melina Souza

compartilhe

Comente!

19 comentários em “chuva, gatinhos, livro e chá”

  1. Que delícia de dia e que delícia de fotos!! 🧡 Eu aaamo registrar memórias também, sempre amei, desde criança. Meu pai adorava filmar a gente lá em casa naquelas câmeras enormes que gravavam em fita, então tenho diversos registros meu e do meu irmão simplesmente em dias comuns em casa e acho isso tão especial! Passamos as fitas pro formato de dvd pra não perder e é tão legal ter isso. Acho que veio dele esse meu amor por registrar tudo! Desde 2019 eu uso um app super legal chamado 1 second, onde eu registro 1 segundo do meu dia todos os dias, no fim do mês e do ano o próprio aplicativo junta todos os vídeos e assim tenho pequenos registros de todos os meses desde janeiro de 2019 até hoje, hehe. 🤩

    1. Isa querida! Que alegria te ver por aqui :)
      Nossa, que legal que vocês têm esses registros. Meu pai até filmou algumas coisinhas da minha família nos anos 90 com a câmera, mas não conseguimos passar para dvd ainda (espero nunca perder esses registros).
      Amei saber que você usa esse app desde 2019!!! Eu já tinha ouvido falar dele, mas nunca cheguei a usar de verdade. Acho que no máximo usei por uma semana em 2019 ou antes (realmente não lembro) :/ deve ser maravilhoso ver todos esses vídeos/lembranças juntas *-*

  2. Que lindeza de fotos! Também amo registrar aleatoriedades do dia só pra deixar guardado mesmo. E espero muito que volte com o blog com tudo, amo acompanhar por aqui 🫶🏻

    1. Oba! Fiquei feliz em saber que também está na torcida para os blogs voltem a ganhar espaço 🧡
      Só de imaginar isso já fico mais esperançosa da internet voltar a ser um lugar mais acolhedor hehe :)
      Obrigada por ter passado por aqui 🧡

  3. Já tinha visto essas fotos qdo vc tirou e ver todas elas aqui me deixou imensamente feliz! Adoro seus registros e o toque de magia e delicadeza que o seu olhar fotográfico coloca em cada um deles é encantador , e sem falar de como amooooooo o jeito que vc escreve compartilhando fielmente o que vivenciou em cada momento e aquecendo o meu coração.
    Amo blogs e o seu, pra mim, é o mais lindo, doce e acolhedor!
    Te amoooooo infinito, minha maior inspiração! 🧡🧡🧡🧡🧡🧡

  4. Simplesmente amei as fotos e o texto!! Fazia muito tempo que não acompanhava um blog assim, pessoal e lindo!! Me lembrou a época em que conversava com a minha amiga sobre coisas aleatórias e registrava tudo em foto. Amava acompanhar os blogs! Fiquei muito nostálgica por algum motivo lendo seu post. Ameiiiii!! *-*
    Você me inspirou a levar minha câmera pra quando eu for visitar novamente minha amiga que há muito tempo não vejo.

  5. Ahh! Eu também amo tirar fotos. Tenho mania de guardar lembranças. (hehehe) Pelo jeito seu dia com a sua amiga foi muito especial. Ahh! Também amei as fotos dos gatinhos. Estava vendo e achando eles lindos e engraçados. Acabei ficando inspirada para fazer um ensaio fotográfico com Dudu, o meu gatinho. De certa forma Musashi me lembrou ele. =)

  6. Fiquei imaginando estantes cheias de diários e adorei!! Gosto da ideia de fazer diários, era um hábito na infância/adolescência e que acabei não conseguindo manter na vida adulta. Mais do que um hobby, eu vejo como uma ferramenta de autoconhecimento, de saber o que se sente e como se sente a respeito dos acontecimentos e coisas ao nosso redor. Já a fotografia é algo que eu consigo fazer com mais facilidade, por estar sempre com o celular em mãos. Ainda sim, boa parte fica na nuvem e me dá pânico pensar que posso remover sem querer em algum momento. 😅 Seria muito bom se ter fotos em papel fosse mais barato e simples de fazer! Não sei se conseguiria ter tantos diários quanto vc mencionou, mas teria muitas fotos espalhadas pela casa e faria algumas para presentear pessoas queridas. 🥰

  7. Que post lindo Mel, cheio de muitas das melhores coisas da vida: dias aconchegantes, gatos, chás e boas companhias… Obrigada por compartilhar um pouquinho desse dia! Estou super na torcida pela presença mais constante dos blogs. Um beijo!

  8. Eu não fotografo tanto os momentos e memórias, é algo que quero passar a fazer mais. Gosto de quando reencontro um dia em registros fotográficos, é sempre um abraço. Também sinto falta de escrever diário, a escrita sempre transmite coisas boas.
    Achei os gatinhos tão fofos! E os lanchinhos pareceram deliciosos <3
    Teus posts sempre me cativam, Mel. Obrigada por tanto aconchego por aqui.
    Um abraço pra ti <3

  9. Mel, sou apaixonada pelo seu jeito de ver o mundo!!! Tenho essa mesma paixão por fotografia, mas ainda vou bem amadora. adoraria ver vc fazendo um vídeo ou posta sobre fotografia (Ângulos, edição e entre outros) Faz por favor !!!! Fotos lindas, já me imagino velinha revendo os meus momentos especiais.

  10. Aww que registros mais aconchegantes Mel! Fiquei babando com esse bolinho fotogênico haha

    Eu sempre gostei de fotografar, mas ultimamente eu ando desanimada pra tudo :(

    Aii eu também gostaria se revelar fotos fosse mais fácil (e barato). Eu com certeza teria milhares de álbuns e diários aleatórios haha

  11. Eu estou prestes a fazer 26 anos e escrevo diários desde que me lembro, mas só tornei um hábito mesmo no fim do meu ensino fundamental. Eu recheio ele com coisas, fotos, poemas, musicas que ouvi e gostei, mas em sua grande maioria cartas para mim mesma detalhando meus dias e como me sinto a respeito. Eu sempre amei toda essa coisa de cartas e eu amo seu blog, é como ler as de uma velha amiga, eles me fazem sentir feliz, um “quentinho no coração” kkkk

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Rolar para cima